31 de março de 2009

Santa oposição!



Não gente, este não é Ricardo Barros, nem Silvio. É ele mesmo, o presidente Lula, depois de saber que líderes do DEM fizeram uma carvana para falar mau do PAC em Pernambuco e quase entraram no cacete.

. Pincei a foto do Blog do Mello

Anúncio de corte

O presidente da Câmara Federal, Michel Temer, anunciou hoje a tarde que a mesa diretora da Casa decidiu cortar em 30% a verba indenizatória. Os deputados recebiam R$ 15 mil por mês, para despesas de combustíveis, locação de veículos e contratação de segurança. Anunciou também que está proibido o pagamento com esta verba, de pesquisas e consultorias. Tem um deputado conhecido do maringaense que gastava boa parte da sua indenizatória com pesquisas. Todo mundo sabe que ele tem um instituto. Será que fazia pelo menos tomada de preços?

"Reforma Buscopan"


Haine Macieira entregou o relatório para o presidente Mário Hossokawa agora há pouco e como era de se prever, o enxugamento da estrutura do Legislativo que foi proposto, não resolve em nada o problema da umidade que mofou a Câmara de Maringá. Haine dá a receita:"É preciso fazer uma reforma gradativa. E em determinados momentos, um Buscopan pode ajudar". Não sou médico,e portanto, quem sou eu pra questionar o Dr. Haine? Entretanto, valendo-me de experiência caseira, diria: mas em determinados momentos, o Buscopan só mascara a dor.

O parto da montanha


A Câmara de Maringá tem na verdade 168 CCs e a comissão de "enxugamento" liderada pelo veredor Haine Macieira anuncia o corte de apenas 22. É uma espécie de parto da montanha, de onde nasce nada mais que um camondongo, porque assim determinou quem realmente manda no nosso Poder Legislativo, o deputado RB.

A força de um título

Uma das coisas mais fascinantes do jornalismo é o bom texto. Aprecio muito os títulos das matérias. Lembro a propósito, que na área policial o Notícias Populares era imbatível. Parece que o jornal tinha uma equipe só pra titular as reportagens.
Houve um tempo em que a revista Veja dava banho em todas as demais publicações. No tempo da revista POIS É, eu , o Moscardi e o Moreti, ficávamos horas e horas só para dar título às matérias. O título da capa então, nem se fala, consumia boa parte do nosso tempo. Mas valia a pena, porque conseguimos emplacar títulos fantásticos, como a da ótima matéria sobre a picaretagem da fé. A capa era uma bíblia de gesso quebrada e dela brotava dinheiro pra todo lado. O título era assim: "A fé move milhõe$"
Estou falando sobre este assunto, porque li um título genial sobre o resultado do jogo do Brasil domingo no Equador. Juca Kfouri tascou este título em seu blog, um dos mais acessados do país: "E a Seleção Brasileira vai dormir no quarto".
Numa frase disse tudo: da medíocridade do futebol apresentado ao nosso quarto lugar na tabela de classificação.

É amanhã

Amanhã, primeiro de abril, o delegado Protógenes Queiroz vai depor na CPI dos grampos. Ante a ameaça de sair de lá preso, está requerendo jundo ao STF o direito de entrar mudo e sair calado. Mas ele já tem o apoio explícito de dois senadores - Eduardo Suplicy e Pedro Simon, que vão escoltá-lo. Agora, um grupo de parlamentares decidiu entrar no jogo e proteger o comandante da Operação Satiagraha. Eles foram ao ministro da Justiça Tarso Genro reclamar da conduta da Polícia Federal contra o delegado Protógenes.
Ressaltam que "o país está assistindo a uma situação absurda, que beneficia o crime, por que o perseguido não é o criminoso, mas quem o investiga".
Há o risco da desqualificação do delegado invalidar a Satagraha, o que fará Daniel Dantas e outros envolvidos em crimes do colarinho branco sair por aí soltanto foguetes.

Vai ficar o dito pelo não dito?


Informa Rigon em seu blog que moradores do Jardim Batel já estariam sendo ameaçados por causa da resistência à construção de casas do PAC em áreas destinadas a equipamentos públicos.
Já escrevi aqui sobre a gravidade do assassinato do Plano Diretor, mas o silêncio sepulcral sobre os desatinos dos exterminadores do passado e do futuro de Maringá é cada vez maior e mais comprometedor. A denúncia de um morador do Batel só reforça a tese de que estão fomentando a discórdia nos bairros de Maringá, semeando ventos para lá na frente a cidade colher tempestades.
Há o caso concreto dessa kombi da Guarda Municipal (veículo 196) que, com um servidor dentro passou a última noite na rua Rio das Várzeas, certamente para "proteger" duas áreas de terras que seriam para construção de equipamentos públicos e que agora estão destinadas a construção de casas populares.
Será que o PT local vai pelo menos levar essas informações para a mãe do PAC, Dilma Sousseff?
Como o governo federal absorveu a fraude armada para a conquista de cerca de R$ 25 milhões do "PAC Desfavelamento" para a cidade sem favelas? Ou será que as reportagenbs da Folha de São Paulo e da Rede TV (saiu em rede nacional) não tiveram nenuma consequência?
Claro, virão os áulicos defensores do indefensável dizer que quem questiona essa imoralidade é contra Maringá, que não quer que o dinheiro venha para revitalização da região do Santa Felicidade. Mas o verdadeiro maringaense, aquele que ama esta cidade de verdade, há de ficar constrangido com os métodos dessa conquista.

Ele sabe o que fala

Do experiente e profundo conhecedor de futebol Orlando Duarte sobre a selecinha de Dunga:

"Sempre fui contrário ao futebol, muitas vezes covarde, praticado por equipes com características defensivas. No jogo diante do Equador, no último domingo, a seleção de Dunga mostrou medo e displicência.
O time atacou pouco, foi totalmente dominado pelo Equador e só não sofreu uma histórica goleada porque achou um gol no segundo tempo e também porque conta com um dos melhores goleiros do futebol mundial, Júlio César, que fez defesas milagrosas durante a partida.

Apesar do empate, estou decepcionado com o futebol apresentado pela seleção brasileira e alerto que, até o Mundial, temos de mudar algumas coisas.

O Brasil irá, sim, para a África do Sul, mas se continuar jogando deste jeito deve apenas fazer turismo e retornar ainda na primeira fase".

Modéstia pouca é bobagem

O deputado Ricardo Barros, nas entrevistas que vem dando de domingo pra cá, tem dito que só Osmar Dias reúne condições para ser um bom palanque para Dilma Rousseff no Paraná. Afirma isso e desqualifica os postulantes do PSDB ao governo do Estado. Como será que o senador Álvaro Dias e o prefeito de Curitiba,Beto Richa, se sentiram com a pretenciosa avaliação do guru-2 de Barbosa Neto?

Será?

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons". (Martin Luther King)

Ao pinçar do blog do Lauro Barbosa o pensamento do grande líder negro, me veio a pergunta: será que o espírito de Luther King não andou sobrevoando Maringá por esses dias?

Verdelírio, o longevo

"Hoje o Jornal do Povo completa 19 anos. O dono do jornal, Verdelírio Barbosa, também aniversaria. Faz 896 anos. Parabéns".
. Do blog do Edson Lima

PS: Parabéns, Verde. Pelo aniversário e pela longevidade

Pobres de marré de si

"Em 1964, há 45 anos, na madrugada de 1° de abril, um golpe militar depôs o presidente João Goulart e instaurou a ditadura que castigou o Brasil durante 21 anos. A sociedade brasileira pode estar diante de um novo golpe'.

Essa pérola aí está num folder da FENAJ - Federação Nacional dos Jornalistas, que tenta passar à categoria a falsa idéia de que se o Supremo Tribunal Federal decidir amanhã pelo fim da obrigatoriedade do diploma específico para o exercício da profissão estaríamos diante de um golpe de estado.
Eu pessoalmente até que defendo a necessidade do diploma para o jornalista, mas defendo também a melhoria dos cursos de comunicação, que tem formado muita gente despreparada e totalmente desconectada da realidade.
Julgo correta a posição da FENAJ, mas os argumentos utilizados para a defesa do diploma são paupérrimos.

Credo em cruz, mangalô tres vezes...

"Vive a Nação dias gloriosos. Porque souberam unir-se todos os patriotas, independentemente de vinculações políticas, simpatias ou opinião sobre problemas isolados, para salvar o que é essencial: a democracia, a lei e a ordem. Graças à decisão e ao heroísmo das Forças Armadas, que obedientes a seus chefes demonstraram a falta de visão dos que tentavam destruir a hierarquia e a disciplina, o Brasil livrou-se do Governo irresponsável, que insistia em arrastá-lo para rumos contrários à sua vocação e tradições".

. Primeiro parágrafo do editorial do jornal O Globo do dia 2 de abril de 1964

Sobre a eleição em Londrina

Soneto de vergonha
Por Paulo Briguet

De repente do voto fez-se o ganho
E esperança não há mais nenhuma,
Pois, da maneira que a cidade ruma,
Ninguém pode evitar o mal tamanho.

De repente do abraço no palanque
Evocaram os mortos de São Borja
Para animar a festa que se forja
– E a pálida verdade que se manque.

Lulistas e comunas, buona gente,
Celebram a vitória acachapante
Do populismo mais impenitente.

Nenhuma voz contrária se levante.
Melhor silenciarmos neste instante.
Deprimente, não mais que deprimente.

30 de março de 2009

Novidade da sucessão


Fábio Campana acapa de informar em seu blog:
"Orlando Pessuti entrou em conversações com o PT nativo para propor a sua candidatura como cabeça de chapa de uma composição que pode armar um bom palanque para a candidata à presidência Dilma Rousseff, do PT.
A idéia é uma chapa com Pessuti para governador, Jorge Samek na vice e Gleisi Hoffmann e Requião para disputar as duas vagas do Senado".

Meu comentário: se evoluir, essa conversação coloca água no chopp do senador Osmar Dias, que sonha com Paulo Bernardo na sua vice e Lula no seu palanque. Por outro lado, a tucanada se assanha, tentando criar um super palanque de oposição para Serra no Paraná, e jogando com a pesrectiva de ter juntos os irmãos Dias e o prefeito de Curitiba Beto Richa. O candidato seria um dos três mosqueteiros. Faltaria encontrar D'Artagnan para vice.

Criador e critaura


"Ricardo Barros (dir), presidente do PP e mentor da aliança de Barbosa Neto (esq.) com Antônio Belinati: o maringaense é o padrinho da ação de Barbosa, o filho pródigo, por Belinati.
Para consumar seu papel na adoção, exigirá, em homenagem a seu irmão e prefeito de Maringá Silvio Barros II, que o afilhado passe a se chamar Barbosa I".

