31 de agosto de 2010

Tombar. E porque não?


Este prédio aí,acreditem, já foi o maior reduto da política estudantil de Maringá. Daquí saíram políticos de destaque na cidade, como Carlos Borges e Zé Cláudio. Esse prédio tem história, uma história de união de uma juventude politizada, que em 68, por exemplo, respirava a efervescência cultural e política do Quartier Latin, na França.
Esse estado de abandono é uma lástima, umaprova de que Maringá não sabe mesmo preservar sua memória. Que tal uma lei aprovada pela Câmara tombando o prédio que, restaurado pelo município, poderia se transformar num espaço cultural da cidade e, porque não, de dabete político? Espaço físico para a construção de um bom auditório nos fundos, tem de sobra.

Pessuti passa carraspana corretiva em deputados da base


"O governador Orlando Pessuti puxou a orelha dos deputados do PMDB na noite de segunda-feira, durante a reunião que promoveu com prefeitos em apoio à candidatura do senador Osmar Dias à sua sucessão. Pessuti pediu que os deputados usem o mesmo “entusiasmo” de quando foram pedir a ele para que não fosse candidato ao governo, proporcionando uma grande aliança que garantisse suas reeleições, na campanha de Osmar".

. Do site Hora H News

PS: Acho que o governador Pessuti precisa dar um pulo em Maringá e ficar pelo menos uma hora alí no comitê da Mauá, ouvindo pessoas simples, contratadas para trabalhar nas ruas. Depois de saber de tudo o que anda acontecendo por alí, ele certamente não apenas dará um puxão de orelha, mas ficará com vontade de esganar alguns
"ban-ban-bans" do núcleo duro da campanha local.

Aguardemos a tsunami

O Brasil vai se surpreender com os fatos narrados pelo jornalista Amaury Ribeiro Júnior no livro sobre os porões das privatizações no Brasil. Amaury tinha prometido publicar o livro antes das eleições, mas preferiu não fazer isso agora, exatamente para não misturar as coisas e evitar que a credibilidade do seu trabalho fosse afetada.
Entre as ligações perigosas que ele revela está a da filha de Serra com a irmã de Daniel Dantas. Ele conta como o Ministro da Saúde José Serra contratou um serviço de inteligência sob a responsabilidade de Marcelo Lunus Itagiba para pegar adversários políticos (inclusive do partido dele).Conta como se mandava para o exterior dinheiro recebido com a privatização. Segundo Paulo Henrique Amorim, "a segunda parte do livro será para contar como o livro de Amauri entrou para o centro de um suposto dossiê que o PT armava contra o Serra".

Bem, melhor aguardarmos o livro-bomba que, pelo jeito, terá efeito de tsuname na política brasileira.

Blogueiro Beto-ricardista alfineta Fruet

"Fruet, o candidato heterodoxo.Gustavo Fruet tem o apoio de Alvaro Dias, do PSDB, que quer derrotar Gleisi Hoffmann. E também o apoio do governador Orlando Pessuti, que quer derrotar seu desafeto Requião. Por enquanto, Fruet está distante de qualquer um desses dois alvos. E ainda terá que superar seu companheiro de chapa, Ricardo Barros, do PP".

. Blog do Fábio Campana

PS: Essa nota tem tudo a ver com o fato de Fruet ter se transformado no grande pesadelo de Barros, que sabe que não chega, mas teme ficar em quarto lugar.

Serra já está pensando no terceiro mandato


Dilma olha pelo retrovisor, lembra de Fernando Henrique sentando na cadeira de prefeito de São Paulo, já praticamente eleito, mas Jânio Quadros surpreendeu e derrotou FHC na reta de chegada.Isso lhe assusta e ela pede para que a tropa petista páre com a história do já ganhou.
Enquanto isso, Serra promete gerar 20 milhões de empregos até 2020. Estaria o tucano imaginando que, eleito presidente, seria reeleito em 2014 e 2016?
A matéria acima saiu no Estadão de São Paulo.

30 de agosto de 2010

A bomba de mil megatons fica para 2011

O livro-bomba de Amaury Ribeiro Jr. sobre os porões da privatização brasileira não vai mais ser lançado este ano. É uma forma, segungo o próprio autor, de não injetar o conteúdo do livro na campanha eleitoral.As provas publicadas são todas respaldadas em documentos oficiais. Amaury garante que a sua obra, fruto de 10 anos de investigação, "vai provocar um terremoto em metade da Antiga República".

Que inhaca!!!


O candidato José Serra ia fazer barulho hoje em frente ao tal de Impostrômetro da Associação Comercial de São Paulo. Ia registrar, inclusive para o seu programa de televisão, a virada do painel para R$ 800 bilhões em tributos. Seria uma forma de começar uma nova frente de ataques ao governo Lula, por causa da carga tributária absurda que o estado brasileiro impõe ao contribuinte. Até parece que o tucanato (8 anos de FHC, um governo do qual Serra fez parte) minimizou, de alguma forma, a fome do estado paquiderme e papa-imposto. Serra deu azar,pois na hora H o tal Impostômetro não funcionou e os números não se mexeram. O presidenciável se irritou, embora parecesse calmo e exibindo um sorriso amarelo. Alguém por perto lamentou em voz alta:"Até parece que um urubu pousou na sorte do nosso candidato".

Leitor quer saber sobre o "Transtorno Norte"

" EU QUERO SABER: SE NA PLANTA ORIGINAL CONSTA AS DUAS VIAS DA AVENIDA FRANKLIN DENTRO DO CONJUNTO REQUIÃO;

EU QUERO SABER: SE UM DIA APÓS O TÉRMINO DA CONSTRUÇÃO, AS VIAS DO "TRANSTORNO-NORTE" SERÃO BLOQUEADAS ATRAPALHANDO O "FLUXO" DOS CAMINHÕES PESADOS PARA A CONSTRUÇÃO DA SEGUNDA VIA DA AVENIDA FRANKLIN DELANO ROOSEVELT DENTRO DO CONJUNTO REQUIÃO;

ESTOU FALANDO APENAS DESTE BAIRRO FORA OS OUTROS DE TODA A EXTENÇÃO.

EU QUERO SABER: SE COM ESTE "CORTE" DIVISÓRIO A LOTEADORA DO CONJUNTO PAULISTA EM MARINGÁ VAI ABAIXAR OS VALORES DAS PRESTAÇÕES MOTIVADOS PELA DESVALORIZAÇÃO DA REGIÃO QUE FICOU JÁ ISOLADA;

EU QUERO SABER: SE O MESMO OCORRERÁ COM O RESID, COLINA VERDE ISOLADO E CARÍSSIMO NAS PRESTAÇÕES;

EU QUERO SABER: SE A TAL PUC VIRÁ PARA O OUTRO LADO DA ZONA NORTE DO CONTORNO PROMESSA ESSA DAS LOTEADORAS PARA VENDA SUPERFATURADA DE TERRENOS NESSAS REGIÕES;

EU QUERO SABER: SE COM A PUC EM HORÁRIO DE PICO DE ENTRADA E SAÍDA DE AULAS NAS "MONOPONTES" UMA VIA SÓ DA AV. GUAIAPÓ E TUIUTÍ DARÃO CONTA DO ESCOAMENTO DOS CARROS "ALUNOS/MORADORES".

EU QUERO SABER: ALGUÉM PERCEBEU QUE NÃO TEM UM PROJETO PARA O ESCOAMENTO DAS ÁGUAS DA RODOVIA DO CONTORNO.

ESPERO QUE O BLOG TENHA O CAMINHO PARA RESPOSTAS".

Meu comentário: pena que o leitor não se identificou. Não costumo postar pitacos de anônimos, mas como neste caso são questionamentos procedentes e sem ofensas pessoais a quem quer que seja, fiz questão de liberar. Mais do que isso: estou postando como nota, até como forma de indicar ao leitor o caminho para as respostas. O caminho meu caro, é um só: a "administração cidadã", cuja sensibilidade e compromisso com o desenvolvimento sustentável de Maringá é de dá nó nos "gragumilos".

Jeito tem, o que não tem é vontade política


Essa conversa predominante de que falta terrenos para habitações populares em Maringá, é pura balela. Só a lógica da especulação imobiliária sustenta um discurso tão chinfrim. Discurso que é desmontado pela professora Ana Lucia Rodrigues, do Departamento de Ciências Sociais da UEM, e não por acaso, coordenadora do Observatório das Metrópoles. Vejam:

"Todos os gestores públicos maringaenses são unânimes em afirmar que não há como baixar os preços da terra e, por isso, não é possível construir habitação de interesse social na cidade.
Não concordamos com tal afirmação, pois a legislação atual oferece instrumentos para fazer despencar esses preços.

Eles cairão se o poder público notificar os proprietários de grandes áreas, dando-lhes um ano para o parcelamento e, findo esse prazo, pela utilização dos vazios urbanos para edificar habitação popular.
Além do cumprimento da função social da propriedade e de outras vantagens que isso significaria, o parcelamento dessas grandes áreas vazias garantiria locais adequados de moradia para todas as classes sociais, minimizaria o sofrimento causado pelos deslocamentos em função dos precários serviços de transporte coletivo, diminuiria os impactos ambientais que decorrem da ampliação urbana, caracterizada pelo espraiamento urbano e pelo avanço horizontal do perímetro em direção às roças, acabando com as terras agricultáveis..."

Direito ao "juris esperniandi"


O vereador Humberto Henrique está inconformado com a pretenção da administração municipal em custear 100% da Feira do Empreendedpr 2010, um evento do Sebrae. Claro que é importante incentivar o empreendedorismo, dar apoio aos órgãos, instituições e organiozações privadas na promoção de eventos como este. Mas daí até tirar mais de R$ 1 milhão dos cofres públicos para custear a feira é um despautério.O projeto de liberação da verba está na Câmara e apesar da resistência de Humberto e até de prováveis votos contra de Mário Verri e Dr. Manoel Sobrinho, a mensagem do prefeito será aprovada. A base aliada, que representa maioria, se ajoelha. E se se ajoelha, reza. A Humberto Henrique, resta o direito ao "juris esperniandi" e ao povo, o de pagar a conta.