. Do blog do Pedrialli

Maringá marcou presença na eleição de Londrina

"Advogados maringaenses ligados ao prefeito Silvio Barros II (PP) e ao deputado federal Ricardo Barros (PP) atuaram na defesa do deputado federal Barbosa Neto (PDT) durante o chamado terceiro turno, em Londrina. No total, foram seis advogados. Um deles foi Paulo Lemos, ex-procurador geral do município nas duas gestões Barros; na atual, ele foi o primeiro a ocupar o cargo, que foi ocupado por pelo menos três advogados diferentes. Lemos atuou como advogado da empresa Souza Lopes Consultoria, que teve pesquisas impugnadas em Londrina; ano passado, a mesma Souza Lopes realizou levantamento no final da campanha eleitoral, em conjunto com a rádio CBN de Maringá.
Outro advogado da campanha de Barbosa foi Thiago Paiva dos Santos, que ocupa cargo de confiança na Procuradoria Geral do município (CC2, R$ 2.999,91 mensais), onde foi um dos primeiros nomeados. Telefonei na Proge para saber se Thiago havia solicitado afastamento ou licença do cargo, e a informação que me deram é que ele ausentou-se por um mês do órgão para "resolver alguns problemas fora de Maringá" e que estaria para retornar, talvez esta semana".
. Do blog do Rigon

Sobre a vitória de Barbosa

"Belinatistas, lulistas, comunistas, malufistas e brizolistas deram-se as mãos no palanque de Barbosa Neto. É uma visão do inferno. Se o “povo” prefere essa gente, sinto orgulho por fazer parte da minoria".
. Do jornalista e poeta londrinense Paulo Briguet

"Parabéns a todos os que votaram no antigo animador de comício, apesar de a máscara dele ter caido e revelado sua verdadeira identidade moral.

Parabéns. Vocês todos mostraram a meus filhos que eu estava errado. Que meu pai estava errado. Que meus avós estavam errados.
Vocês mostraram que o crime compensa!
Os milhares de londrinenses que como eu não se deixaram seduzir pela imagem do bom mocinho, por saber que sua imagem jovial é a máscara das aves de rapina do passado utilizaram para voltar ao poder, não fomos derrotados.
Quem perdeu foi a ética.
Quem perdeu foi a memória dos homens valorosos que fizeram nossa cidade.
Quem perdeu foi Londrina, que volta ao comando dos que mais a prejudicaram.
Meus pêsames, Londrina.

. Do jornalista londrinense José Pedrialli

Meu comentário: Não conheço este cidadão Barbosa Neto. Mesmo nunca o tendo visto mais gordo, estou solidário aos colegas Pedrialli e Briguet, pela simples razão de que Barbosa não é apenas Barbosa, é isto sim, subproduto de uma escola política que abomino. O problema, pois, não é o Barbosa, não é o Belinatti, não é o Ricardo Barros, porque eles passarão, como já estão passando Maluf, Bornhausen e tantos outros.O problema é a capacidade infindável da matriz reproduzir esta fauna.

Teu passado te condena

As Organizações Globo não deixam a alma do guerreiro Leonel Brizola descansar em paz. O jornal O Globo estampou em manchete ontem:“SNI: Brizola e César recebiam propina de empresa de ônibus”.

O próprio jornal acaba admitindo na mesma matéria que trata-se de uma denúncia descabida:" Nenhuma das acusações foi provada nem originou investigação policial".
Ora, ora, se não existia prova e nem investigação, o porquê da manchete? Não havia sequer um naco de fato novo. Estranho isso né?A quem queriam atingir? À memória do líder morto? Ou o alvo era Cesar Maia, que politicamente é bananeira que já deu cacho?.
Com a matéria, o jornalão O Globo fez voltar à tona algo que incomodava por demais o falecido Roberto Marinho, obrigado pela justiça a engolir uma carraspana corretiva do velho Briza em pleno Jornal Nacional. Aquele vídeo do Cid Moreira lendo a nota de Brizola é uma maravilha, um documento histórico de lavar a alma. A nota é longa, mas continha duas frases tão fortes que o experiente apresentador quase engasgou na hoira de pronunciá-las: "A globo não tem autoridade moral para questionar-me"; "Tudo na Globo é tendencioso e manupulado".

28 de março de 2009

O que Hauly pensa de RB

"Pouca gente entendeu quando na volta do segundo intervalo do debate entre os candidatos a prefeito de Londrina, na noite de ontem na TV Coroados, Barbosa Neto (PDT) disse que Luiz Carlos Hauly (PSDB) havia dito uns impropérios.
A cena foi a seguinte: o deputado Ricardo Barros (PP) entrou no estúdio com o telefone celular no ouvido. Ao chegar perto de Barbosa Neto, seu pupilo, que estava a centímetros de Hauly, ele começou a falar alto ao telefone, para todos ouvirem, principalmente Hauly:
- "Consolidou 17%? Que ótimo!"
A reação veio na hora. Hauly chamou Barros de mentiroso.
- Você é mentiroso, você sabe que as pesquisas mostram empate. Você é quadrilheiro e não vai tomar de assalto a cidade.
Barros afinou e saiu rapidinho do estúdio.
Depois do debate os candidatos evitaram falar sobre o assunto".
Postado por Paçoca Com Cebola às 23:15
. Do blog Paçoca com Cebola (link ao lado)

27 de março de 2009

Ele tem know how


Pincei a montagem do Blog do Rigon. A foto é do experiente fotógrafo londrinense Daniel Martinon (Agência Dama).

PS: como nem todo mundo sabe da história da janela, vale a lembrança: quando terminou seu mandato de prefeito de Maringá (1989/1992), Ricardo Barros foi acuado por servidores municipais, enfurecidos pelo fato dele ter priorizado o pagamento de empreiteiras em detrimento dos salários. Sem poder sair pela porta da frente, o prefeito pulou uma janela dos fundos do seu gabinete e se mandou no carro do vice, Willy Taguchi. Não conseguiu nem passar o cargo para o sucessor Said Ferreira.

Sem medo de cara feia


O gaúcho Pedro Simon, que se dispôs a escoltar o delegado Protógenes na CPI dos grampos, foi hoje à tribuna e criticou o Supremo Tribunal Federal, que na visão dele tem contribuído muito com o clima de impunidade no país. Sem medo de cara feia, o senador respondeu a um questionamento do presidente do STF , Gilmar Mendes, sustentando o que já dissera em pronunciamento anterior:"O STF é um arquivo morto". Esse gaúcho é macho pra dedéu!

Um trator sem limites

Ciro Gomes quer disputar a presidência porque pretende ser uma alternativa a Serra,que ameaça passar com o trator em cima dos adversários. A primeira vítima seria o adversário interno, o também tucano Aécio Neves. Ciro adverte:
"Estou sentindo que ele (Aécio Neves) vai ser triturado pelo Serra. Tenho 30 anos de experiência e uns 20 de conhecimento de como é que funciona o trator que o Serra usa na política. Não tem limite".

Seguro morreu de velho

Informa o O Diário em manchete de hoje que, das 44 mil casas a que o Paraná terá direito do pacote de um milhão, 6 mil serão destinadas a Maringá.
Isso é muito bom, mas os que lutam por moradia precisam se organizar e ficar atentos a dois detalhes importantes: se as casas aqui vão ocupar áreas destinadas a equipamentos públicos (escolas,creches,centros esportivos, postos de sáude...) e se o cadastro de quase 30 mil pessoas existente na Prefeitura será respeitado de fato.

Senadores vão proteger o delegado da PF

Os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Pedro Simon (PMDB-RS) decidiram hoje que vão escoltar o delegado Protógenes Queiroz durante o depoimento dele na CPI "das escutas ilegais". Há uma ameaça do presidente da comissão, deputado Marcelo Itagiba, de prender o comandante da Operação Satiagrahha assim que ele chegar ao Congresso, dia primeiro de abril. Está na cara que a intenção é desmoralizar o homem que possibilitou a prisão do banqueiro Daniel Dantas e que promete revelar nomes de envolvidos nas investigações que ele comandou e que só não escandalizou o país ainda porque o crime passou a ser a pretensa quebra de sigilo por parte do delegado e nao a podridão levantada.
Sobre a possível prisão do delegado, disse o senador Simon:"Se isso acontecer, a Câmara estará adotando um posicionamento estúpido”.

Maluf já era!

"Já não se vê o deputado Paulo Maluf (PP-SP) citado em escândalos cabeludos. Para os espantosos padrões atuais, ele está superado".
. Do blog Cláudio Humberto

O rebaixamento de uma cidade



Londrina está prestes a eleger Barbosa Neto (que Deus se apiede dos nossos irmãos). O sentimento lá é de apreensão, que pode se transformar em tristeza e indignação a partir de segunda-feira. Quem expressa isso de forma brilhante, é o jornalista e poeta Paulo Briguet, em crônica publicada no Jornal de Londrina:

"O time do Londrina Esporte Clube foi rebaixado agora. A cidade se rebaixou em outubro do ano passado, ao eleger um candidato que obviamente não tinha condições jurídicas de exercer o cargo.
Neste domingo, Londrina corre o risco de uma terceira queda, se eleger o clone do candidato impugnado.
É um clone jovem, atlético, combativo. Ainda assim, um clone. Durante oito anos, tentou demonstrar que era uma alternativa viável ao triplo ex (ex-prefeito, ex-cassado, ex-preso). Este cronista chegou – por um momento, e que Deus o perdoe – a acreditar que essa alternativa era possível. No entanto, as poucas ilusões que restavam foram sepultadas com a aliança entre a velha raposa política e seu discípulo de sempre.

Não tenham ilusões: a imagem dos dois políticos abraçados no palanque será o retrato dos próximos quatro anos de governo, caso as urnas venham a confirmar o rebaixamento político de Londrina, mais uma vez, a vergonha nacional".

PS: E pensar que nós maringaenses estamos contribuindo com isso, na medida em que mandamos para lá um dos articuladores das duas campanhas, a do "triplo ex" e a do clone (reparem a foto). O que mais podemos fazer, a não ser pedir desculpas antecipadas?

De quem sabe o que está falando

"O grupo que comanda a província manda e desmanda.

Reajuste salarial dos cargos de confiança (contratados sem concurso), farra dos CC's na câmara de vereadores, é empresários pressionando veto de feriado , o trânsito violento que mata tanta gente, ciclovia que mais parece pista de caminhada, tanta grana gasta em publicidade e a indicação de diretor de posto de saúde que nunca trabalhou na área das saúde.
O que nos falta? "

. Do blog do servidor público Paulo Vidigal

Rasgo de sinceridade ou ato falho?

"Garantindo não ser nenhum exagêro, o secretário Wagner Mussio disse que a prefeitura roçou no ano passado, de terrenos particulares, o equivalente a doze cidades do tamanho de Maringá. É muita perca de tempo da prefeitura para fazer um trabalho que não é dela. É do dono. É por isso que a multa neste caso tem que ser salgada. De furar o ôlho. Só assim o “cara” se esperta. Caso contrário…".

. Do blog do Lauro Barbosa

Obs: a revelação de Mússio é uma prova de que Maringá ainda tem mais de 40% de áreas vazias, a maioria destinada à especulação imobiliária. Creio que o secretário foi sincero (e preciso), ainda que tenha, por ingenuidade, feito uma revelação desconfortável para o seu chefe. O fato é que isso torna ainda mais injustificável a tentativa do prefeito SBII enfiar goela abaixo da população um projeto de expansão do perímetro urbano.Trata-se de uma agressão explícita ao Estatuto das Cidades e, porque não, ao próprio Plano Diretor de Maringá.

26 de março de 2009

Somos todos iguais nesta noite...


Maringá não tem do que invejar Londrina e Londrina não tem do que invejar Maringá. Lá, eles têm time de segunda. Cá, nem time nós temos. Cá, nos temos Barros. Lá, eles têm BeliBosa. É pouco ou quer mais?

25 de março de 2009

Acorda, Maringá!

É muito cruel o que estão fazendo com os moradores do Santa Felicidade. Querem tirá-los de lá e distribuí-los por casinhas do PAC em áreas de equipamentos urbanos. Há uma visível revolta nos bairros para onde famílias do Santa Felicidade serão levadas. Na verdade, a "Administração Cidadã" semeia vento e não está nem aí se mais adiante colher tempestade.
É inacreditável o silêncio quase sepulcral dos meios de comunicação, da Câmara de Vereadores, dos partidos políticos, das associações de bairros, da Ser, do Observatório Social.
Reproduzo aqui o que postou em seu blog hoje a tarde o Ângelo Rigon:
"Na região do Batel, onde o prefeito quer construir 16 casas para agregados que residem no Conjunto Santa Felicidade, contra a vontade daquela população (e o mesmo se repete em outros bairros da periferia maringaense), a prefeitura começou a fazer terraplenagem e nesta madrugada a casa que guarda materiais e ferramentas foi queimada.
Os moradores deste e de outros bairros que enfrentam o mesmo problema - o Ministério das Cidades, que liberou a verba do PAC não realizou audiência pública, como manda a legislação - e vão se organizar num movimento para se fazer ouvir, coisa que os irmãos Barros simplesmente não admitem. Seria interessante que as autoridades ouvissem o povo para evitar uma encrenca maior. A principal bronca é que as casas estão sendo construídas em áreas destinadas a equipamentops urbanos, como escolas, creches e praças de lazer".

Com excessão de alguns blogs, este inclusive, só o Observatório das Metrópoles tem colocado o dedo na ferida. O caso é grave, a sociedade local não pode fechar os olhos para o problema. É preciso que se comece já uma ampla discussão sobre este apartheid social. Até quando esta cidade universitária, a terceira mais importante do Paraná e uma das mais importantes do Sul do país, vai conviver com retrocessos e crimes de lesa pátria desse tipo? Acorda, Maringá!

Ibope impugnado

A RPC não vai poder divulgar hoje a noite a pesquisa eleitoral de Londrina, que dá Barbosa na frente de Hauly. O curiosos é que os dois candidatos questionaram os métodos da pesquisa. O Ibope está mesmo em baixa. Nem quem está na frente acredita no instituto do Montenegro.

Que bom se a moda pegasse!

A Polícia Federal caça os peixes graúdos da Camargo Corrêa, uma das gigantes da construção civil. Os policiais correm para cumprir 10 mandados de prisão, contra diretores da empreiteira, acusados de lavagem de dinheiro e outros crimes financeiros.
Será que a moda vai pegar pra valer? Depois do todo poderoso dono da Galtama e da prisão de Daniel Dantas (libertado depois pelo presidente do STF) dá pra gente ficar um pouco animado.

Crescendo com cidadania...

Achei muito interessante esta adaptação da poesia de Maiakovski para a tragédia política da "Maringá Cidadã". Não resisti e pincei do blog do Rigon agora há pouco.

"Um dia vieram e interditaram a rodoviária municipal e fecharam as lojinhas dos comerciantes, que demitiram seus funcionários. Como não sou comerciante nem funcionário, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram um conhecido, que morava no Santa Felicidade, para o outro lado da cidade. Como não moro no Santa Felicidade nem no outro lado da cidade, não me incomodei.
No terceiro dia vieram e tiraram o feriado do meu vizinho negro. Como não sou negro, não me incomodei.
No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar...".

Te cuida, Aécio!

Minerim come queto...


Aécio Neves lidera o ranking dos governadores mais populares do país. O minerim vem comendo o angu pelas beradas e pode derrubar José Serra do gaio onde ele está. A direção nacional do PSDB praticamente se decidiu pelas prévias para indicar o seu presidenciável. Com Aécio na cola, Serra não anda dormindo de noite e só não está perdendo cabelo, porque cabelo não tem mais pra perder.

Os Mamonas na vitrola, puxando o vira-vira


O Ibope aponta:
Barbosa Neto (PDT) tem 45% das intenções de voto e Luiz Carlos Hauly (PSDB), 33%.
Parece que a fatura está mesmo liquidada em Londrina, cuja população volta às urnas no próximo domingo para definir, finalmente, quem será o novo prefeito.
O crescimento de Barbosa mostra a capacidade de Belinatti , que teve sua candidatura cassada após vencer o segundo turno, de transferir votos. Vai ter vira-vira ao som dos Mamonas Assassinas, com Belinatti, Ricardo Barros, Janene e quejando, dançando de mãos dadas às margens do Lago Igapó.

Magistrados peitam presidente do STF

Informa o jornalista Fernando Rodrigues em seu blog (UOL):
"A Ajufe (Associação dos Juízes Federais) acaba de soltar uma dura nota contra a interpretação do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, de que houve uma tentativa de juízes de intimidar desembargadores a não concederem habeas corpus para o banqueiro Daniel Dantas".

Diz a nota: "A Associação dos Juízes Federais do Brasil – AJUFE, entidade de âmbito nacional da magistratura federal, vem a público manifestar sua veemente discordância em relação à afirmação feita pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, que, ao participar de sabatina promovida pelo jornal “Folha de S. Paulo”, disse que, ao ser decretada, pela segunda vez, a prisão do banqueiro Daniel Dantas, houve uma tentativa de desmoralizar-se o Supremo Tribunal Federal e que (sic) “houve uma reunião de juízes que intimidaram os desembargadores a não conceder habeas corpus”.
Conquanto se reconheça ao ministro o direito de expressar livremente sua opinião, essas afirmações são desrespeitosas aos juízes de primeiro grau de São Paulo, aos desembargadores do Tribunal Regional Federal da Terceira Região e também a um ministro do Supremo Tribunal Federal.
Com efeito, é imperioso lembrar que, ao julgar o habeas corpus impetrado no Supremo Tribunal Federal em favor do banqueiro Daniel Dantas, um dos membros dessa Corte, o ministro Marco Aurélio, negou a ordem, reconhecendo a existência de fundamento para a decretação da prisão. Não se pode dizer que, ao assim decidir, esse ministro, um dos mais antigos da Corte, o tenha feito para desmoralizá-la. Portanto, rejeita-se com veemência essa lamentável afirmação".

PS: a nota da AJUFE é assinada pelo seu presidente Fernando Cesar Baptista de Matos e, ao repudiar declarações do presidente da suprema corte, reforça a posição do juiz Fausto De Santis, que colocou o banqueiro na cadeia. Bom para o país, que assim pode continuar alimentando a esperança de que a Operação Satiagraha terá alguma consequência sobre criminosos de colarinho branco. Ponto também para Protógenes Queiroz, o comandante da da Operação Satagraha, que deixou muito figurão da república com a pulga atrás da orelha.

O grande torcedor

Um cidadão de Paranavaí torce pela vitória de Luiz Carlos Hauly mais do que qualquer outro londrinenses que não seja o próprio Hauly. O nome dele é Flávio Antunes. O motivo de tanta figa para que o candidato tucano derrote o ricardo-belinatista Barbosa Neto, decorre do fato de que Flávio é, segundo o blogueiro Joaquim de Paula, primeiro suplente do PSDB à Câmara Federal.

11 HOMENS E UM DESTINO


"Hoje, a estrutura do Legislativo de Maringá tem 83 cargos de confiança, com salários que variam de R$ 1.795,00 a R$ 9.425,00. São dois CC1 (R$ 9.425,00 cada), seis CC2 (R$ 6.550,00), dezoito CC3 (R$ 5.300,00), trinta CC4 (R$ 2.692,00) e 27 CC5 (R$ 1.795,00). Além desses, há os CCs chamados APs, assessores parlamentares, que varia de gabinete para gabinete, mas são pelo menos mais 77. São, na média final, quase 11 assessores por vereador. Dos 83 CCs, apenas cinco são ocupados por funcionários do quadro efetivo do Legislativo".
. Do blog do Rigon

PS: Houve um tempo, que não vai muito longe, que os vereadores não tinham assessores e se valiam para exercer bem o mandato, dos funcionários de carreira, que eram poucos , mas muito eficientes. A Câmara funcionava pra valer, as comissões permanentes se reuniam e emitiam pareceres, de fato. Lembro, a propósito,o diretor José Pires de Andrade , administrando tudo e sempre que necessário, chamando a atenção de vereadores que ousassem pisar na bola. Seu Zé era respeitadíssimo, todos o tinham como um porto seguro do Poder Legislativo, que naquela época gozava de respeito perante a população.
Hoje, a Câmara Municipal de Maringá está inchada pelo excesso de assessores e desacreditada na opinião pública. Dominada pela maioria de 11, o Amém F.C. , a casa se limita a aprovar o que o prefeito quer e rejeitar o que sua excelência exige.
O episódio da aceitação do veto ao feriado de 20 de novembro vai ficar na história como uma mancha na biografia desses "ilustres" representantes do povo.
Na verdade, deram duas rasteiras na população: negaram o direito da cidade homenagear o maior símbolo da resistência negra à escravidão e carimbaram a cobrança do lixo, aproveitando que as atenções do grande público presente estavam voltadas para o feriado da consciência negra.
É por essa e por outras, que venho afirmando há algum tempo: a qualidade da reporesentação parlamentar em nossa cidade vem caindo a cada legislatura e esta é,ressaltando-se as honrosas excessões, a pior composição da Câmara de Maringá em todos os tempos.

A imbecilidade em três tempos



A ficção
Cena final de “Planeta dos Macacos”, onde uma surpresa aterradora se revela para o humano George Taylor ( Charlton Heston).

A intolerância:
A tragédia do Afeganistão, criada por antigos aliados que tiveram apoioe armas dos EUA, agride também valores artísticos históricos.

A Mentira:
O oportunismo e a especulação financeira, tipico da cidade de Maringá, levaram a “despejar” os proprietários de suas próprias lojas, causando terror e prejuízo, em nome de um falso perigo de desmoronamento do prédio mais imponente e significante da
história da Cidade.
A falta de rspeito para com a história, a memória, com valores das pessoas
que tinham ali o seu ganha-pão. Faltou dignidade por conta dos senhores que
se acham donos de tudo e de todos.
Este já é o maior crime contra a cidade em todos os tempos, o qual a história
julgará no futuro, quando será tarde demais para reparar este absurdo, sem perdão!

. Do blog Planeta JC ( JC Cecílio)

Reproduzo a ótima crítica de JC Cecílio, a propósito da decisão que a Justiça deverá tomar hoje sobre o futuro da rodoviária velha de Maringá. Que a deusa Atena se apiede da nossa cidade.