Cidadania, a gente vê por aqui

Denuncia o servidor da saúde Paulo Vidigal, que "até pouco tempo a Secretaria de Saúde disponibilizava veículos para viagens de pacientes a Curitiba, de segunda a sexta-feira. Os pacientes saiam de Maringá à noite, passavam por consulta ou exames pela manhã e retornavam logo em seguida. Mas se essa via crucis já era difícil, imagine agora que essas viagens foram reduzidas. A Administração Municipal agora só disponibiliza veículos para viagens à capital nas noites de domingo , terça e quinta-feira.
O paciente que tem consulta agendada na segunda de manhã retorna no ônibus que o levou. Mas aqueles que têm consulta marcada na terça só retornarão na quarta-feira, lembrando que saíram de Maringá na noite de domingo. Na estadia em Curitiba ficam em albergues ou casas de apoio. Isso tem causado transtornos a esses pacientes.

Há relatos de casos em que os próprios pacientes teriam rateado dinheiro para ajudar outros pacientes que viajaram sem dinheiro para se alimentar. Mas o medo de perder a única forma de transporte para realizar seu tratamento os impede de reclamar.

Maringá é uma cidade que tem recursos considerados modernos na área da saúde. Também é tida como pólo de grandes profissionais da saúde. Mas contraditoriamente continua exportando seus doentes para tratamento na capital do estado, prática comum dos pequenos municípios. A propaganda de que Maringá tem uma saúde pública modelo se contradiz com a realidade de muitos maringaenses".

Akino disse e eu assino embaixo

"Cada vez mais convencido de que tem poucas chances de continuar com mandato, diante da derrota, quase certa, na eleição para o Senado, há informações de que Ricardo Barros apostaria todas as fichas na eleição da sua esposa Cida Borghetti para deputado federal, pois assim continuaria com deputado. Cida seria de direito e ele de fato. Na prática aconteceria o que acontece na Prefeitura de Maringá. Não teria sido por acaso a opção de lançá-la a federal. Então, a única de possibilidade dos maringaenses se livrarem da influência nefasta é não elegendo, também, a senhora Borghetti.

. Akino Maringá, colaborador do site do Ângelo Rigon

PS: Concordo com o Akino e acrescento: o mandato de Cida seria pouco para Ricardo se escorar. É muito peso para tão pouca consistência. Por isso, a eleição de Ulysses Maia também é tida no QG da Avenida Prudente de Morais, como prioridade das prioridades. A reeleição de Wilson Quinteiro não se traduz em plano C, mas é vista com muito bons olhos pelo presidente estadual do PP e candidato (previamente derrotado) ao Senado da República.
"Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam, e do caos nascem as estrelas". (Charles Chaplin)
. Pincei do twitter do Requião, que aliás,adora um confronto

29 de agosto de 2010

Neto de Hitler mora em Israel

"Em nota publicada no site do Aish.com, em Israel, uma reconhecida organização judaica que transmite valores judaicos, afirmou que o sobrinho neto de Adolf Hitler vive atualmente em Israel e que se converteu ao judaísmo".
Nome do cidadão: Daniel Brown , que há anos trabalha em uma reconhecida universidade israelense e é professor em temas judaicos".
. Do blog do Jorge Bourdoukan

Leitor disse:

"Pois é, Messias. Passei pela obra e vi a forma como, mais uma vez, Sarandi não foi contemplada e nem ouvida. Além de se fazer uma parede isolando a co-irmã, o trânsito pesado será totalmente "desovado" dentro de sua área urbana. Uma lástima.
Celso - Observatório das Metrópoles".

PS: a forma como esse contorno está sendo construído dá a medida exata do menospreso que os políticos de resultado Ricardo Barros e Silvio Barros II têm por Sarandi. Tivesse havido bom senso, o contorno teria outro traçado, passando fora do perímetro urbano de Maringá e desovando o tráfego pesado de veículos lá perto do Posto da Polícia Rodoviária. A obra vai custar mais de R$ 150 milhões.Será que custaria muito mais se o traçado fosse outro? Não creio, até porque se compararmos o contorno de Mandaguari, orçado em menos de R$ 80 milhões e passará por uma área acidentada, com várias intervenções,que encarecem bastante o projeto,veremos que não. E nem é preciso ser engenheiro para perceber isso. Aqui, apesar do terreno plano e do contorno passar por um traçado antigo, piqueteado na primeira gestão Said Ferreira,a obra atingirá cifras absurdas. E sequer contemplará todos os bairros com viaduto, isolando vários deles. O que estão fazendo é um crime, cujas consequências a população não vai demorar muito para sentir. Os protestos já realizados e ainda a serem realizados em bairros prejudicados, indicam desde já para essa crônica do caos anunciado.

Transtorno Norte

O Contorno Norte é uma obra cheia de problemas, e que tem causado mais apreensão do que satisfação à população de alguns bairros. É o caso do Conjunto Itatiaia e do Jardim Atlanta, cujos moradores temem ficar isolados do resto da cidade, caso a "administração cidadâ" não cumpra a promessa de fazer um viaduto na Avenida Ozires Guimarães. Não só esses dois, mas o contorno vai isolar vários bairros da Zona Norte, pois só será transposto pelos viadutos, que serão insuficientes, apesar do preço absurdo do projeto - mais de R$ 150 milhões.

28 de agosto de 2010

Gigante adormecido

"Acorda PMDB Velho de Guerra. Vamos para as ruas dizer ao Paraná que Osmar é o governador sério que queremos. Voltar ao passado, não mais".

. Requião em seu twitter

Parece que o "PMDB velho de guerra" dorme um sono tão profundo que mesmo Requião, com sua voz de trovão, não consegue acordá-lo.

Isso é que é coerência, sô!

Está no site Ucho.Info:

"Desde a sua chegada ao ninho tucano, Ricardo Barros tem patrocinado entreveros e desentendimentos, com direito, inclusive a opinar sobre os suplentes do outro candidato ao Senado na chapa de Richa, o deputado federal Gustavo Fruet (PSDB).

Sem em nenhum momento ter balbuciado o nome do presidenciável José Serra em suas andanças pela terra das araucárias, Ricardo Barros agora causa constrangimentos nos bastidores tucanos, pois tem se dedicado de maneira clara e escandalosa a fazer campanha para Dilma Rousseff, candidata palaciana à sucessão de Lula da Silva.

Flagrado pela Lei da Ficha Limpa, mas com a candidatura confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, Barros está com o caminho livre para continuar traindo o PSDB do seu estado e começar a cobiçar algum cargo em eventual governo da neopetista Dilma Rousseff, a outrora companheira Estela.

O pífio espetáculo protagonizado por Ricardo Barros mostra que, diferentemente do que pensa a maioria, nem todo tucano tem massa cinzenta em abundância. De acordo com alguns caciques do partido, a massa cerebral anda em baixa no aviário político".

PS: bem, que ninguém acuse RB de incoerência. Ele sempre foi coerente. Foi Collor e anti lula extremista enquanto Collor esteve no poder; depois foi Itamar até embaixo d´água; foi FHC de primeira hora, chegando a seu vice-líder , período em que manifestava repulsa ao "sapo barbudo". Após derrotar Serra em 2002, Lula chegou a ser qualificado de "fraude eleitoral" por Ricardo Barros, num debate que travei com ele na Rádio CBN de Maringá, onde eu era comentarista. Veio o governo Lula e Ricardo transformou-se em vice-lider do homem, de cujo governo arrancou uma mantanha de dinheiro para trazer para Maringá, onde seu irmão é o prefeito.
Iniciado o processo eleitoral desse ano, ele estava do lado de Osmar Dias, de quem se colocava como coordenador da campanha. Mas Beto tinha atingido o status de pop star e todo mundo o dava como eleito já no período pré-convencional. Ricardo , então abandonou Osmar e voou para o ninho tucano, passando a defender Beto e José Serra. Hoje, ele continua Beto, que está disparado nas pesquisas , mas já não fala mais de Serra, derrotado por antecipação. Embora esteja na coligação tucana no Paraná, Ricardo é Dilma, porque Dilma deverá ser a próxima presidente da república.
Ricardo é sempre poder, não importa quem seja poder. Isso sim é coerência!

Grande Mazza, o nosso maluco beleza!


O comentarista da Rádio CBN de Curitiba, Luiz Geraldo Mazza, defendeu em seu programa de ontem a importância do noticiário político trazer o lado desconhecido dos candidatos, como fez o jornal HExtra, apreendido pela polícia, por determinação judicial, que deu liminar a mandado de segurança impetrado por Beto Richa. O mesmo Beto que tirou do ar o blog do Esmael, pediu expressamente censura prévia sobre o jornal alternativo, que começou a circular com esta capa aí da foto
Segundo Mazza, Osmar Dias acabou descobrindo que o candidato tucano Beto Richa “é um playboy, que não trabalha, que não tem carteira de trabalho, que só anda de kart e só anda em carro de corrida”.
Mazza encerra seu comentário na CBN dizendo “vamos ver o que o Beto vai contar do lado engraçado, do lado pesado do Osmar Dias. Nós temos esse direito”.

Meu comentário: Concordo em gênero, número e grau com o Mazza, que os amigos chamam de "Mazza louco", devido exatamente a sua acidez, lucidez e coragem. A eleição é um espaço de disputa política, de confrontação de idéias e sobretudo de biografias. Quem tem telhado de vidro e teme as pedras arremessadas contra esse telhado, que não vá pra disputa, permaneça nas sombras. O processo eleitoral tem que ter essa função pedagógica, de ensinar o eleitor a conhecer os que disputam seu voto e geralmente o ilude com uma imagem bem maqueada e um discurso ensaiado. A disputa eleitoral, por tanto, deve funcionar como um antivirus contra a malandragem oficial, aquela de que nos fala Chico Buarque em uma das músicas que compôs para a Opera do Malandro.
Tô com o Mazza e não abro.