24 de março de 2009

O cúmulo da incoerência

Que o veto do prefeito de Maringá ao feriado da consciência negra seria mentido, isso todos sabiam; que alguns vereadores que pareciam estar se desgarrando do "barrismo" seriam "convencidos" a votar pela manutenção do veto, todos imaginavam; que dois autores do projeto que criava o feriado votariam contra si mesmos, era previsível, embora inaceitável. Pois aconteceu: Zebrão e Bravim, que apuseram suas assinaturas como co-autores, votaram contra o que haviam assinado embaixo. Se é que existe o cúmulo do contrasenso e da falta de personalidade, eis o cúmulo aí.
Quando o Amém F.C. entra em campo, sai de baixo, porque a subserviência do Poder Legislativo fica mais exposta do que fratura.
Que lamentável, uma Câmara Municipal de joelhos, com a maioria dos seus membros beijando a mão do gestor e por tabela, dos detentores do PIB da cidade.
A propósito, lembro que a favor da consciência negra e do bom senso, votaram:
Humberto Henrique, Mário Verri, Manoel Sobrinho e Marly Martin Silva. Isso também era esperado, até pelos frequentadores das ATIs.

O que será o que será?


Será amanhã a audiência no Fórum local sobre o prédio da rodoviária velha. O prefeito Silvio Barros II faz figa e manda seus homens de confiança bater tambor na Praça Renato Celidônio para espantar eventuais catiças dos defensores da memória de Maringá.
A propósito, transcrevo aqui, trecho de um parecer de doutores em urbanismo da UEM, reproduzido no blog do Ricon:
"O edifício em questão constitui um exemplar significativo da chamada “arquitetura moderna brasileira”, caracterizada pelo rigor construtivo e funcional, na qual predominam as linhas horizontais, os pátios internos e a inserção da obra num entorno de jardins. Ao mesmo tempo, sua arquitetura apresenta as limitações e imposições da edificação de uma construção desse porte em uma zona de colonização pioneira, como era o Noroeste do Paraná na década de 1950. Por essa razão, o edifício apresenta traços característicos dessa arquitetura numa convivência harmoniosa com materiais característicos da região como a madeira empregada nos beirais, nas esquadrias e no piso, e na alvenaria com tijolos à vista, revestidos e elementos vazados".

PS: será que o Guatassara leu esse parecer? Será que ninguém, nem a Secretária Flor Duarte , tentou convencer o prefeito do valor histórico e cultural do prédio? Será que a Justiça vai decidir pela demolição e os maringaenses vão engolir seco o extermínio desse patrimônio? Será que nossa cidade vai acabar sendo palco para as filmagens de "O Exterminador do Passado"?

23 de março de 2009

Novo lance da sucessão estadual

Acabo de ler nop blog do Fábio Campanna:

"Cansado de esperar Osmar, PT lança Paulo Bernardo"
"Foi batido o martelo na reunião da Executiva do PT hoje em Curitiba. O partido terá candidatura própria em 2010 e está aberto para alianças. O ministro Paulo Bernardo é principal nome do partido".

Meu comentário: Osmar , que saiu meio enfraquecido da pesquisa DataFolha, perde ainda mais fôlego sem o gás petista no seu balão. A coisa tá ótima pro senador Álvaro Dias que, se conseguir vencer a disputa interna do PSDB com Beto Richa, pode voar em céu de brigadeiro.

É filme pra Oscar


O delegado Protógenes forneceu os elementos que o juiz De Santis precisava para colocar Daniel Dantas atrás das grades. O problema é que a Operação Satagraha envolveu muitos figurões e para evitar que a casa caia, o negócio é desqualificar o delegado, que corre o risco de ser expulso da Polícia Federal. O juiz De Sanctis também está sendo colocado na frigideira, por ter mandado prender pela segunda vez o banqueiro Daniel Dantas, que o presidente do STF mandou soltar.
Tanto o delegado quanto o magistrado de primeira instância pagarão caro por terem tido coragem de cutucar a caixa de marimbondos.
Quanto ao juiz, corre contra ele tres processos na Corregedoria da Justiça Federal de São Paulo. Cerca de 18 desembargadores decidirão o futuro do juiz que condenou o banqueiro, pego quando oferecia propina de R$ 1 milhão a um delegado da Polícia Federal.Mas sabe-se de antemão que ele corre o risco de ser afastado de suas funções.
Enfim, Protógenes e De Santes são , efetivamente, "dois cabras marcados para morrer".
O que vai acontecer no frigir dos ovos ninguém sabe, mas o fato é que este caso ainda vai dar filme, digno pelo menos, de indicação para o Oscar de melhor roteiro.

Saúde não tem pressa, o marketing é que interessa

As ATIs foram e continuam sendo o carro-chefe no marketing da "administração cidadã".
Ninguém ousou até agora a fazer qualquer avaliação técnica da sua utilização sem acompanhamento de um profissional de Educação Física. Depois dos acidentes ocorridos com crianças em Sâo José do Rio Preto, os riscos que os equipamentos apresentam começaram a vir a tona.
Professores de educação física da cidade paulista deram depoimento na TV sobre a necessidade da presença de um profissional em cada ATIs para orientar os exercícios.
E lembram que a "preparação física é uma ciência e deve ser planejada e realizada por profissionais qualificados, capazes de reconhecer limites individuais e evitar lesões e estresse".
Uma coisa é uma pessoa fazer exercícios com orientação e outra é fazer sozinha. Vendo por este ângulo fica a pergunta: as ATIs ajudam ou prejudicam a saúde das pessoas?

Haja papel higiênico!

Marcos Valério, o grande operador do "Mensalão", pode fazer opção preferencial pela delação premiada. Quem deverá decidir sobre o assunto é o ministro do STF Joaquim Barbosa, o que por si só, já é motivo suficiente para muita gente graúda ter desarranjo intestinal.

Que que é isso, minha gente!

"Desabafo da vereadora Marly Martin quinta-feira passada na Câmara:
- A nossa jornada aqui nesta casa não tem sido fácil. Muitas vezes, para conseguirmos documentos necessários e importantes para o nosso trabalho, temos que recorrer à justiça. Aqui as portas estão trancadas.
Ela se referia, em especial, ao caso da negativa da Comissão de estudos do corte de gastos da Câmara, de fornecer uma cópia do relatório técnico daquela Comissão, aos sete vereadores, inclusive ela, que fizeram a solicitação".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Como pode tanto mistério? Se nem os vereadores conseguem cópias do tal relatório, como a sociedade vai confiar nesta comissão?
Bem, os fatos tem mostrado que os cortes de CCs na Câmara é só pra inglês ver. O desabafo da vereadora Marly é uma prova disso.
Eu que acompanho a Câmara e seu relacionamento com o Poder Executivo há tanto tempo, confesso que nunca vi nada que se asemelhe a essa relação de subserviência. É de envergonhar a instituição legislativa.

Pesquisa balança a roseira

A pesquisa Data Folha, que coloca Beto Richa e os irmãos Dias em condições semelhantes para a disputa de 2010 agitou o cenário político estadual. Osmar acha que está melhor do que revela a pesquisa e Álvaro não tem dúvida que vence a queda de braço com Beto dentro do PSDB.O trunfo do ex-governador é a possibilidade que diz ter, de atrair o PMDB para o ninho tucano. O fraco desempenho do vice-governador Orlando Pessuti pode fazer com que o governador Requião e o próprio Pessutão reavaliem o quadro, o que deixa Álvaro Dias com comixão. Beto, por sua vez, aposta (veja só que paradoxo) no crescimento de Osmar, com a crença de que os dois irmãos não irão medir forças. O processo eleitoral no Paraná já foi deflagrado e a tendência é que a cada dia novos cenários se formem a partir da Boca Maldita de Curitiba.
Eu particularmente acho que a pesquisa do Data Folha infla o balão de Álvaro e esvazia os de Beto e Osmar.
E mais: a eleição em Londrina exercerá influência sobre a sucessão estadual. Se Haully virar o jogo, Álvaro Dias, que sentou praça lá, se fortalece ainda mais. Uma eventual derrota de Barbosa Neto, o que parece difícil a esta altura, abala o prestígio de Osmar Dias e mata o sonho do deputado Ricardo Barros disputar o Senado.
O momento é de leitura de cenários e de exercícios de futurologia.

Verde que te quero verde...


Leitor do blog do Rigon escreve: "Eu estava estacionando o carro agora a tarde na Duque de Caxias e flagrei esta imagem que mostra os métodos de erradicação de árvores na cidade (fica em frente a Lotérica Norte do Paraná). O mais absurdo de tudo é a prefeitura saber que comerciantes e moradores têm esse tipo de atitude e não fazer nada. Esse fez para não brotar mais".

PS: como esta aí, muitas tiveram o mesmo destino. Árvores condenadas ou caem ou são retiradas depois de insistentes pedidos e muitas reclamações de moradores , mas raramente são replantadas. Outras, são simplesmente erradicadas por estarem atrapalhando fachadas comerciais, como ocorre com frequência com as árvores que têm a infelicidade de encobrir placas de uma certa rede de farmácias farmácias.
É Maringá respeitando o verde e crescendo com cidadania!

22 de março de 2009

O infiel aquinhoado

"O Partido Progressista, que no Paraná é presidido pelo deputado federal maringaense Ricardo Barros, que é vice líder do presidente Lula, foi o partido campeão de infidelidade ao governo, com apenas 31% de sua bancada votando com o governo. O PMDB, que também é aliado, foi o segundo com 42% de seus deputados apoiando os projetos de Lula.
Coluna completa".
. Da coluna Verdelírio Barbosa (Jornal do Povo)

ps: Apesar de toda a trairagem, o presidente Lula enche o seu vice-líder de presentes e mantém o pepista Márcio Fortes num dos ministérios mais importantes do governo , o Ministério das Cidades. Aqui pelas bandas do Trópico de Capricórnio está tudo em paz entre PP e PT, que deverão estar no mesmo palanque em 2010.

21 de março de 2009

"Senhor Saara"

O senador Osmar Dias começou sua caminhada rumo ao Palácio das Araucárias procurando encrenca da grossa. Primeiro em Cascavel e ontem em Maringá, fez coro, até com certa veemência, à condenação da Resrva Legal no Estado. Os latifundiários da Faep vão arregaçar as mangas, e certamente abrir os bolsos, para viabilizar a eleição de Osmar Dias a governador. Com Osmar a exigência de preservar 20% das áreas rurais do Paraná vai pro espaço. E os agricultores, que se não tiverem a espada da lei sobre suas cabeças plantam até na beirada dos mananciais, vão dar pulo de alegria.
Os ambientalistas, que andam de orelhas em pé com o processo de desertificação do Paraná, já se preparam para trabalhar contra a candidatura Osmar Dias, que um amigo muito devotado à causa da Mata Tropical já chama de "Senhor Saara".