A bomba que sepulta Serra, de vez


"Os porões da privataria", é o livro do jornalista Amaury Ribeiuro Júnior que está saíndo do forno para colocar uma pá de cal na candidatura Serra a presidente da república.
Eis um trecho da introdução do livro-bomba:

"Quem recebeu e quem pagou propina. Quem enriqueceu na função pública. Quem usou o poder para jogar dinheiro público na ciranda da privataria. Quem obteve perdões escandalosos de bancos públicos. Quem assistiu os parentes movimentarem milhões em paraísos fiscais. Um livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr., que trabalhou nas mais importantes redações do país, tornando-se um especialista na investigação de crimes de lavagem do dinheiro, vai descrever os porões da privatização da era FHC. Seus personagens pensaram ou pilotaram o processo de venda das empresas estatais. Ou se aproveitaram do processo. Ribeiro Jr. promete mostrar, além disso, como ter parentes ou amigos no alto tucanato ajudou a construir fortunas. Entre as figuras de destaque da narrativa estão o ex-tesoureiro de campanhas de José Serra e Fernando Henrique Cardoso, Ricardo Sérgio de Oliveira, o próprio Serra e três dos seus parentes: a filha Verônica Serra, o genro Alexandre Bourgeois e o primo Gregório Marin Preciado. Todos eles, afirma, tem o que explicar ao Brasil.

Ribeiro Jr. vai detalhar, por exemplo, as ligações perigosas de José Serra com seu clã. A começar por seu primo Gregório Marín Preciado, casado com a prima do ex-governador Vicência Talan Marín. Além de primos, os dois foram sócios. O “Espanhol”, como (Marin) é conhecido, precisa explicar onde obteve US$ 3,2 milhões para depositar em contas de uma empresa vinculada a Ricardo Sérgio de Oliveira, homem-forte do Banco do Brasil durante as privatizações dos anos 1990. E continuará relatando como funcionam as empresas offshores semeadas em paraísos fiscais do Caribe pela filha – e sócia — do ex-governador, Verônica Serra e por seu genro, Alexandre Bourgeois. Como os dois tiram vantagem das suas operações, como seu dinheiro ingressa no Brasil …"

Beto Richa tira blog do ar

COMUNICADO
Eu, Esmael Morais, comunico a todos os internautas que por livre vontade visitam o meu blog que medida liminar deferida em ação intentada pelo Sr. CARLOS ALBERTO RICHA (CANDIDATO DO PSDB AO GOVERNO DO ESTADO) determinou a retirada do meu blog de todo conteúdo que considerou ofensivo ao autor. A decisão tem um alcance ilimitado e considero humanamente impossível verificar mais de 20 mil postagens. Isto levaria semanas ou talvez meses.

Assim, em razão da decisão não indicar expressamente quais as inserções seriam ofensivas, e diante da ameaça de imposição de multa e retirada do site do ar, decidi, por cautela, suspender as inserções até que seja delimitado o alcance da decisão.
Estou adotando as medidas judiciais para revisão da referida liminar, ingressando com os recursos cabíveis, de modo a continuar expressando a minha opinião.

Em recente decisão o Ministro Dias Toffoli, do TSE, assim caracterizou o blog:

“O blog é a casa, o escritório de alguém. No mundo virtual, as pessoas se endereçam até lá por livre e espontânea vontade. Por isso, é incompatível com a idéia de propaganda”.

Os ministros do TSE ao julgarem ação contra o blog “Os Amigos do Presidente Lula” consideram que as manifestações em blogs são protegidas pelo principio da livre manifestação do pensamento.

Esperamos que a Justiça seja feita e em breve estaremos no ar!
Saudações Democráticas".

Esmael Morais

Meu comentário: Esmael é um dos blogueiros mais acessados de Curitiba, e é, claramente, antiBeto, um apoiador da candidatura Osmar. Do outro lado, há o blog do Fábio Campana, que é Beto até de baixo d´água, faz profissão de fé no comportamento "ético" do Ricardo Barros, bate pesado no Osmar e no Requião e, creio, pra não parecer deselegante, poupa Gleisi. Apesar disso, acho que o Blog do Campana deve continuar no ar e o do Esmael também. Eu acompanho diariamente o blog do Esmael, que critica sistematicamente o candidato Beto Richa, mas críticas políticas, sem ofensa a honra. Então , porque tirar do ar?Se a democracia que deve prevalecer, principalmente durante o processo eleitoral, não resistir a críticas, que democracia é essa que temoos. Democracia, já disse o filósofo Tiririca, é como virgindade: ou é ou não é.

27 de agosto de 2010

Marketing péssimo

Em Brasília a presença de Lula faz Agnelo virar o jogo ontra Roris, que estava disparado na frente. Só no Paraná nada acontece. O problema é que a campanha de Osmar Dias anda devagar, quase parando. Os programas de televisão do candidato dão sono.

26 de agosto de 2010

Marina está chegando



Marina Silva desembarca às 15hs no aeroporto local e segue direto para a APAE Rural, no Contorno Sul. Ali, concede entrevista coletiva à imprensa e se reúne com lideranças regionais, inclusive do setor empresarial, para falar do seu plano de governo. Na sequência (16h:30min) a candidata vai ao Jardim Alvorada (rua Canadá, 318) inaugurar um comitê domiciliar, uma “Casa de Marina”. No local, conversará com representantes de cooperativas de reciclagem e associação de mulheres do bairro. Às 18h:30min. segue para a Igreja Assembléia de Deus (templo da Rua Fernão Dias ), onde a presidenciável do Partido Verbe será recebida por pastores da OPEM (Ordem dos Pastores de Maringá), população em geral e participará de um breve culto.

25 de agosto de 2010

O TRE põe gás no balão de Ricardo


Ricardo Barros respira aliviado: o Tribunal Regional Eleitoral deferiu por unanimidade esta tarde a candidatura dele ao Senado. Estava enquadrado na Lei da Ficha Limpa, mas o TRE tirou de suas costas a pecha de ficha suja. Agora, promete ir pra cima dos adversários e com gana, tentar conquistar uma das duas vagas no Senado.
Tem chances? A julgar pelas pesquisas que o colocam em quarto lugar, chance nenhuma. Mas como em eleição ninguém pode desconsiderar o imponderável, quem sabe?
A missão é quase impossível, mas Ricardo, que conhece como poucos cada marca de óleo de peroba existente no mercado, vai para luta, como se não houvesse amanhã.

A propósito da bomba relógio chamada Novo Centro

Este blog surgiu no início de 2007, mais precisamente em fevereiro. Em março, dia 9 para ser mais exato, postei esta nota, sobre os riscos que o túnel do Novo Centro representava para Maringá, com base em informações de um engenheiro aposentado do Estado do Paraná e do ambientalista Jorge Vilallobos:

"Provocada pelo Ministério Público a ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres, fez uma vistoria nos três mil metros de túnel do Novo Centro de Maringá. Isso foi há mais de um ano e até agora ninguém conhece o relatório. É possível que a Prfefeitura o tenha. A solicitação partiu de ambientalistas preocupados com a falta de suspiros adequados para a dissipação da fumaça de óleo diesel que as locomotivas soltam diariamente lá dentro. Segundo um desses ambientalistas, constatou-se na época que o potencial de risco do túnel é muito grande. Devido a corrosão provocada pela fumaça, já havia rachaduras nas estruturas de concreto do túnel. E foi verificado também um grande número de dormentes podres. Não se tem notícia de que algum reparo tenha sido feito pela ALL, empresa que explora o trensporte ferroviário na região. Parece que o túnel anda meio abandonado, tanto que serve hoje de esconderijo de viciados em drogas. Há informações de que o espaço deixado para uma futura estação intermodal de passageiros também vive cheia de desocupados. Não se tem conhecimento de que a América Latina Lojística disponha de algum plano de emergência para casos de acidentes. O mesmo engenheiro que me falou dos riscos que oferecem as arquibancadas cobertas do Estádio Willie Davids também manifestou preocupação com o túnel do Novo Centro. Sugiro aos pauteiros dos jornais locais e das emissoras de TV, que programem matéria sobre o assunto. Com segurança não se brinca. As autoridades públicas, principalmente as ligadas a segurnaça, precisam tomar ciência do potencial de risco a que me refiro e, claro, agir imediatamente".

Está cientificamente provado que ele era judeu


O jornal israelense Haaretz noticia a descoberta feita a partir de um trabalho de geneticistas, que comprova: Hitler era judeu.Segundo o especialista em Oriente Médio, jornalista-escritor Jorge Bourdoukan, "o estudo foi publicado na Bélgica pela revista Knack, que localizou parentes de Hitler na Áustria, terra natal do Fuhrer, e nos Estados Unidos".
Nenhum espasmo de perplexidade na descoberta científica (a História já tinha registrado isso) não fosse o fato de que Adolf Hitler promoveu o extermínio de alguns milhões de judeus na II Grande Guerra.
Muito estranho o silêncio de Israel sobre a descoberta. É um silêncio sepulcral.
Mais incompreensível ainda é a postura do Estado Judeu de Israel com relação aos palestinos , massacrados pelo exército semita na Faixa de Gaza.

Marina Silva em Maringá



Marina Silva (na foto com o presidente do PV de Maringá e candidato a deputado federal Alberto Abraão) passa a tarde dessa quinta-feira em Maringá. Chega às três da tarde, vai a APAE Rural (Contorno Sul), onde concede entrevista coletiva e se reúne com lideranças locais e depois inaugura uma "Casa de Marina" (comitê domiciliar) no Jardim Planalto. No final da tarde, será recebida por pastores da OPEM (Ordem dos Pastores de Maringá) no templo da Assembléia de Deus da rua Fernão Dias, onde participa de um culto.
É oportuno saber o qaue pensa a candidata do PV a presidente sobre alguns temas polêmicos:
Corrupção: “O combate à corrupção é algo que precisa ser feito em todas as frentes. Uma delas é o fortalecimento dos órgãos de fiscalização e controle, como o Ministério Público, o Tribunal de Contas. O Brasil gasta 3% de todo o seu dinheiro em educação e outros 3% em corrupção. Por isso defendo o financiamento público de campanha e a transparência. Além disso, é preciso que os partidos políticos discutam o futuro do país a partir de uma "ética dos valores" e não de uma "ética das circunstâncias".

Segurança: “Para a segurança pública propomos uma nova estrutura institucional, combinando a mudança no modelo policial com o investimento em políticas intersetoriais preventivas, para que se constitua um sistema integrado, pautado na equidade do acesso à Justiça, valorização dos profissionais que atuam no sistema com carreira unificada e salários dignos, correspondentes à importância e aos riscos de sua função, colaboração entre esferas de governo e na interação participativa com a sociedade”.

Drogas: “ As pessoas que advogam a posição da descriminalização também são sérias e não estão fazendo um discurso da apologia às drogas. E pessoas com embasamento técnico, numa série de outras informações e com um outro olhar têm uma posição contrária. Então nós precisamos aprofundar esse debate para que possamos ter uma saída. Se esse debate for apenas dicotomizado em quem é contra e quem é a favor, nós não vamos encontrar solução. Continuar como está não é a solução. Descriminalizar, sem o acolhimento, o atendimento, o tratamento, também não é a solução. Então vamos buscar os meios conjuntamente”.

24 de agosto de 2010

Há 56 anos morria o "pai dos pobres"


Foi há exatos 56 anos que morreu Getúlio Vargas. Se matou com um tiro no peito, saindo da vida para entrar na história. Foi presidente do Brasil por duas vezes. A primeira, de 1930 a 1945. De 30 a 34, foi chefe do Governo Provisório; de 34 a 37, Presidente da República, do Governo Constitucional. Em 1934, foi eleito presidente pela Assembléia Nacional Constituinte. Em 37 deu o golpe do Estado Novo. Getúlio jogou na lata de lixo a Constituição de 1934 e outorgou ao país uma nova Carta, a "Carta Polaca", elaborada pelo jurista conservador mineiro Francisco Campos e de inspiração claramente fascista. O ditador passou a governar por decretos-leis , ignorando o Parlamento.
Os militares já estavam irritados com a ditadura Vargas, principalmente com a ameaça que pairava no ar , de prisão dos generais do Exército. Em outubro de 1945 os militares cercaram o Palácio do Catete e Getúlio aceitou a deposição, se recolhendo na sua fazenda de São Borja. Mas em 1951 voltou nos braços do povo, eleito pelo voto direto em 1950 . Governou por 3 anos e meio quando, em 24 de agosto de 1954 cometeu o suicidio. Há quem não acredite na hipótese de suicídio, com o argumento de que se a pressão que sofreu em 1954 fosse motivo para se matar, Getulio teria tomado a atitude extrema já em 45, quando se viu sitiado no Palácio. De qualquer forma, a tese do suicídio nunca foi desmontada.

Getúlio Vargas teve sua figura eternizada pelos simpatizantes e pela mídia,DIP (seu departamento de propaganda) à frente, como "pai dos pobres". Mas a história vai mostrar lá na frente, muito lá na frente, que em matéria de paternalismo Getúlio Vargas ficará a dever, e muito, para o nosso Lula da Silva, afinal, "pai dos pobres e mãe dos ricos".

Sentimento popular

Ouvi uma senhora simples dizer pra minha mulhher ontem no final da tarde: "Vou chorar quando o Lula sair, mas não vou rir quando a Dilma entrar".

23 de agosto de 2010

O PMDB de Maringá continua ignorando que tem candidato próprio a estadual

"O PMDB de Maringá já definiu: nossos candidatos a deputado são Odílio Balbinotti e Ênio Verri". Palavras do presidente do diretório municipal Umberto Crispim de Araújo, sábado no comitê de Osmar Dias, durante a visita da candidata ao Senado, Gleisi Hoffmann.
Compreensível a defesa de Odílio, que é do partido e de Ênio Verri, que faz parte do chapão da proporcional, onde juntos estão PT e PMDB. Isso não cabe questionamento. Como não cabe questionamento o fato de Crispim se empenhar pela eleição dos dois. Mas é incompreensível o fato do diretório municipal ignorar o único candidato próprio a estadual que o PMDB tem em Maringá, por conta de problemas pessoais de seu presidente. Ou será que Crispim não reconhece legitimidade na convenção do PMDB, que homologou a chapa própria de deputados federais e estaduais?
Volto a lembrar que o ex-prefeito João Ivo Caleffi saiu do PT para entrar no PMDB e concorrer a prefeitura em 2008, atendendo convite pessoal do hoje governador Orlando Pessuti. Caleffi foi festejado pelo diretório municipal, Crispim à frente, mas problemas de falta de estrutura acabou atritando os dois. As feridas não cicatrizaram e hoje, Crispim usa o partido para potencializar suas mágoas pessoais contra João Ivo . Quem seria o Peter Pan dessa história, Crispim ou o próprio PMDB de Maringá, que insiste em não crescer?

22 de agosto de 2010

Dobradinha informal? Gleisi dá um basta


A coordenação da campanha de Gleisi Hoffmann decidiu dar um fim à dobradinha informal com o tucano Gustavo Fruet, chamada de ‘G²’.

Ainda em tempo, o PT percebeu que tratava-se de uma armadilha, que poderia trazer consequências sérias para a caminhada de Gleisi rumo ao senado. A ordem agora é assumir, pra valer, a dobradinha oficial com Requião.

21 de agosto de 2010

Garoto imã


O que tem de prefeitos e ex-prefeitos da região procurando o jovem Evandro Júnior para apoiá-lo é uma grandeza. Evandro , vereador em Maringá é candidato a deputado estadual pelo PSDB. Um fenômeno eleitoral? Pode vir a ser, mas o que faz dele um imã, é seu avô Hermas Brandão. Para quem não sabe, Brandão é nada mais nada menos do que o presidente do Tribunal de Contas do Paraná.

9840 - entre a ética e a hipocrisia


Informa Rigon em seu site que " o Comitê 9840 de Maringá, que foi tomado de assalto pela OAB nas últimas eleições – a iniciativa em nível nacional foi da CNBB -, foi lançado agora com a presença do prefeito Silvio Barros II, que como diz o release da prefeitura, foi levar seu prestígio (“consideração, respeito, crédito, reputação”, segundo o Michaelis) ao evento onde a palavra mais usada foi ética. Considerando que é a Sociedade Eticamente Responsável que está por trás, entende-se. A SER, em 2004, proibiu todos os candidatos a prefeito de usar sua logomarca; Silvio II foi o único que a utilizou, sem sequer levar um puxãozinho de orelha, daí estabelecendo-se uma parceria que resultou na graça de uma secretaria, com estrutura paga pelos cofres públicos, para a entidade, que desde então só tem olhos para os erros e falhas do Legislativo".

PS: Eu gostaria de saber qual é o conceito que a OAB e a SER tem da Lei da Ficha Limpa. Como considera alguém que jé tem condenações de segunda instância, que está com o mandato cassado e se mantendo no cargo graças ao mecanismo do recurso e do "transitado em julgado"?
Como a SER, que detona a Câmara mas fecha os olhos para o que acontece no prédio da Praça Renato Celidônio encara isso também?
O Comitê 9840, que em Maringá também será oxigenado pela igreja católica, visto que a CNBB teve participação importante no surgimento do mesmo, é uma espécie de âncora da luta pela ética na política, mas que no caso específico de Maringá, requer pouco mais de firmeza na sua postura em relação à Lei da Ficha Limpa.

Em tempo: repercute negativamente para Maringá a ausência do prefeito Silvio Barros II ou algum representante, na solenidade de assinatura de ordem de serviço no valor de R$3,85 milhões, para ampliação da rede de coleta de esgoto da cidade. Maringá está hoje com 96% de cobertura e com essa nova etapa de obras vai para 98%. Silvio ignorou a presença do governador do Estado na cidade que administra, o que fere de morte o ritual do poder que exige, no mínimo, respeito protocolar.
O presidente da Sanepar e o governador detonaram o prjeto da Prefeitura de retomada do sistema de saneamento de Maringá, considerando o vencimento do contrato de concessão. Se estivesse presente, o prefeito teria tido a oportunidade de debater, colocar sua posição real, inclusive questionando informações equivocadas do próprio governador em relação à vigência do contrato.
Mas ao invés disso, preferiu optar pela deselegância do não comparecimento.

20 de agosto de 2010

Um divisor de águas



"Ontem foi um dia histórico para o futebol brasileiro.E, provavelmente, para o futebol mundial também.

Porque ontem, depois de mais de 30 anos só exportando pé-de-obra, eis que um clube brasileiro disse não a um europeu que oferecia 30 milhões de euros para levar o menino Neymar do Brasil.

O clube que disse não foi o Santos, como se sabe, e o que ouviu a recusa surpreendente foi o milionário Chelsea.

Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, o presidente do Santos, apresentou um plano de carreira ao jogador que o convenceu a ficar no país.

Pode ser que amanhã todos estejam arrependidos, pode ser que nada dê certo, no futebol tudo é possível.

Mas do episódio resta pelo menos uma certeza, uma certeza absoluta: um dia como o dia de ontem é um dia raro na história das últimas três décadas em nosso futebol".

. Do blog so corintiano Juca Kfouri

Rede católica de TV promove debate e Dilma não vai

Recebo da Assessoria de Imçprensa da Arquidiocese de Maringá:

"As emissoras de televisão de inspiração católica, TV Canção Nova e a Rede Aparecida, promovem, nesta segunda-feira (23/8), o primeiro debate com temas pertinentes à Igreja Católica como aborto, uso de células tronco embrionárias e utilização de símbolos religiosos em locais públicos. O debate será realizado no auditório da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, e será transmitido ao vivo para todo o Brasil, a partir das 22h, pela TV Canção Nova, Rede Aparecida e outras emissoras de rádio e televisão ligadas à Igreja, inclusive a TV 3º Milênio de Maringá. Brasileiros residentes em outros países poderão assistir no portal da Canção Nova (www.cancaonova.com) e também nas emissoras da TV Canção Nova no exterior.

Os candidatos José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio Arruda Sampaio (PSOL) confirmaram presença. Dilma Roussef comunicou oficialmente, na quarta-feira, 18/8, a impossibilidade de sua participação".

"Esqueceram de mim"

Informa Esmael Morais em seu blog que o presidente do PSDB do Paraná , Valdir Rossoni,
apareceu no horário gratuito da televisão pedindo voto pra ele, para Beto Richa e Gustavo Fruet. Rossoni ignorou o fato da chapa de Beto ter dois candidatos ao senado - Fruet e Ricardo Barros.

Nome desse filme: "Esqueceram de Mim"

Franklin no contra-ataque


O presidenciável José Serra acusou o governo Lula de censuar a imprensa e de financiar "blogs sujos". O Ministro-Chefe de Comunicação Social da Presidência da República , Franklin Martins reagiu: "Serra falta com a verdade. Ele não forneceu qualquer prova de censura, nem apontou o nome de nenhum "blog sujo". Serra não apenas falta com a verdade, como contribui também para arranhar a imagem internacional do Brasil, dando a entender que as instituições do país são frágeis e os valores democráticos, pouco consolidados".