Entenda porque Protógenes está na frigideira

"Quem disse que houve falhas na Satiagraha ?
O juiz De Sanctis diz que as escutas foram legais. O procurador De Grandis diz que as provas são limpas.
O ministro Carlos Alberto Direito diz que o apoio da ABIN à PF é legal.
Aliás, o delegado Ricardo Saadi podia andar um pouco mais rápido e fornecer material ao procurador para iniciar já o processo de indiciamento.
Quem diz que há “contaminação” é o deputado serrista Marcelo Lunus Itagiba e o Supremo Presidente Gilmar Dantas, segundo Ricardo Noblat.
O ministro da Justiça Tarso Genro, dito Abelardo Jurema, faz o jogo do Dantas.
Ou seja, “contaminar” a Satiagraha.
O ministro Abelardo Jurema tenta desqualificar o trabalho de Protógenes Queiroz, porque Protógenes deixou de herança ao delegado Saadi toda a patranha da BrOi em áudio e em troca de e-mails.
E, se há uma coisa que o ministro Abelardo Jurema precisa evitar é que a BrOi venha à tona.
Porque a BrOi é um tecido cancerígeno que se instalou no sistema da República brasileira a começar por Fernando Henrique Cardoso e José Serra e culminar na secretaria da Presidência da República do governo Lula.,
Protógenes = BrOi
BrOi = Dantas
Dantas = PSDB = PT
O ministro Tarso Genro não perde a oportunidade de dizer o que não deve".

. Do blog Conversa Afiada (Paulo Henrique Amorim)


Meu comentário: isso explica porque os deputados da CPI dos Grampos querem que o delegado chegue para depor dia primeiro de abril já na condição de réu. Protógenes caiu na besteira de antecipar que iria revelar toda a podridão que descobriu através da Operação Satiagraha. Ao apavorar muita gente graúda,entrou num processo de fritura que o transformará de caçador em caça. A jogada é essa: desqualificar o denunciante para que as denúncias não tenham eco.
Viva o Brasil!!!!!

Al Capone pode colocar Eliot Ness na cadeia

"O delegado Protógenes, que chefiou a Operação Satiagraha que levou a uma primeira condenação de Daniel Dantas a dez anos de cadeia, passou de estilingue a vidraça, de investigador a investigado e agora foi indiciado pela Polícia Federal pelos crimes de violação da lei de interceptação e quebra de sigilo funcional. Condenado, será expulso da PF e pode pegar seis anos de cadeia".
. Do Blog do Mello

E viva o Brasil!!!!

20 de março de 2009

Acima da lei, mangando da Justiça

"A última edição da revista do Crea-PR traz uma reportagem imperativa, que dá como certa a construção de arranha-céu no lugar do histórico prédio da Estação Rodoviária Américo Dias Ferraz. O texto que é assinado por Diniz Neto, assessor de Imprensa da Prefeitura Municipal de Maringá, em nenhum momento diz que o assunto está na justiça - mais propriamente, na 2ª Vara Cível - e que na semana que vem haverá a primeira audiência para tratar do maior absurdo na área de condomínio já visto, possivelmente, no Paraná.
Mais lamentável ainda é que a entidade é presidida por um maringaense".
. Do blog do Rigon

PS:pior, bem pior do que o fato da entidade ser presidida por um maringaense é a autoria da matéria. Diniz Neto é secretário de comunicação da Prefeitura e portanto, voz oficial da "administração cidadã". É tanta arrogância que já dão como certa a decisão judicial pela derrubada do grande patrimônio histórico da cidade. A Câmara de Vereadores encontra-se de joelhos. Será que o prefeito SBII tem convicção de que a Justiça também lhe faz reverência?

O lixo que o lixo produz

"O Ministério Público já sabe que a empresa Ecosystem, flagrada em fraude contra a Prefeitura de São José dos Pinhais na aplicação de seu contrato de coleta de lixo, era de Londrina. Foi “apresentada” ao então secretário de Obras de São José, Leopoldo Meyer, pelo deputado André Vargas."
. Do blog do Fábio Campana

PS: o lixo urbano é hoje uma das maiores fontes de corrupção na administração pública do país. Ainda bem o ministério Público está sempre de olho nos processos de terceirização de coletas e tratamento do lixo em várias cidades brasileiras. Todo o cuidado é popuco.

Por falar nisso...

E por falar em "contramão da história", aqui na terrinha a coisa continua brava. É o comandante do Amém F.C. que se nega a divulgar informações levantadas sobre o enxugamento da estrutura da Câmara Municipal, é a "Administração Cidadã" que manda no Poder Legislativo e ignora a Justiça. A propósito, reproduzo esta postagem do Rigon em seu blog:

"O prefeito Silvio Barros II (PP), pelo jeito, vai parar pouco em Maringá neste segundo mandato. Além de fazer o gosta, que é viajar, incrementando o turismo (dos outros), fica longe, pelo menos temporariamente, de alguns problemas.
Há pelo menos duas intimações a serem entregues a ele, por conta da ação do trem da alegria de cargos comissionados e da negativa em fornecer dados públicos à vereadora Marly Martin Silva (DEM). Espera-se que as viagens não atrapalhem o andamento da justiça, que não é lá essa maratonista que todos gostariam que fosse. Segundo fiquei sabendo, o volume de notificações é tão considerável que os mandados ficam com o chefe de Gabinete, Ulisses Maia, que por sua vez os deixa sobre a mesa do prefeito. Cabe a este escolher, talvez no base do uni-duni-tê-salamê-minguê, quais ele assina e se dá por intimado".

Todo poderoso


O presidente do STF, Ministro Gilmar Mendes, pediu e o presidente da Câmara Federal, Michel Temmer tirou imediatamente do ar um programa de debates sobre a Operação Satiagraha, que a TV Câmara vinha reproduzindo. Tres jornalistas debatiam sobre a operação que culminou com a prisão de Daniel Dantas, Celso Pita e Sérgio Naya. Os experientes Jailton Carvalho (O Globo) e Leandro Fortes (revista Carta Capital) questionavam o fato da mídia estar direcionando seu foco para o possível crime de vazamento de informações sigilosas, cometido pelo delegado Protógenes e o silêncio obsequioso sobre o conteúdo (gravíssimo) das invesrtigações. Em determinado momento, o jornalista da Carta Capital lembrou reportagem recente da revista , que envolve o ministro Gilmar Mendes, por supostos "negócios nebulosos que envolvem o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), de sua propriedade".
O ministro mandou tirar o programa do ar, pouco tempo depois de ameaçar um repórter do Acre, por ter lhe feito uma pergunta desconfortável.
O que está em discussão agora é os super poderes do presidente do Supremo. Jornalistas do Brasil inteiro se mobilizam e cobrarm posições firmes do Fenarj - Federação Nacional dos Jornalistas e da ABI - Associação Brasileira de Imprensa. Em nome da democracia e do respeito à liberdade de expressão definida na Constituição Cidadã de 1988, a nossa categoria profissional denuncia também o silêncio sepulcral de lideranças políticas e da subserviência do presidente de uma das casas do Poder Legislativo. E cobra posição também de entidades respeitáveis da sociedade civil, como a OAB e a CNBB.
Isso o que está acontecendo não pode morrer na casca. É preciso que as forças democráticas do Brasil se levantem e se unam, primeiro para dar respaldo a quem realmente combate a corrupção e segundo, para ajudar a por um dique de contenção na sanha ditatorial de autoridades públicas que insistem em caminhar na contramão da história.

O réu, por cima da carne seca

"Com a prisão decretada duas vezes, milhões de dólares embargados nos Estados Unidos e acusado de corrupção e envio ilegal de dinheiro para o exterior, o banqueiro Daniel Dantas conseguiu o inacreditável: o delegado que o processou está sendo processado, indiciado pela própria Polícia Federal e sob o risco de, além de ser demitido, pegar dez anos de cadeia. Protógenes Queirós não conseguiu engaiolar o réu e corre o risco de ser engaiolado, como réu".
. Carlos Chagas (Blog do Cláudio Humberto)

. Se acontecer isso mesmo será o fim da picada. A democracia brasileira ficará corada de vergonha; a justiça, gagejando sem saber o que dizer em sua defesa; a grande mídia, totalmente desmoralizada e a sociedade, em estado de enguio permanente.

19 de março de 2009

E por falar em cidadania...

Uma conhecida minha estava com problemas renais graves e da unidade básica de saúde do Alvorada foi encaminhada para o Hospital Municipal. O atendimento por um nefrologista era caso de urgência urgentíssima. Aí ela ouviu a seguinte resposta no Hospital Municipal:"Ou a senhora paga partuicular ou perde os rins". A família optou então , por se desfazer de uma data que terminara de pagar com muito sacrifício, porque se fosse esperar pelo especialista do SUS, poderia ser tarde demais.
E Maringá continua "crescendo com cidadania".

Cidadania, a gente vê por aqui

Ninguém da prefeitura apareceu na Feira da Seresta, ontem à noite, para prestigiar a festividade em homenagem aos artesãos, pela passagem de seu dia, que é comemorado hoje em todo mundo. Deu dó. A Lia Mara, uma das líderes da categoria, foi às lágrimas. Durante o dia os artesãos confeccionaram diversas lembranças e ramalhetes de flores, que à noite seriam entregues para as autoridades que eles achavam que iriam, como a primeira dama, as secretárias, os secretários e outras".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Pois é Lauro, é assim mesmo que a "administração cidadã" trata a cultura. Só está por perto se render um bom marketing para o "excelentíssimo, magnânimo, ínclito e venerável mestre". A cultura popular, que não rende exposição na mídia, é tratada com desprezo e às vezes desrespeito, como foi tratado, por exemplo o grupo "Os Seresteiros de Maringá", que já no início da primeira "gestão ciadadã", perdeu até a ajuda financeira a que tinha direito por lei municipal junto à Secretaria da Cultura. Ouvi de um dos músicos na ocasião:"Fomos reduzidos a extrato de pó de bosta".

O cara morreu vira ícone? Pára ,Ô!


O Clodovil era espinafrado pra todo lado e na maioria das vezes com razão. O cara era preconceituoso, falava o que lhe vinha na telha mas nem por isso o país deve reverenciá-lo como um símbolo de uma alma questionadora que não temos. Por isso, fecho com a professora Marta Bellini, que de maneira brilhante, dise o que eu gostaria de ter dito:
" Ouvi o Temer e outros colegas. Disseram que o Clodovil era polêmico. Eufemismo. Era um chato. Ressentido. Polêmico será o deputado que apresentar uma lei para acabar com os imensos privilégios dos senATORES, de-putados. O Clodovil vil ainda gastou muita plata pública para fazer um lustre em forma de pênis. E o Bispo de Pernambuco nem o excomungou por isso. Gastar dinheiro da saúde, da educação POOODE, e fazer pênis/lustre também POODE. Já cortar os gastos das festanças não POODE. Helllo!"

Presidente do STF ameaça

"Durante uma entrevista, o presidente do STF, Gilmar Mendes, não gostou da pergunta de um repórter e o ameaçou:
- O senhor tome cuidado ao fazer esse tipo de pergunta.
Que tipo? Quais perguntas o ministro julga que devam ser dirigidas a ele? Quem ele pensa que é?
Estou esperando a reação de nossa valente mídia corporativa, que por qualquer coisa grita pela liberdade de imprensa.
Já imaginaram se a frase fosse dita pelo presidente Lula?"