Tucanos deixam Serra pendurado na brocha

"Em política, trair e coçar é só começar. A liderança de Dilma Rousseff nas pesquisas provoca debandada na campanha de José Serra PSDB. O pragmático governador mineiro Antonio Anastasia, por exemplo, diz que vai “dosar” referências a Serra, e outro tucano de alta plumagem, o ex-senador Antero Paes de Barros (MT), deu entrevista jurando que é “amigo de Lula” e até o ajudou a “se proteger dos corruptos”. Anrã...".

. Do bog do Cláudio Humberto

Cida eleita, Ricardo continua sua influência

"Messias, o Ricardo tem hoje um voto no Congresso e veja o que ele faz com ele! Se a Cida se eleger, ele continua com esse voto e terá a mesma força de barganha. Ou você acha que a Dilma ou Serra não necessitarão de maioria? Ele quer se mostrar, principalmente na região de Curitiba, para participar de brigas maiores no futuro. Passada essa eleição, tem a sucessão do Ducci. Vai ter muita gente querendo ainda que seja a vaga de vice em Curitiba. O Ducci pode se candidatar agora, mas não na seguinte. A aliança do RB com o Rubens Bueno não é por acaso. PP e PPS juntos?! Ambos devem estar articulando algo. Só o TRE pra nos salvar.
abraços!"!.
. Do jornalista Antônio Carlos Moretti, que conhece os bastidores da política como poucos.

A retomada do saneamento por Maringá,as privatizações de Lerner e o futuro com uma eventual vitória de Beto Richa

foto O Diário (online)

"Acho estranho que num momento político se levante essa questão. Estamos abertos ao diálogo, mas toda essa questão, levantada nesse momento, precisa ser esclarecida, para evitarmos informações atravessadas. Por que discutir isso há 50 dias da eleição? Alguma coisa tem por trás e não é o contrato de concessão."

. Do governador Orlando Pessuti ontem na assinatura de ordem de serviço para ampliação a rede de esgoto, em Maringá.

Reconheça-se, afinal, que o aditivo em que a Sanepar se apega para dizer que o contrato ainda vigorará por muito tempo não existe. O ex-prefeito Said Ferreira o enviou à Câmara Municipal no final de 1996, mas o Legislativo engavetou. Se engavetou, não votou. Se não votou, o aditivo não tem validade. A mensagem do prefeito retornou ao Gabinete no ano seguinte (1997) quando o prefeito era Jairo Gianoto. Jairo não tocou a coisa pra frente, conversou com oentão presidente da empresa, Carlos Teixeira e os dois deixaram o dito pelo não dito. Até porque, não nos esqueçamos disso: naquela época era intenção do governador Jaime Lerner privatizar a Sanepar. E já havia dado passos largos nessa direção, com a venda de ações para um consórcio privado, liderado por uma empresa francesa. Tanto que um representante do grupo privado Vivendi, um frances de nome Pierre, chegou a fazer parte da diretoria da empresa.
A situação só foi revertida com a posse de Requião (governador) e Orlando Pessuti (vice) em janeiro de 2007. Requião engatou marcha ré e abortou o processo de privatização da Sanepar, como abortou o da Copel. O Banestado já tinha sido liquidado e dado de "presente" ao Itaú. Por conta de títulos podres que o banco estatal adiquirira de um estado do Nordeste, se não me engano a Paraíba, o Paraná herdou uma dívida monstruosa com o Banco Central. Por ação de Pessuti e do senador Osmar Dias, o governo conseguiu acabar com a multa, mas o principal, que soma R$ 9 bilhões (o Paraná já pagou R$ 8 bi), continiua, crescendo feito bola de neve.
Relembrando esses fatos, a gente se pergunta: com Beto Richa no governo, o time de Lerner voltando, como ficarão a Copel e a Sanepar? E no caso de Maringá, o que vai acontecer após o vencimento do contrato agora em 27 de agosto?

E Silvio não estava lá

"O governador do Estado, Orlando Pessuti, do PMDB, esteve nesta quinta-feira em Maringá acompanhado do diretor presidente da Sanepar, Hudson Calefe, para anunciar investimentos de R$ 3,85 milhões em investimentos. Na solenidade realizada na sede da empresa, não se fez presente nenhum representante da Prefeitura".

. Do site do Rigon

PS: Tinha muita gente torcendo pela chegada do prefeito,principalmente devido ao discurso do presidente da Sanepar, que classificou como uma coisa chata,desagradável e oportunista, o anúncio de retomada do serviço de água e esgoto, pelo município. Em seguida o governador Orlando Pessuti também desancou,lembrando que a questão será tratada na justiça,após ressaltar os investimentos que a Sanepar tem feito em Maringá."Nem Londres,nem Paris,nem Nova Yorki,tem os índices de tratamento de esgoto e de população com água tratada que tem Maringá", disse.

19 de agosto de 2010

Marina vem aí


A candidata a presidente da República, Marina Silva (aqui ao lado do presidente do PV de Maringá e candidato a deputado federal Alberto Abraão)estará em Maringá na próxima quinta-feira. A agenda foi fechada agora há pouco pelo Alberto e deverá incluir uma reunião com a comunidade universitária, provavelmente no RU; uma visita aos shoppings atacadistas; a iinauguração de uma Casa de Marina e um momento de oração no final da tarde na Assembléia de Deus (Av. Fernão Dias), igreja à qual Marina pertence

Contra a lógica do mercado da bola


O imponderável aconteceu no futebol brasileiro. Um jogador recusar uma montanha de dinheiro e decidir ficar no Brasil. Aconteceu com Neymar, que permanece no Santos até 2015. Pode até sair antes, mas quem quiser tirá-lo terá que pagar uma multa superior a $150 milhões.
Quem ganhou com isso não foi apenas o meu Santos, mas o futebol brasileiro como um todo. Lembro de uma frase do Dr. Sócrates, lenda da democracia corinthiana e que tambem jogou no peixe: "O Brasil é o único país do mundo que exporta o artista e importa o espetáculo".
O fico de Neymar é um marco nessa história de evasão de talentos. O futebol arte, penhoradamente, agradece.

Lixo, a gente vê por aquí


"Lixo por toda a cidade"
Esta é a manchete do Hoje Notícias, que mostra lixo acumulado em fundos de vale e por todo canto. A cidade está suja, mal cuidada e os mananciais do municpipio, comprometidos.
Mas é assim: seguimos em frente, "cuidando" do meio ambiente e "crescendo com cidadania".

Clima quente na capital


A polarização, ainda que entre dois candidatos ideologicamente parecidos, não se dá com clima de paz de cemitério. A campanha está tranquila no interior, mas na capital o pau anda comendo na casa de noca. Beto Richa surfa no topo da pesquisa e Osmar corre atrás para equilibrar o jogo na região metropolitana, sua chance de ganhar as eleições. Por conta disso, o clima anda quente, quando adeptos das duas candidaturas se encongtram nas ruas. Anteontem teve um início de confronto num bairro da capital. Não houve agressões físicas, mas troca de xingamentos não faltou. Sobrou até para a esposa do candidato Osmar, dona Tereza Dias.

18 de agosto de 2010

PMDB faz comitê da juventude em Maringá


O comitê foi inaugurado hoje pelo candidato a governador, que veio com o ex-governador e futuro senador Roberto Requião.
Em tempo: Requião e Osmar assistiram o programa eleitoral da tarde na casa do prefeito de Sarandi, Carlos Alberto de Paula Júnior.

Requião vai de macuco e Ricardo, de interrogações


"Região de Maringá é macuco no embornal".
. De Requião em seu twitter ao pegar a estrada para vir para cá nesta quarta-feira

PS: não vi nenhuma pesquisa sobre a situação para o Senado na região Norte-Noroeste, mas não tenho dúvida que por aqui também dá Requião e Gleisi. Ricardo deve ficar em terceiro, embora no geral, acabará em quarto, porque na região metropolitana de Curitiba, Gustavo Fruet não perde para RB.
Pertguntas que não querem calar: Se Beto for governador vai dar uma secretaria para Ricardo Barros?
Se der Osmar, Osmar vai mandar seu ex-aliado e que no meio do caminho lhe traiu, lamber sabão?
E no governo federal, ele teria vez com Serra?
E com Dilma, considerando que o ex-vice líder de Lula se bandeou para o tucanato?
Sem mandato, Ricardo vai cuidar dos seus negócios e deixar o irmão Silvio em paz?
Ou vai querer administrar Maringá, quem sabe disputando a "reeleição" em 2012?

17 de agosto de 2010

Bejimbejim, pau pau!!


"Quando o Lula da Silva sair é o Zé que eu quero lá".
. Do jingle de Serra no horário eleitoral

O programa do candidato Serra começou colocando azeitona na empada do presidente Lula.
Acham qaue com um marketing desse Dilma precisa de adversário?

O Caso Lô

O Caso Lô deve correr o mundo. O documentário está sendo feito pelo jovem cineasta Elinton Oliveira, que já coletou vários depoimentos. Vai gravar inclusive, com Paulo Pimentel, governador na época em que os policiais militares Gerson Maia e Demerval Merêncio Bezerra torturaram até a morte o garoto Clodimar Pedrosa Lô.
Lô, de 15 anos, estava começando a trabalhar como serviçal no Palace Hotel, quando foi acusado de roubar dinheiro de um hóspede.Provou-se depois, e o documentário vai mostrar isso, que o viajante das Casas ALô Brasil se equivocou com o sumiço da grana. Clodimar era inocente.
O gerente do Hotel, seu Atílio Farris, chamou a polícia e Clodimar foi levado para a morte pelos dois PMs , chamados em manchete do O Jornal de "Coices de Mula".
Anos depois, o pai do menino, seu Sebastião Pedrosa Lô, que morava no interior do Ceará, veio vingar a morte do filho. Queria matar os policiais e quem denunciara seu menino. Não achou Gerson e nem Demerval. Matou seu Atílio, com seis tiros a queima roupa, em frente as Lojas Arapuã.
Eu estava começando como "foca" do O Jornal e cheguei ao local minutos depois. Seu Atílio ainda estava caído, já morto, todo furado de balas.
O crime de Clodimar causou grande comoção. O de que foi vítima o gerente do Palace, nem tanto, parece que a sociedade se sentia vingada. Um absurdo, mas foi assim.