. Do Blog do Mello

A Míriam é a Míriam, uai!!!


Míriam Leitão anda indignada com suporte que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social dá às empresas Sadia e Perdigão, que estão se fundindo. Em sua coluna de hoje no jornal o Globo ela espinafra as aplicações do BNDES na Sadia-Perdigão.
Não sou entendido em economia, mas reproduzo aqui um texto que li no Conversa Afiada do Parulo Henrique Amorim, que é de ramo, sobre a urubumaníaca global:

" Miriam revela um fervor patriótico digno de admiração em defesa do dinheiro do povo que, segundo ela, o BNDES dilapida.
. Viva a Miriam !
. Nem tudo está perdido !
. Calma, amigo navegante.
. A Miriam é sempre a Miriam.
. Ela se esquece da BrOi.
. A mãe de todas as patranhas do BNDES, que usou o dinheiro do povo para que se tornasse possível pagar um cala a boca de US$ 1 bilhão a Daniel Dantas.
. Por que a omissão da Miriam?
. Provavelmente, porque ela considere o Daniel Dantas “brilhante”
. Por motivos que este modesto redator não consegue imaginar, a Miriam e o Farol de Alexandria (FHC) costumam pensar a mesma coisa sobre fatos e pessoas.
. Por isso, segundo a Miriam, o BNDES só faz besteira, menos quando entrega a BrOi a dois empresários, Sergio Andrade e Carlos Jereissati, que, sem botar um tustão vão controlar 78% do mercado nacional de telefonia fixa.
. A Miriam é brilhante !".

"Bene trovato"

"Piada que corre em Maringá: se você quiser falar com algum secretário municipal, não perca tempo procurando-o no Paço (que é como se chama a bela prefeitura da cidade canção).
Viaje 100 quilômetros. E você encontrará o secretário em Londrina, fazendo campanha para Homero Barbosa Neto.
A piada não corresponde aos fatos, porque é claro como o cristal que o prefeito Slvio Barros (PP) não permitiria que seus assessores imediatos jogassem full-time no time que o seu irmão cáçula, o deputado federal Ricardo Barros (PP também), montou para jogar com Barbosa Neto.

Como dizem os italianos, si non è vero è bene trovato (se não é verdadeiro, é bem sacado)".
. Do blog do Pedrialli

Meu comentário: Pedrialli não deixa de ter razão. Os secretários não precisam ir diariamente a Londrina,talvez reservem os finais de semana para trabalhar na campanha do Barbosa Neto. Mas há informações de que não é pequeno o número de maringaenses na campanha do deputado Barbosa, que tem Ricardo Barros e Antônio Belinatti como suas principais fontes de in$piração.

Dantasmania

Para a Globo, o réu é Ness e não AL

Vomitável a matéria do Jornal Nacional de ontem sobre o delegado Protógenes Queiroz, que na boca do casal Willian Bonner e Fátima Bernardes está virando delinquente. A CPI dps grampos, que vai ouvir o comandante da Operação Satiagraha no dia primeiro de abril, parece mesmo , como dizem alguns jornalistas, "a CPI dos amigos de Dantas".
A propósito, o juiz federal Fausto De Sanctis, aquele que prendeu Daniel Dantas duas vezes, acaba de negar pedido da Comissão Parlamentar de inquérito de quebra de sigilo da operação que enquadrou o poderoso ex-banqueiro e mandou pra cadeia também Celso Pita e o recém-falecido Sérgio Naya.
Chama a atenção no despacho do juiz, a seguinte colocação: "Todos esses fatos estão a revelar, talvez, que o sigilo não tem servido à proteção de direitos, mas representaria forma de tutela de todo tipo de interesses privados, em detrimento do real interesse público.”
A julgar pela visão do jornalismo da Rede Globo , o papel dessa história está invertido: o criminoso não é Alcapone, mas Eliot Ness.

Um homem pra lá de formal


Trabalhei 15 anos na TV Cultura de Maringá, fui várias vezes a Curitiba cobrir férias no jornalismo do Canal 12, onde a gente sentia a presença do Dr. Francisco em cada canto do Palácio do Batel. Mas nunca o tinha visto pessoalmente. A primeira vez que estive frente a frente com ele foi no começo de 2004, numa visita que lhe fez o prefeito de Maringá, João Ivo Caleffi. A Telminha, secretária do gabinete, foi quem agendou a visita. Teve que enviar até os números das carteiras de identidade das pessoas que o dono da Rede Paranaense de Comunicação receberia em sua sala, no caso o prefeito e eu, na condição de assessor. Fomos muito bem recebidos.
Sobre a mesa do empresário, um papel com a nossa identificação. Muito formal, ele se dirigia ao prefeito chamando-o pelo nome completo. Quando se dirigiu a mim, chamou-me também pelo nome completo. E só nos tratava de senhores.
Sem dúvida, um homem refinado, mas que me pareceu ser de outro planeta, tal o nível de formalidade que imprimia ao seu trabalho , e dizem os mais próximos, à sua vida cotidiana. O que circulava na época pelos corredores do Canal 12 é que só tinha um funcionário que chamava o patrão de Chico, sem o Dr. Era o jornalista Luiz Geraldo Mazza, chefe de redção à época e por quem o empresário tinha um respeito muito grande e uma admiração profunda, embora o tenha demitido depois de muitos anos sem mais e nem porque.
Dr. Francisco Cuna Pereira Filho, cuja grande paixão era a Gazeta do Povo e não TV, morreu ontem aos 82 anos de idade.
O grupo empresarial já vinha há tempo sendo dirigido pelos seus filhos, que o governador Requião chama ironicamente de "os dois filhos de Francisco".

Outra estranha coincidência


Juscelino Kubitschek não tinha nenhuma coloração de esquerda, mas fez história como tocador de obras e arauto da democracia. Era quase um mito, que num processo de eleição direta voltaria ao Palácio do Planaldo com um pé nas costas. Assim como Jango, a presença dele na cena política incomodava o regime militar. Os dois morreram no mesmo ano,igualmente em circunstâncias misteriosas. JK foi vítima de um acidente de automóvel não suficientemente esclarecido,em agosto de 1976. Jango, que estava muito bem de saúde, faleceu em 6 de dezembro, provavelmente envenenado, como aponta a reportagem da revista Carta Capital.

Coincidência histórica


A revista Carta Capital revela em ampla reportagem de capa de Jango não morreu de morte natural, foi assassinado. A morte do ex-presidente teria o envolvimento dos governos do Brasil, Argentina e Uruguai. Vale a lembrança: 111 anos de João Goulart morrer, vítima provavelmente de envenenamento, os tres países se uniram na chamada Tríplice Aliança para liquidar o presidente Solano Lopes e o sonho libertário do seu Paraguai. Claro, nada a ver uma coisa com a outra, mas que é uma incrível coincidência, isso é.

18 de março de 2009

Olha a carapuça aí, gente!


Pencei a foto do blog do Rigon e confesso, achei genial essa idéia do leitor. É uma carapuça que vai cair como luva na cabeça de vereadores do time Amém F.C, por ocasião da votação do veto ao feriado da consciência negra.

Queremos votar!Queremos votar!



Calma, essa manifestação de pais, alunos , funcionários e professores não é em frente a nenhuma escola municipal de Maringá, não. É em Curitiba, mais precisamente no Colégio Estadual do Paraná.
O movimento tem o objetivo principal de pressionar a Assembléia Legislativa a votar (e aprovar, claro) um projeto de lei que torne obrigatória a eleição direta para diretores de escolas no Estado.
O caso do Colégio Esdual do Paraná é emblemático, porque o relacionamento da dieretoria com alunos e professores é o pior possível. E este caso, como referência ruim da democracia na escola paranaense, pode deflagrar uma campanha estadual pela institucionalização da eleiçao direta.
Será que Maringá, onde democracia é apenas figura de retórica e cidadania, instrumento de marketing político, algo acontecerá?


Para Moraes, a direção atual não tem legitimidade para permanecer, tal a rejeição da comunidade escolar. Os diretores assumiram suas funções nomeados pela Secretaria de Educação.

Saiu na Gazeta do Povo

Ricardo Barros é condenado a ressarcir cofres públicos
Justiça considera que houve fraude na venda de equipamentos da prefeitura em 1991

"O deputado federal Ricardo Barros (PP), ex-prefeito de Maringá foi condenado pela 2.ª Vara Civil a devolver aos cofres públicos o dinheiro adquirido com a venda de dois equipamentos coletores e compactadores de lixo da prefeitura realizada em 1991. Na decisão, o juiz Airton Vargas da Silva considerou que houve fraude na venda dos equipamentos. Na época, a denúncia sobre as irregularidades foram feitas pelo ex-vereador e ouvidor municipal Euclides Zago Alexandre da Silva.
Segundo a ação civil pública do Ministério Público (MP), no dia 20 de novembro de 1991, Ricardo Barros designou uma comissão para avaliar os coletores de lixo e simulou a venda para a prefeitura de Luiziana, cidade localizada a 130 quilômetros de Maringá. Como a lei permite a negociação entre municípios sem licitação, o nome da prefeitura de Luiziana foi usado para que um dos integrantes da comissão de avaliação, Luiz Carlos Toledo Soares, comprasse os equipamentos sem a necessidade de disputar uma licitação.

“Ocorre que os coletores não foram adquiridos pelo município de Luiziana. O pagamento dos coletores foi realizado com cheque de emissão de Luiz Carlos Toledo Soares, membro da comissão nomeada por Ricardo Barros para proceder à avaliação de ditos equipamentos”, escreveu o juiz na condenação. Na ocasião, os coletores foram avaliados pelos membros da comissão como inservíveis (sem utilidade) – o que lança suspeita sobre o valor da avaliação. A sentença também condenou o espólio de Luiz Carlos Toledo Soares a ressarcir os cofres públicos".

FHC elogia Dantas

Ping pong do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso num canal cabo com o jornalista Keneddy Alencar. O repórter pergunta: "o que o sr. acha desses tres personagens:
"Gilmar Mendes: corajoso.
Protógenes: amalucado.
Daniel Dantas: não conheço bem, mas dizem que é brilhante”.

Precisa dizer mais alguma coisa?

17 de março de 2009

A polêmica da fusão UEM/Fafipa

O advogado José Roberto Balestra defende audiência pública para que a comunidade de Paranavaí decida se quer e como quer a fusão da faculdade local com a Universidade de Maringá. Veja o que ele escreveu sobre o assunto no blog do Joaquim de Paula (link ao lado).

Viagem providencial

A Câmara deve apreciar em sua sessão ordinária de hoje o veto do prefeito Silvio Barros II ao feriado do Dia da Consciência Negra. Zebrão vai presidir a sessão porque o titular Mário Hossokawa voou com o burgo mestre para a Argentina. Saída providencial essa do presidente, porque assim o Zebrão, que subscreve o projeto do novo feriado não precisa se constranger votando contra matéria que tem sua assinatura e nem precisa se justificar perante a ACIM por um eventual voto de rejeição ao veto.
Até parece que a viagem do Mário foi combinada, para salvar a pele do Zebrão, titular absoluto do Amém F.C.

16 de março de 2009

Não nos falta mais nada, Paulo

"Reajuste salarial dos cargos de confiança (contratados sem concurso), farra dos CC's na câmara de vereadores, é empresários pressionando veto de feriado , o trânsito violento que mata tanta gente, ciclovia que mais parece pista de caminhada, tanta grana gasta em publicidade e a indicação de diretor de posto de saúde que nunca trabalhou na área das saúde.
O que nos falta? ".

. Do blog do servidor público Paulo Vidigal

Tudo ou nada


“Ou o PT aceita o pacote inteiro, com o Orlando Pessuti para governador e aliança também nas proporcionais, ou não tem conversa”. Foi o que disse o governador Roberto Requião ao seu Secretário do Planejamento Ênio Verri. Requião está irritado com o namoro que o PT vem mantendo com Osmar Dias.
Considerando que, apesar de ser o novo comandante do Partido dos Trabalhadores no Estado Verri nada poderá fazer para mudar o que Lula e Dilma costuraram lá por Brasília, a carraspana passada pelo governador pode significar a volta do deputado maringaense para a Assembléia Legislativa.
A fala de Requião contém outro recado aos quinta coluna do PMDB: o partido vai mesmo de candidatura própria, e com o Pessutão.

Em nome da dobradinha

O ex-prefeito de Sarandi, Cido Spada, fará dobradinha com André Vargas ano que vem. André vai para a reeleição e Cido pra estadual. Já se preparando para a missão eleitoral, Cido deve assumir cargo no Ministério do Planejamento por esses dias. Mas claro, se o chefe Paulo Bernardo não for o vice de Osmar e se decidir por voltar à Câmara Federal, será com ele a dobradinha. E além de Cido, o atual Ministro do Planejamento dobrará também com seu fiel escudeiro Ênio Verri. Na hipótese de termos confirmada a aliança PT-PDT de Osmar Dias, Ricardo Barros será o nome do grupo para o Senado, significando dizer que Ênio, Cido e companhia, deverão estar com RB no mesmo palanque, como já estão hoje em Londrina.
Como ensinava a sábia escola mineira, de Tancreto, José Maria Alkimin e Magalhães Pinto, em política é possível ver até boi voar. Com perdão do trocadilho infame,na a Argentina de Peron , era fácil ver "boi nos ares".

O chão vai tremer em 1o. de abril


Por que será que convocaram o delegado Protógenes para depor na CPI dos grampos justamente no dia da mentira? Se houve alguma segunda intenção nisso, vão cair do cavalo, porque o comandante da operação Satiagraha promete despejar um monte de verdades (e com provas) sobre a corrupção no Brasil. Vai, por exemplo, revelar os "interesses escusos" por trás das terras de Daniel Dantas.
A CPI das escutas clandestinas estará no centro das atenções nacionais e mesmo a contragosto, a grande mídia terá que se comportar com um mínimo de bom senso e profissionalismo na ocasião.
E se o delegado realmente tiver na mangas as cartas que diz ter, o chão do Planalto Central vai tremer no próximo primeiro de abril.
Uma das tentativas de desqualificar o delegado é dizer que ele será candidato a deputado federal pelo PSOL em 2010. A TV Globo já andou insinuando isso e até teria perguntado ao próprio Protógenes, que negou.
Protógenes vai reafirmar na CPI, entre outras coisas, que:
1 - As escutas telefônicas que fez foram todas autorizadas pela Justiça;
2 - A colaboração da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) à investigação foi feita dentro do marco do SISBIN, o Sistema Brasileiro de Inteligência, que prevê a atuação conjunta de autoridades federais no combate ao crime organizado;
3 - Livre do sigilo do inquérito, relatará aos deputados tudo o que descobriu durante a operação Satiagraha.
Enquanto o delegado Protógenes estiver lá dentro do Congresso jogando merda no ventilador de muito figurão, do lado de fora haverá manifestações de repúdio à corrupção e à impunidade, por vários movimentos sociais.

Passagem sim, mas de nível?!

Até hoje nunca entendi porque o cruzamento de alguma rua ou avenida com a linha férrea chama passagem de nível. Hoje cedo, subindo a av. 19 de Dezembro entendi porque. O trem passou quilométrico, se arrastando e fazendo as pessoas perderem a hora e a paciência. Fiquei no meio do congestionamento por uns 15 minutos. Desci pra observar a reação das pessoas. Há tempo eu não ouvia tanto palavrão e tanta mãe sendo homenageada.
Só então entendi o verdadeiro significado da "passagem de nível".
Em tempo: pude até descer para ler pela enésima vez aquela placa do governo federal que fica à esquerda de quem sobe. Está lá pra quem quiser ver:"Início da obra: outubro de 2004. Término: janeiro de 2008".
Já escrevi sobre isso várias vezes , mas nunca é demais lembrar que o prazo para término de todo o rebaixamento da linha entre a av. Tuiuty e a rua Arlindo Planas era de 40 meses. Tudo, incluindo sete viadutos, deveria estar pronto há mais de um ano. Até agora só foi feito o viaduto da Tuiuty.
Há uma pergunta recorrente: quanto vai custar o atraso? A Acim, que foi rápida e eficiente ao calcular os prejuízos com o feriado da consciência negra, bem que podia calcular quanto Maringá já perdeu com o atraso das obras do Novo Centro. E quem sabe a SER e o Observatório Social não procurariam se informar sobre os motivos do atraso?

Clonar Bravin ?

"O vereador Bravin está revoltado com a possível “clonagem” de projetos na Câmara. Disse que só dele já teriam sido “clonados” uns oito projetos. A “sacanagem” é tanto, segundo ele, que até nos pontos e vírgulas os textos coincidem. Iguaizinhos. Prometeu que se até terça-feira ninguém fizer nada para barrar, ele irá abrir a boca na Tribuna".

. Do blog do Lauro Barbosa

Ps: diz-me quem clonas e eu te direi quem és

15 de março de 2009

A força das novas mídias

"Um estudo amplo sobre os dados do Instituto Verificador de Circulação (IVC) - que audita a tiragem de jornais e revistas - e do IBOPE - para TV e rádio - comprova que a última década foi de mudanças estruturais.

Essas modificações reduziram sensivelmente o papel e a influência da chamada grande mídia - categoria onde entram a Rede Globo, os jornais Folha, Estado, O Globo, Jornal do Brasil e Correio Braziliense. E um sensível aumento de competidores, da imprensa do interior e dos jornais populares. Leia mais »
. Do blog do Luis Nassif

A pesquisa não é clara neste sentido,mas a blogosfera está inserida no contexto da operação "Comendo o angu pelas beradas".

Rir é o melhor remédio

"A respeito da cobrança da taxa do lixo na conta de água da Sanepar, o MP lembra que, o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor estabelece que seria vedado ao fornecedor condicionar o fornecimento de um produto ou serviço ao fornecimento de outro. E afirma que o mesmo artigo prevê como prática abusiva executar serviços sem a prévia elaboração de orçamento e autorização expressa do consumidor. Portanto, seria ilegal".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Pois é, mas o "prefeito-cidadão" acha que ilegal é a criação do feriado municipal da consciência negra. Normal né? Afinal, esta é ou não é cidade da piada pronta?

Porque Protógenes é amalucado?

Quem chama o comandante da Operação Satiagraha desse jeito é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. No blog Conversa Afiada, Paulo Henrique Amorim esclarece alguns porquês:
"O Farol de Alexandria chama o ínclito delegado Protógenes Queiroz de ‘amalucado’ por um motivo muito simples.
O ínclito delegado Protógenes Queiroz só não pediu a prisão do Presidente Fernando Henrique Cardoso, porque o Banco Central se recusou a enviar os dados de que precisava numa investigação de atos do Ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso.

O Ministro participou de uma falcatrua de conversão de papéis da dívida externa, em que o beneficiário foi o Banco PNB-Paribas.

Interessante, não amigo navegante: por que será “BNP-Paribas” ?

Isso tem …O delegado Protógenes conhece muito bem essa história e pode recontá-la, por exemplo, no depoimento que der, primeiro de abril, na CPI do Marcelo Lunus Itagiba.

Outro tópico interessante desse depoimento poderia ser o ‘amalucado’ explicar como localizou a conta do Instituto FHC no banco Opportunity, de Daniel Dantas.

É, esse Protógenes é um maluco !"

PS: Aí pode estar também a explicação para o comportamento da grande mídia, como o jornal O Globo, por exemplo, que em matéria reproduzida no blog do Azenha (link ao lado) detona o delegado Protógenes por causa de métodos que o matutino julgou ilegais, no processo de investigação do banqueiro Dainel Dantas. Se continuar assim, Dantas, que estaria por trás de muitos escândalos (que o liga a figuras de proa da república) acabará canonizado, enquanto quem o investigou e quem o colocou na cadeia (juiz De Santis) arderá no fogo do inferno.
Que país e este minha gente?

13 de março de 2009

O desdém


"Barbosa Neto desdenhou - ou está com dor-de-cotovelo? - do apoio manifestado ontem pelo governador Roberto Requião ao tucano Luiz Carlos Hauly.
Segundo a assessoria de imprensa de Barbosa, o candidato comentou: "o governador tem o histórico de apoiar sempre o candidato derrotado em Londrina, quem ele apoiou perdeu”.
Além de mal-educado - já que não se desdenha de apoios manifestados a adversários - Barbosa deveria pôr a barba (que não possui) de molho: todos - todos - os que aparecem ao seu lado na fatídica foto de sábado têm um histórico lúgubre.

Da esquerda para a direita:

Ricardo Barros - apoiou Belinati e perdeu.
Paulo Bernardo - apoiou André Vargas e perdeu.
Osmar Dias - apoiou Barbosa e perdeu.
Ratinho Junior - apoiou Barbosa e perdeu.
Cida Borguetti - fez o que o marido mandou (apoiar o Belinati) e...

---
Adendo postado em 12 março: o comentário grosseiro do candidato revela despreparo para o cargo, pois o mínimo que se pode esperar de quem pleiteia a prefeitura é respeito ao governador, mesmo que sejam adversários políticos".
. Do blog do Pedrialli

PS: Nada mais natural. Afinal, Barbosa Neto está sendo orientado por gente altamente qualificada em matéria de arrogância. Se o eleitor de Londrina tiver juízo, evita o desastre que Maringá não conseguiu.
Aliás, reproduzo aqui um trechinho da crônica do Paulo Briguet no Jornal de Londrina, com recomendação para a leitura nos blogs do Pedrialli e Paçoca com Cebola (links ao lado)

"Andei pensando, matutando, comparando – e achei a saída para Londrina. Não, candidatos a roteiristas do Zorra Total: não é o aeroporto nem a rodoviária. A saída para Londrina é Maringá.
Todos os nossos problemas acabariam se Londrina simplesmente virasse Maringá. Isso mesmo que você leu: Londrina seria incorporada ao território da cidade-irmã.
Esqueça o terceiro turno. Para que gastar tempo e dinheiro? Vamos dispensar intermediários. O negócio é Londrina se tornar, a partir de hoje, um distrito (ou subdistrito) da Cidade Canção.
Os políticos de Maringá se preocupam com a gente! Dão apoio, conselho, opinião, palanque, equipe de TV, programa de governo..."