Elinton busca patrocínio para o documentário, que pelo que já pude ver , será uma produção de qualidade, bem profissional mesmo. Esse foi um episódio que a cidade quiz esquecer, mas a história não deve ignorar, como o cinema nacional não ignorou o Caso dos Irmãos Nave.

G- 4


Apesar da polarização Dilma x Serra, esta campanha presidencial tem outros dois candidatos que, ainda que não tenham condições de chegar, podem ser considerados como de ponta. O destaque de mídia conquistado por Plínio de Arruda Sampaio obriga as redes de televisão a incluí-lo em todos os debates, independente do percentual de intenção de votos que detenha. Marina ganha o mesmo espaço de Serra e Dilma, e quando se fala em segundo turno, ela sim, será o fiel da balança.

A hora e a vez da telinha

Começou o horário eleitoral no rádio e na TV. Como era de se esperar, o de Serra está muito bom. No gingle, os tucanos fazem referência a Lula:"Depois do Lula da Silva , vem o Serra". Mas o programa da candidata Dilma, que tem o maior tempo, matou a pau. Pegou pela emoção.
Pena que o de Marina Silva tenha tão pouco tempo. Marina não falou dela, falou da questão ambiental, da degradação que amaeça o planeta. Gostei também do programa do Psol, onde Plínio de Arruda Sampaio mostra a sua história, uma história de luta a favor da democracia e da cidadania. Os demais, até pelo tempo reduzidíssimo, um show de mesmice, como aquele do Emael, que parece estar reproduzindo o programa de 2006.
Nas proporcionais, foi dia dos deputados federais. Cansativo e enfadonho, como sempre. Uma pena porque a composição da Câmara Federal tem importância vital para o país.

A frigideira do PMDB dos compadres


No comitê de Osmar Dias, onde o PMDB é maioria, há um esforço grande dos coordenadores para esconder o nome do ex-prefeito de Maringá, João Ivo Caleffi, e trabalhar apenas o nome de Ênio Verri, do PT.
Por orientação do presidente Umberto Crispim, a base peemedebista faz vistas grossas à candidatura do único estadual do partido em Maringá. Tudo por conta de pendengas pessoais, remanescentes da campanha de prefeito de 2008, quando Umberto Crispim abandonou o candidato majoritário do partido que preside, para cuidar única e exclusivamente da sua campanha de vereador.Não se elegeu, claro.

Só para lembrar: João Ivo foi vice-prefeito e assumiu a prefeitura de Maringá com o falecimento de Zé Cláudio. Em 2006 disputou para deputado federal, ainda pelo PT, e fez 50 mil votos. Em 2008, foi levado para o PMDB pelas mãos do vice-governador e agora governador, Orlando Pessuti. Mas hoje, arde na frigideira do Crispim e do seu compadre Miguel Grillo.

Estou "assim" com a classe dominante, ó!

Russo disse:

"Eu vou votar no Plínio para presidente e sei que o Messias não está com o Plínio e acha o discurso dele naftalina, como você mesmo disse no seu blog. Além dele a esquerda têm outras opções como os companheiros: Zé Maria (PSTU), Ivan Pinheiro (PCB) e o Rui Pimenta (PCO). Uns mais radicais e outros menos, mas todos, candidatos que fazem críticas ao sistema assim como o Plínio.

Para Governador vou votar no Avanilson (PSTU), que tem boas propostas e também é de Esquerda, apesar do Amadeu (PCB) ser um excelente candidato.

Respeito-te Messias e te acho um excelente jornalista e que respeita as outras idéias, sim. Sabe ser crítico ponderado e defender muito bem suas opiniões.

Mas Messias, infelizmente não posso dizer que você é um socialista, acho que seus ideais estão mais para a social democracia do PV, PT e PSDB. Idéias ultrapassadas que irá beneficiar diretamente a classe dominante. Esses três candidatos formam um bloco conservador da burguesia. Três candidatos que tem a mesma forma de governar e dentro de um mesmo sistema econômico, político e social que é o capitalismo".


PS: Tudo bem, mas a luta continua, companheiro!

16 de agosto de 2010

Augusto, quem diria!

"Serra sabe ser objetivo. O que falta é esquecer palpite de marqueteiro, compreender que a democracia corre perigo e, para abrir os olhos dos brasileiros, mostrar as coisas como as coisas são".
.Augusto Nunes (articulista da revista Veja)

Nunes, que já foi um jornalista de credibilidade, mostra toda a carga de preconceito que a grande mídia tem com relação a Lula e sua candidata. Não se trata aqui de ser Dilma ou deixar de ser (particularmente não sou), mas de lamentar que profissional da qualificação de Augusto Nunes se preste ao jornalismo de esgoto que a principal revista semanal do país vem praticando.

Um título besta!

"Nova pesquisa Datafolha confirma: no Paraná, todo mundo está com Beto."

Este é o título de release da assessoria de Beto Richa sobre a pesquisa Datafolha divulgada hoje.

Título besta: se todo mundo estivsse com Beto Richa, ele teria 100% das intenções de voto, uai!"

. Do blog do Pedrialli

15 de agosto de 2010

Fruet passa Ricardo

Na pesquisa do Vox Populi divulgada ontem pela Band o candidato do PSDB, Gustavo Fruet, passa seu companheiro de chapa, Ricardo Barros. Fruet tem 20% e Barros 17%. Mas Ricardo não perde o otimismo, aposta nos indecisos.

Marx, Zé Maria e a gravata


O presidenciável Zé Maria, do PSTU , diz que não usa gravata porque gravata é um adorno burguês.
Que que é isso companheiro? Karl Marx, teórico do socialismo, teve lá seus hábitos burgueses. E sempre trajou com elegância, como nessa foto aí, do seu casamento com a aristocrata Jenny von Westphalen .
Foi isso o que sobrou da esquerda brasileira? Bem, pelo menos a esquerda cristã, representada por Plínio de Arruda Sampaio (Psol), usa gravata, numa boa.

Que tolerância é essa?

O governo de Israel anuncia que vai construir em Jerusalém o Museu da Tolerância. Mas para isso acaba de invadir o cemitério muçulmano existente no local e destruir nada menos que 200 sepulturas.
O jornalista-escritor Jorge Bourdoukan, especialista em questões do Oriente Médio pergunta,então: "Mas que tolerância é essa que começa com a destruição de um símbolo religioso?".

Vox Populi anima o time de Osmar


O time de Osmar Dias voltou a se animar ontem com a divulgação da Pesquisa do Vox Populi. O instituto aponta o início do declínio de Beto Richa, que tem 13 no Ibope, 12 no Data Folha e agora 10.
Os temidos dois dígitos de vantagem podem ter desaparecido na próxima semana, lembrando que dia 17 começa a propaganda eleitoral no rádio e na televisão.
Segundo o Vox Populi, Beto Richa tem 47% e Osmar Dias tem 37% das intenções de voto.

14 de agosto de 2010

A esperança é a última que morre


Na pesquisa Datafolha para o Senado Roberto Requião (PMDB) está com 49%, Gleisi Hoffmann (PT) com 31%. Ricardo patina nos 15% e Gustavo Fruet (PSDB) , nos 13%. Mas Ricardo não perde o otimismo, aposta nos indecisos para reverter o quadro e conquistar a segunda vaga. Gleise, que está crescendo, que se cuide.

Pisca a luz amarela no comando da campanha de Osmar

A luz amarela da campanha de Osmar Dias está piscando. Os 13 pontos pro-Beto na pesquisa do Ibope ainda deixou um alento, devido a desconfiança que este instituto gera em todo mundo. Veio o Data Folha, que também anda com a credibilidade abalada, mas a manutenção dos índices exige atitude rápida. Por isso, o próprio candidato discute a troca do comando, atualmente nas mãos do ex-governador Mário Pereira.E a primeira ação efetiva para tentar reverter o quadro é um comício gigantesco na região metropolitana de Curitiba, provavelmente em Colombo. Será quinta-feira próxima, com a presença de ninguém menos do que o presidente Lula.
Osmar está bem no interior, mas muito mal na capital do Estado, cuja região metropolitana detém mais da metade do eleitorado do Paraná. A prioridade, então, é centrar fogo lá.
Enquanto isso, o desempenho dos dois senadores da coligação de Osmar está muito bom.Requião e Gleisi se consolidam, enquanto Ricardo e Frueti patinam.

13 de agosto de 2010

Plínio fora do debate da Folha

O JC Online vai transmitir na próxima quarta-feira (18), o debate presidencial pela internet, realizado pela Folha de São Paulo e o UOL. Vão se encontrar novamente os três candidatos principais - Dilma, Serra e Marina. Aí vem bronca, pois deixaram Plínio de Arruda Sampaio fora.

Em clima de convescote


. Do blog Sátiro (click para ampliar)

Tô de olho em vocês, meninos!


Ponto para o Avana


"O candidato do PSDB ao governo do estado, Beto Richa, levou uma chinelada ontem à noite, no debate da Band TV, de quem menos esperava.

O tucano foi surpreendido pelo desempenho do candidato Avanilson Araújo, do PSTU, que se mostrou bem articulado nas perguntas e nas respostas.

Como não houve possibilidade de Osmar Dias (PDT) e Richa se perguntarem entre si, Araújo se destacou no debate ao dar uma chinelada no tucano questionando-o sobre a privatização do Banestado".

. Do blog do Esmael Morais

"Tolerância Zero" contra o crime. E porque não?

"Maringá está nas mãos dos bandidos. E ninguém faz nada. Estou lendo no Blog do Edson Lima a notícia de que três bandidos armados com revólveres entraram agora há pouco numa residência do Parque Avenida. Aterrorizaram a família. Queriam dinheiro. Como não tinha, agrediram violentamente o dono da casa – que desmaiou – e também sua mulher, Maria Madalena, de 57 anos, que foi atendida pelo Siate e levada para o HU".

. Do blog doLauro Barbosa

PS: Acho que a administração muncipal deveria articular com o 4o. Batalhão, a Polícia Civil, a Guarda Municipal e a Setran, um "tolerância zero" contra a bandidagem que está à solta em Maringá. O esquema montado no trânsito, com objetivo mais de arrecadar do que disciplinar, poderia dar resultados bem melhores para a sociedade se tivesse esse novo direcionamento.