Morte anunciada

Um metro a mais de calçada em cada lado da avenida. No lugar da espinha de peixe, canaleta de ônibus. Valor da obra predatória: R$ 25 milhões. A revitalização preconizada pela administração municipal para a Avenida Brasil pode significar a morte do comércio de rua. Os shoppings (Aspen e Avenida Center) esperam nadar de braçada.

Feriado de Zumbi ficou pra terça

Ficou pra terça-feira a votação do veto do prefeito Silvio Barros II ao feriado da consciência negra. A base aliada, claro, vai aceitar o veto, já determinado pela Acim,o nosso segundo poder municipal. O vereador Humberto Henrique, autor da proposta, já provou por A mais B que o argumento da insconstitucionalidade é rizível, principalmente porque o prefeito pode decretar até 4 feriados municipais por ano e Maringá não preencheu esta cota.
Mais uma vez a administração municipal se respalda em argumentos econômicos para justificar o seu desprezo pela história e pela cultura. Vale a lembrança de que o 20 de novembro é feriado em vários municípios brasileiros, inclusive São Paulo, o maior centro financeiro do país.
O feriado de homenagem a Zombi dos Palmares, como símbolo maior da resistência à escravidão no Brasil, é lei em nada menos que 350 cidades, a maioria delas nos estados de Mato Grosso e São Paulo.
Outra capital que também homenageia Zumbi é Florianópolis, onde certamente o respeito à história não vê como prejuízo financeiro o fato do comércio fechar em 20 de novembro.
Que tal atentarmos para o detalhe de que o feriado não significa prejuízo para o comércio, visto que o consumidor não deixa de comprar, mas apenas adia a data da compra?

12 de março de 2009

Respeito é bom e a História gosta


Discutir o prédio da rodoviaria velha pelo viés econômico apenas, é jogar o jogo dos exterminadores do passado de Maringá. A justiça deve decidir dia 25 próximo se assegura os direitos dos condôminos ou se acata os argumentos do prefeito, liberando-o para o seu exercício de megalomania. A questão da rodoviária velha tem que ser analisada a partir do valor histórico e cultural da estação e não pelo valor venal do imóvel, vítima de uma interdição mandrake há dois anos.
Estranha o comportamento da mídia tradicional, que em nenhum momento destaca o valor histórico e arquitetônico daquela edificação. Caminha na contramão da modernidade, porque a modernidade hoje está mais na preservação de valores éticos e culturais do que na alimentação de surtos, às vezes psicóticos, de megalomania.
A matéria que saiu hoje no jornal eletrônico Hnews (leia-se HOJE MARINGÁ)é uma afronta ao bom jornalismo, na medida em que destaca apenas um lado, o lado do gestor que não pretende deixar pedra sobre pedra.
Diz o jornal:"A antiga rodoviária de Maringá, inaugurada em 1962, está deteriorada. É visível as rachaduras em várias paredes e no piso do pavimento superior. Há evidente risco de desabamento. O forro também está bastante danificado; parte inclusive já caiu".
Fica claro por aí, como claro ficou na matéria do Edson Lima na TV Maringá, que há um empenho dos veículos de comuncação em colocar a demolição como irreversível. Não há uma só vírgula a respeito do valor que o prédio tem para a memória da cidade. Quem se der ao trabalho de procurar pelo Google informações sobre o tratamento que pelo Brasil a fora é dado aos prédios antigos, verá por exemplo, que na região amazônica há um esforço muito grande de preservar as edificações que lembrem o ciclo da borracha; na Bahia, não se admite demolir prédios que simbolizam o auge do cacau, como o Bar Vezúvio e o Bataclan, em Ilhéus. E por que nós temos que apagar da nossa história o que restou do época de ouro do café? Já não basta que o então prefeito Ricardo Barros demoliu a estação ferroviária, que em Londrina foi inteiramente restaurada? O que nos sobrou dos anos 50 e 60, a não ser o Bandeirantes Hotel (graças ao tombamento encaminhado pelo prefeito Said Ferreira)e o prédio da Companhia Melhoramentos, envolvido num escandaloso processo de tomba-destomba?
Maringá é uma cidade jovem, não dispõe de um grande acervo arquitetônico como tem a própria Curitiba, que preservou até os paralelepípedos do Lago da Ordem, mas tem algumas referências que merecem respeito. A rodoviária velha deve sim ser restaurada e deixada lá como um símbolo do boom da cafeicultura, quando alí desembarcaram sonhos no fim dos 50 e início dos 60 e embarcaram frustrações nos 70.
Já escrevi aqui algumas vezes sobre a beleza daquele prédio de traços arquitetônicos arrojados para a época. Principalmente o seu interior, este incrível vão livre com o mezanino lá no fundo (foto). Não é possível que ignorem tudo isso, que queiram passar uma borracha sobre um pedaço tão importante da nossa história, em nome da especulação imobiliária e de interesses escusos , escamoteados por um falso conceito de modernidade.
Os setores organizados da sociedade que prezam pelo patrimônio histórico de Maringá ainda têm um tempinho para se organizar e dar um abraço na rodoviária. Antes que as dinamites de Silvio Barros II estourem alguns tímpanos e as pistolas elétricas do Paulo Mantovani estejam prontas para sapecar manifestantes retardatários.

11 de março de 2009

Em defesa do MST


O jornalista Jorge Bourdokan, um dos maiores especialistas na causa palestina, anda revoltado com o tratamento que a grande imprensa brasileira tem dado ao MST, cuja luta pela sobrevivência ele compara à dos palestinos:

"Atentem para esta manchete da Folha de S.Paulo de ontem:
“Sem-terra invadem ministério e usinas”
Agora para esta da BBC Brasil: Policial é morto(...)na Irlanda do Norte
“O incidente acontece apenas dois dias após um outro ataque ter matado dois soldados britânicos e ferido outras quatro pessoas no quartel"(...)
Repararam na pilantragem? Na FSP, os sem-terra invadem.
Na BBC o ataque é denominado de incidente.
De acordo com a FSP, quando brasileiros ocupam terras brasileiras eles são invasores, mas quando os Estados Unidos e Israel invadem o Iraque, Afeganistão e a Palestina, eles realizam incursão.

Alguém ainda acredita em liberdade de imprensa? Não tenham dúvidas, vivemos hoje sob o tacão da emprensa, onde a liberdade se resume na vontade e nos interesses do empresário, dono do veículo de comunicação.
Alguém duvida? ".

Aliança quase consolidada

“Queremos Osmar Dias candidato do PT em 2010”. Foi o que disse o ministro Paulo Bernardo hoje cedo na Rádio CBN. E disse mais:"Se o Osmar não for candidato eu serei, e com o apoio dele".

PS: ao ouvir isso pensei: como será que petistas da base vão encarar esta aliança e, no caso específico de Maringá, como imaginar a militancia nas ruas, pedindo voto para o senador Osmar Dias e também para o aliado Ricardo Barros?

Em pé de guerra



A briga entre a Record e a Globo vai além do ibope. A Rede Globo monopoliza também entrevistados famosos, ainda que não seja seus contratados. A briga se acirrou agora com o boicote que Ronaldo fenômeno fez aos telejornais da Rede Record de Televisão. Sempre convidado, ele nunca apareceu por lá, alegando falta de tempo. Mas quando a Globo chama, é pai-bola. Ontem, Ronaldo apareceu na Globo News, depois de esnobar o Fala Brasil. O leite azedou de vez.

Excomunhão à luz da literatura de cordel

O blog "Em dia com a cidadania" acaba de abrir fogo contra a excomunhão dos médicos que fizeram o aborto e da família da menina de 9 anos, engravidada pelo padrasto. Começa com um cordel:

O CORDEL DO PAPA E DO ESTUPRADOR
(Miguezim da Princesa)
I
Peço à musa do improviso
Que me dê inspiração,
Ciência e sabedoria,
Inteligência e razão,
Peço que Deus que me proteja
Para falar de uma igreja
Que comete aberração.

II
Pelas fogueiras que arderam
No tempo da Inquisição,
Pelas mulheres queimadas
Sem apelo ou compaixão,
Pensava que o Vaticano
Tinha mudado de plano,
Abolido a excomunhão.

III
Mas o bispo Dom José,
Um homem conservador,
Tratou com impiedade
A vítima de um estuprador,
Massacrada e abusada,
Sofrida e violentada,
Sem futuro e sem amor.

IV
Depois que houve o estupro,
A menina engravidou.
Ela só tem nove anos,
A Justiça autorizou
Que a criança abortasse
Antes que a vida brotasse
Um fruto do desamor.

V
O aborto, já previsto
Na nossa legislação,
Teve o apoio declarado
Do ministro Temporão,
Que é médico bom e zeloso,
E mostrou ser corajoso
Ao enfrentar a questão.

VI
Além de excomungar
O ministro Temporão,
Dom José excomungou
Da menina, sem razão,
A mãe, a vó e a tia
E se brincar puniria
Até a quarta geração.

VII
É esquisito que a igreja,
Que tanto prega o perdão,
Resolva excomungar médicos
Que cumpriram sua missão
E num beco sem saída
Livraram uma pobre vida
Do fel da desilusão.

VIII
Mas o mundo está virado
E cheio de desatinos:
Missa virou presepada,
Tem dança até do pepino,
Padre que usa bermuda,
Deixando mulher buchuda
E bolindo com os meninos.

IX
Milhões morrendo de Aids:
É grande a devastação,
Mas a igreja acha bom
Furunfar sem proteção
E o padre prega na missa
Que camisinha na lingüiça
É uma coisa do Cão.

X
E esta quem me contou
Foi Lima do Camarão:
Dom José excomungou
A equipe de plantão,
A família da menina
E o ministro Temporão,
Mas para o estuprador,
Que por certo perdoou,
O arcebispo reservou
A vaga de sacristão.

(*) Poeta popular, Miguezim de Princesa,
é paraibano radicado em Brasília.

Quanto vale este feriado?

Está na manchete do O Diário dde hoje :"Novo feriado municipal custará RS 27 milhões". Com base neste número , a Acim já decidiu que o prefeito Silvio Barros II deve vetar a lei.
Meu Deus, como esse pessoal age rápido! Será que a maquininha de calcular do simpático e falante Adilson já foi acionada para calcular os prejuízos causados pelo festival de CCs na Câmara e na Prefeitura? Pelos superfaturamentos já denunciados em ações do Ministério Público? Pelo exagerado gasto com propaganda, direcionada principalmente para o culto à personalidade?
A que cifras chegaríamos se tudo isso fosse colocado na ponta do lápis? Ou no visor da calculadora da Acim?
Mas a questão não se resume à relação custo-benefício, tão do agrado do setor empresarial. O feriado de Zumbi dos Palmares tem uma simbologia importante, um valor cultural que não pode ser medido em R$.