Campana viu outro debate

"No final, o consenso de que Beto Richa se saiu melhor. Entre outras pela coragem de se posicionar claramente em relação à privatização do Banestado e ao enfrentar questões polêmicas como o pedágio, a falta de segurança pública, o programa de saúde".

. Do blog do betista e ricardista Fábio Campana

PS: será que o Campana viu o mesmo debate? Ou dormiu no sofá e sonhou com a boa performance do tucano?

Sobre o debate propriamente dito


Merece elogios a iniciativa da Band de convidar todos os candidatos para o debate de governador. Mas convenhamos: 7 debatedores no estúdio para duas horas de programa é um exagero, nao sobra tempo para quase nada. Pos isso, debate não houve, sobressaindo-se postulantes "nanicos", sem a mínima chance de atingir 2% . O que o povo queria ver mesmo era o confronto Osmar x Beto. Vá lá que são galhos da mesma árvore ideológica, mas no atual momento encarnam interesses opostos, de correntes que convergem para o mesmo objetivo, mas que estão duelando para ver quem vai para o trono. Nas costuras partidárias, há do lado de Osmar, forças mais identificadas com o social, com as políticas compensatórias. Do lado de Beto Richa, a ligação direta com o lernismo e a sanha privatista do modelo demo-tucano.
Seria interessante um confronto direto dos dois, até para que os telespectadores mais atentos pudessem fazer a leitura exata das duas forças.
O esquema de sorteio praticamente alijou Beto e o deixou longe de Osmar, aliado de primeira hora no pleito de 2006 e adversário de hoje. Melhor para os "nanicos", que puderam se destacar e vender o peixe de seus partidos. O maringaense Avanilson (PSTU) foi bem, apesar do samba de uma nota só "Volte, Banestado". Salamuni, do PV, muito contundente, mas um pouco teatral. Mas o melhor , na minha avaliação, foi Amadeu Felipe, do PCB.
O gesso imposto por regras aprovadas pelas próprias coordenações de campanha, impediu o confronto dos dois principais candidatos, frustrando os telespectadores. Que para os próximos,as redes de televisão flexibilizem as regras, como a Band fez com o debate dos presidenciáveis.

Valei-me são Geppetto!


Beto Richa disse ontem no debate da Band que não era mais deputado quando a Assembléia Legislativa aprovou a Lei 12.355/98 que previa a venda da Copel. Ele disse, na cara dura, que na ocasião já tinha se licenciado e estava na condição de vice-prefeito de Curitiba. Ocorre que a aprovação da lei foi em 1998 e Beto disputou como vice de Kássio Taniguchi em 2000.
O esquema, muito engessado do debate, não permitiu que Osmar Dias desmentisse, como parece que seria seu desejo. Talvez por isso, Osmar esteja neste momento, chegando à Sociedade Morgenau, no Cajuru, para se reunir com 700 pastores e pedir orações contra as mentiras do adversário.

Reflexão sem dor

De I.F. Stone , um dos mais importantes jornalistas americanois do século XX, sobre a profissão: "Não creio que o papel principal de um jornalista livre numa sociedade livre seja expor a sujeira. Isso é apenas parte do trabalho, suponho. O verdadeiro problema é fornecer uma compreensão maior das complexidades em que seu país, seu povo e sua época estão envolvidos. Nosso trabalho é traduzir essas questões, estudá-las. O trabalho principal não é desgraçar ninguém, nem difamar ninguém, e sim fornecer compreensão".

Improbidade, a gente vê por aqui

Em março a prefeitura devolveu mais de 950 DVDs adquiridos sem licitação, isso graças à denúncia do vereador Humberto Henrique. Dois meses depois, o mesmo vereador constatou irregularidades na compra de kits escolares para alunos da rede municipal de ensino, uma irregularidadezinha de nada, de apenas meio milhão de reais. Tentaram maquiar o sobrepreço mas a Inês já era morta.
No mês passado, a Prefeitura suspendeu um processo licitatório da Educação, que previa pagar até R$ 835.456,00 para contratar livros e treinamento para funcionários. Segundo Humberto, o edital não trazia informações claras sobre os produtos a serem adquiridos.
Ontem, a Secretária da Educação Márcia Socrepa foi à Câmara mas não conseguiu se explicar.
Mais detalhes no site do vereador Humberto Henrique (link ao lado)

12 de agosto de 2010

Debate. Que debate?

O debate que se arrasta na Band neste momento ainda não proporcionou um minuto sequer de confronto entre os dois canditos principais.Como quem pergunta e quem responde é na base do sorteio, os chamados "nanicos" estão sendo bafejados pela sorte e deitam e rolam entre si. Osmar participa pouco e Beto, quase nada. Resumindo: o debate está uma chatice só.

11 de agosto de 2010

Trair e coçar é só começar...

"A lealdade e a coerência nunca foram as marcas registradas da política, um ramo de atividade onde o negócio é levar vantagem em tudo, como na clássica propaganda do cigarro Vila Rica.

Mas o deputado Ricardo Barros, do PP, e a petista Gleisi Hoffmann tem extrapolado os elásticos e complacentes conceitos de ética e fidelidade aos compromissos assumidos.

Embora Glesi participe da aliança de Osmar Dias, a coligação “A União faz um Novo Amanhã” - PT, PDT, PMDB, PR, PCdoB e PSC - e Ricardo Barros integre a coligação de Beto Richa, (que reúne o seu PP mais o PSDB, PSB, DEM, PPS, PTB, PRB, PRP, PHS, PTC, PSDC, PTN, PSL e PMN), os dois decidiram fazer uma dobradinha no interior jogando para o espaço as respectivas coligações.

Com o movimento, Gleisi e Ricardo Barros traem as próprias alianças e seus candidatos ao governo. Alianças que, diga-se, foram costuradas durante meses depois de inúmeras dificuldades. Gleisi está traindo Osmar Dias e Ricardo Barros renegando a sua aliança com Beto Richa".

. Do site Hora H News

Aécio lá. E Álvaro cá, por onde andará?


Foto: Helio Costa e Aécio, juntos em Minas, minam a candidatura Serra

"Ontem foram inaugurados vários comitês eleitorais vinculados aos grupos DILMASIA e HELÉCIO. O Dilmasia ganhou novo nome em MG: Movimento Pluripartidário de Prefeitos Pró-Dilma"
. Do blog de Rudá Ricci

PS: É a mão escondida de Aécio Neves agindo por baixo dos panos contra Serra, que o "fritou" na disputa interna.
Por falar em fritura, por onde andará o senador Álvaro Dias, fritado pela turma do Beto no período pré-convenção? Se candidato fosse, Álvaro seria praticamente imbatível, pelo simples fato de que nem Beto e nem Osmar estariam na disputa. Mas o tucanato preferiu o até então pop estar Beto Richa, "eleito" desde que saiu da Prefeitura de Curitiba para fazer campanha.
Álvaro cruzou os braços, porque não pode fazer campanha para o candidato do seu partido para não criar um problema familiar e não tem como ir às ruas pedir voto para o irmão, para evitar um processo de infidelidade partidária.

Sétima arte

"Dois filmes em exibição no Cine PP do Paraná, por esses dias: “O Passado Condena” e “Angústia”.

No Cine Ficha Limpa, o filme em cartaz é “À Espera de um Milagre”.

. Do site do Rigon

Discurso " me engana que eu gosto"

O que a busca de votos não faz. Ricardo Barros foi a inauguração de um comitê pro-Beto, montado por funcionários da Senapar em Curitiba, segundo informa o ricardista e betista, Fábio Campana. Lá , defendeu o fortalecimente da companhia enquanto empresa pública, e fez discurso anti-privatista: “É possível ter serviço público de qualidade, competitivo e com resultados. Temos que focar numa administração de qualidade e na valorização do servidor público”.
Me engana que eu gosto!

Dia de Serra ou noite de Bonner?

Wllian Bonner foi meio grosseiro com a candidata Dilma e deselegante com Marina Silva. Hoje ele recebe Serra na bancada do Jornal Nacional e junto com sua mulher Fátima Bernardes, vai pisar em ovos, devido as críticas que recebeu e as suspeitas que sobre a Globo recai, de ser tucana e anti-Lula.
O desconforto de Bonner está no fato de que se for cortez com Serra, confirma as suspeitas e se for deselegante como foi com as duas candidatas mulher, pode levar uma invertida, porque todos sabem que Serra é uma espécie de Requião mais polido. Que o diga Heródoto Barbeiro, da CBN.
Outro dado complicador: na hora da entrevista , o próprio JN já deve ter divulgado a nova pesquisa do Data Folha. E a se conformarem os prognósticos, Dilma ampliou sua vantagem. Serra, com certeza, estará de maus bofes.

10 de agosto de 2010

Requião sobre a entrevista de Dilma no JN

"A entrevista do JN com a Dilma foi terrível, não a Dilma, mas os ridículos e preconceituosos entrevistadores. É a cara feia da globo".

O que será que ele achou da entrevista da candidata Marina Silva? O interrogatório de hoje foi pior que o de ontem.Ele simplesmente não deixou a Marina falar.Horrível.
Vamos conferir qual o comportamento da Globo com relação ao Serra, amanhã.

Que Deus proteja Lugo e o Paraguai


Lamento e solidarizo-me com o povo paraguaio pela doença do presidente Fernando Lugo, internado em São Paulo com suspeita de câncer, um linfoma.Segundo Cláudio Humberto "Lugo chegou de helicóptero junto com dois médicos particulares, que vão se juntar à equipe do Sírio-Libanês, comandada pelos médicos Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff e Yana Novis. Eles informaram que Lugo permanecerá no Hospital esta noite, com possibilidade de ficar até a próxima quinta".
Ligado aos movimentos sociais do vizinho país, Fernando Lugo renunciou ao bispado e, mesmo contra a orientação do Vaticano, disputou a presidência e venceu. Depois da posse, admitiu ser pai do filho de uma ex-secretária e de lá pra cá não pararam de arrumar filhos para o ex-bispo.
O fato é que o Paraguai tem hoje o primeiro mandatário realmente comprometido com a sociedade , sobretudo com os compesinos, desde Solano Lopes.

Prolongamento da agonia


Continua indefinida a candidatura Ricardo Barros. O TRE prorrogou a decisão, que deveria sair hoje pelo voto de minerva da presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Regina Afonso Portes.
A continuidade do suspense alivia temporariamente os aliados, que terão mais tempo para suas correntes de oração em favor do deputado recordista em processos - 114 para ser mais exato, segundo cálculos do site Hora H News.

Belinatti impugnado e Ricardo, suando frio


O deputado (ex-prefeito de Londrina) Antônio Belinatti, do PP, está fora da disputa eleitoral. Sua candidatura foi indeferida pelo TRE esta tarde. Cabe recurso, mas dificilmente o TSE deixará de confirmar a decisão de segunda instância nessa altura do campeonato.
Os desembargadores continuam reunidos e diante da pilha de processos que precisam ser julgados ainda hoje, a previsão é de que a sessão vá noite adentro. O ex-prefeito de Maringá, deputado Ricardo Barros, presidente do PP, ainda não foi sentenciado. Enquanto aguardam o resultado do julgamento, aliados e assessores parlamentares sofrem com desarranjo intestinal e esgotam seus estoques de suco de maracujá e chá de camomila.

Que conversa é essa, sô?


Dilma confundiu a Baixada Santisa com a Baixada Fluminense, talvez nervosa pela operação "espreme,espreme" do Willian Bonner, ontem no Jornal Nacional. Claro, Bonner estava no papel de entrevistador, ainda que em alguns momentos a entrevista mais pareça um interrogatório.

Acho desperdício de tempo um candidato a presidente ficar detalhando propostas, coisa que deve ser feita no material impresso e quando muito, no programa de televisão, com offs e gráficos. Ao candidato, cabe o discurso, a emissão de conceitos sobre os temas mais candentes do debate eleitoral. É um equívoco achar que o eleitor quer saber o que Serra fará com o Samu, como Dilma encaminhará o ProUne, como Marina pretende administrar esse ou aquele programa social. Importa saber , por exemplo, o que Serra pensa realmente da política externa brasileira, como Dilma pretende encaminhar as inadiáveis reformas política e tributária e de que alternativas Marina dispõe para encontrar a porta de saída das políticas compensatórias.
Em toda campanha eleitoral a gente vê os candidatos encher a boca para falar de propostas...que se deve discutir propostas, apresentar propostas, os cambaus. Programa de governo todos apresentam e programas bons, sempre girando em torno dos mesmos problemas. Quem não fala em melhorar a saúde e a educação?Quem não defende melhorias na segurança, combate ao crime?
Mas ,afinal quem, em lá chegando, resolve esses problemas a partir das soluções milagrosas apresentadas na campanha?
Por isso, acho aque o processo eleitoral é o espaço da discussão político-ideológica, o espaço da confrontação de biografias, o espaço do enfrentamento. Esse negócio de que candidato bom é o que apresenta propostas e que não fala mal de ninguém, é pura babaquice. É aí, nessa discussão estéril e absolutamente inútil, que se esconde a hipocrisia e a mediocridade da discussão política no Brasil.

9 de agosto, O Dia da Vergonha


Ontem fez 15 anos do Massacre de Corumbiara.Aconteceu na madrugada de 9 de agosto de 1995, quando policiais fortemente armados invadiram o acampamento dos sem terra em Corumbiara e assassinaram a sangue frio um número até hoje desconhecido de idosos, mulheres e crianças. Informa o jornalista-blogueiro Jorge Bourdoukan que o número oficial de mortos é 17 mas os camponeses falam em mais de 100.
Houve estupros e, sob mira de fuzil, um sem terra teria sido obrigado a praticar canibalismo. Um adolescente teria testemunhado a cena de um PM cortando a cabeça de um lavrador com motosserra.
Chocado, amigo? É pra chocar mesmo, porque ainda há muita gente que acha que os criminosos daquele massacre foram as vítimas.
Acho qaue 9 de agosto deveria ser oficializado como "O Dia da grande vergonha nacional".

VEJA enquadrada. Já não era sem tempo


A revista, que tem abusado do direito de praticar jornalismo de esgoto, está sendo obrigada pela Justiça Eleitoral e ceder espaço para um direito de resposta à candidata Dilma Roussef. Sobre isso, escreve o consagrado jornalista Luis Nassif:

"Ao longo dos últimos anos, a revista praticou toda sorte de abusos, de acusações falsas ou não comprovadas, assassinou e fabricou reputações, de acordo com suas conveniências de ordem comercial e/ou política.

Há muito tempo deveria ter sido enquadrada. Não para impedir o exercício da liberdade de imprensa, mas para impor um mínimo de responsabilidade à máquina de assassinar reputações em que ela se converteu.

A facilidade de mentir, acusar, achincalhar, adquiriu níveis epidêmicos na revista. Especialmente devido à blindagem da Primeira Instância na Vara de Pinheiros, atrasando por anos a condenação da revista, impedindo o direito de resposta imediato - a rapidez do direito de resposta é diretamente proporcional à sua eficácia.

Agora, condenada a publicar o Direito de Resposta do PT, é evidente que os advogados passaram a ler as matérias, antes de sair, para evitar mais condenações.

Duas edições antes, a revista afirmava peremptoriamente que havia um grupo de inteligência da campanha de Dilma montando dossiês contra adversários. Esse grupo teria sido o responsável pelo suposto vazamento da declaração de Eduardo Jorge.

Nesta semana, depois da decisão do TSE, a matéria não fala mais em dossiês preparados pela campanha de Dilma, mas em "grupo do partido ligado à campanha de Dilma", suficientemente vago para impedir uma nova ação.

Mas adiante, diz que Eduardo Jorge "teve seu sigilo fiscal quebrado, mas até hoje não se sabe quem são os autores do crime". Eduardo Jorge "suspeita também que o sigilo de uma de suas contas no Banco do Brasil também foi quebrado". Tudo no condicional, sem afirmações peremptórias, sem acusações gratuitas, antes de dispor de provas".

9 de agosto de 2010

Dia D de Ricardo

A justiça barrou Bento Batista,o segundo suplente de Ricardo Barros, que sonha com uma cadeira no Senado da República. Nesta terça-feira é o próprio Ricardo que será sentenciado, podendo também, ser barrado no baile.

O espalha brasa


Requião perde o voto mas não perde a piada de mau gosto. Na última vez que esteve em Paranavaí, cumprimentou assim um prefeito do Noroeste que lhe estendeu a mão:"Ué, você está aqui? Pensei que estivesse preso".
Por conta de tiradas como esta, o ex-governador e agora candidato ao Senado ganhou o apelido (justo, justíssimo) de rei dos "espalha brasa".


. Pincei do blog do Brizola Neto

Segurem o Avana!


Avanilson está se preparando para discutir reforma agrária no debate dos candidatos a governador quinta-feira na Band. Deve questionar Beto duramente, deixar Osmar de saia justa e quem sabe, em tabelinha com o Paulo Salamuni, do PV. Um dos dois fará o papel que Plínio de Arruda Sampaio fez no confronto dos presidenciáveis. Acho que o amigo Avana vai detonar.

8 de agosto de 2010

Confronto ideológico ou guerra de babuínos?

O presidente do PV do Rio, Alfredo Sirkis, decidiu reagir às provocações de Plínio de Arruda Sampaio (Psol), que no debate da Band chamou Marina Silva de "ecocapitalista" e "poliana". O autor de Os Carbonários comparou Plínio ao deputado Enéas Carneiro, aquele do "meu nome é Enéeeeeas!". E disse mais:
"O Plínio quer o voto de protesto de qualquer natureza e disputa o voto de extrema esquerda com o PCO, o PSTU e o PCB. Tem uma atitude 'sou contra vocês todos'. Está tentando ser o Enéas".
Os verdes não se conformam com a luta ideológica que o candidato do Psol quuer travar com Marina Silva, alfinetando:" O socialismo foi um desastre ambiental absoluto" . Sirkis ironizou Plínio: "Ele é um burguês quatrocentão que mora em um apartamento de R$ 1 milhão falando de uma menina pobre, nascida na floresta, que se alfabetizou aos 16 anos e passou fome."

Incrível como a esquerda continua se estapeando e, invariavelmente, reproduzindo a guerra dos babuínos, aquela em um

Gato por lebre



Real Madri está p da vida com o emprsário de Kaká, que o vendeu por uma fortuna, mesmo sabendo que o jogador estava "bichado". Sua ida para a Copa do Mundo piorou a condição física do atleta, que Dunga tinha como salvador da pátria e talvez por isso, para não ser pressionado a tirá-lo do time, evitou convocar Paulo Henrique Ganso.
O apressado come cru e quente. O Real, com pressa de tirar Kaká do Milan queimou a boca. Hojem o clube espanhol reconhece ter feito um dos piores negócios da sua história. Bem feito, afinal um dia ia ter que pagar pelo fato ser o único grande time daquele país a defender o ditador Franco. E Kaká, que faz marketing para uma $eita , inclusive dando dízimo de até R$ 2 milhões, merece isso também.
Nada ético, ele declarou quando estava a caminho do Real Madri:“Quero acabar minha carreira no Milan e na Itália”. Mas segundo Hélio Fernandes, o bom moço do esporte bretão não resistiu ao volume de dinheiro. Conversando com um jornalista, que perguntou de onde viera tanto dinheiro, a mulher do craque, estrela da "Reviver" , explicou: “Veio de Deus”.

Um jovem de 80, apesar do "discurso naftalina"


Recebi alguns pitacos, que não postei por serem ofensivos e de anônimos, me criticando pelas observações que fiz aqui a respeito do discurso "naftalina" do candidato do Psol a presidente por ocasião do debate da Band. Não retiro uma linha do que escrevi, mas reconheço que Plínio de Arruda Sampaio foi a sensação de um debate morno, sonolento e desinteressante. Mas registro o que parte da mídia observou sobre a participação do velho Plínio, fundador do PT e apesar dos seus 80 ainda muito vigoroso no enfrentamento. Ele se destacou pelas suas frases de efeito e críticas a Dilma, Serra e Marina. Sobre Dilma:
“Vocês fizeram menos reforma agrária do que FHC".
Sobre Serra:
"Parece hipocondríaco, só fala em sa´jude".
Sobre Marina:"Você é uma espécie de ecocapitalista, pois quer proteger o meio ambiente mas sem atacar o lucro".

Plínio ainda chamou a candidata do PV de “Poliana”, personagem literária que acredita que “o bem deve ser feito e o mal deve ser evitado”.