30 de junho de 2008

Pra desanuviar


"Ano passado o reli, agora sinestésicamente, igual criança que come um manjar branco com calda de ameixa-preta; devagarzinho, com medo de acabar o prazer da gula. Fui garfando aos pouquinhos, lambendo suas palavras, estudando-as, anotando, pesquisando, separando frases, idéias, recolhendo mistérios, enfim, ruminei tudo. Sensação maravilhosa! Aliás, sem imaginar depois vi que fiz bem, pois, como diz GUIMARÃES ROSA: “Minha literatura é para bois, não é para ser engolida de vez.”.
. Do advogado A Balestra, comentando Grande Sertão:Veredas a propósito dos 100 anos de Guimarães Rosa.

Meu comentário: confesso que fiquei com inveja do Dr. Balestra e tentado a reler a obra que, a exemplo dele e da maioria da nossa geração, devorou este grande clássico da literatura brasileira ainda na mocidade. Vale a pena ler o que ele (link ao lado) escreveu sobre Guimarães Rosa e Grande Sertão. Tal qual o livro, o texto do amigo blogueiro merece ser saboreado, como se saboreia o manjar branco.

Esquerda sem acordo

O que se convencionou chamar em Maringá de espólio da "esquerda velha de guerra" não estará unido nesta eleição. PSOL e PSTU vão com candidaturas próprias. Claudemir Romancini (PSOL) e Ana Pagamunici (PSTU), não chegaram a um acordo quanto à cabeça de chapa e os dois serão candidatos a prefeito. São duas lideranças do funcionalismo público municipal, que ao que tudo indica, vão tirar algumas horas de sono do prefeito SBII.

Indefinição até a hora H

"O ex-secretário de Serviços Públicos da gestão Silvio II, Sidnei Telles, deve ser confirmado hoje como vice de dr. Batista, representando o PPS.
No encontro de sábado retrasado ele havia colocado que, para ser candidato, precisava ver resolvida uma situação financeira. Será que fizeram vaquinha?".

. Do blog do Angelo Rigon

Meu comentário: essa questão ainda não está resolvida, porque o Valter Guerlles (também ex-secretário de Silvio Barros II) continua na parada. Há quem diga que Guerlles prefere sair vereador, porque teria eleição garantida. Mas há quem afirme também que ele não quer mais, cansou da Câmara. Se for para vice de Batista, garantiria uma secretaria de Silvio em caso de derrota e eventual reeleição do atual prefeito. Se não ocorrer nenhuma coisa e nem outra, poderia ser acomodado pelo deputado Ricardo Barros em algum lugar do futuro.
Quanto a Telles, se ele não for vice, candidato a vereador também não será. E sabem por que? Porque se o vice de Dr. Batista for Guerlles e Teles decidir disputar uma vaga na Câmara, o acordo do PPS com o PMN se rompe. Isso pela simples razão de que os dois partidos se coligaram na proporcional, e Sidney Teles seria o eleito da coligação , tirando as chances dos candidatos do PMN, principalmente Banzé e Dr.Sabóia. A situação , que será resolvida ainda hoje, é bem complicada. O PPS faz sua convenção à noite na sede do Crea, mas quando isto ocorrer o PR de Guerlles já terá se definido.
Só uma coriosidade: PPS, de Telles; PR, de Guerlles e PP, de Silvio, deixaram para realizar suas convenções hoje, último dia. Por que será?

Singular e plural, apenas uma questão semântica?



Depois do desastroso advento do cancro cítrico, o Noroeste do Paraná venceu a queda de braço com São Paulo e se impôs no mercado, fazendo de Paranavaí a nossa capital da laranja. Mas Maringá está querendo entrar com tudo nesta seara. Quanto às variedades, ainda a escolhjer entre: lima, baía, pêra, barão, seleta e laranja-da-terra. Um amigo agrônomo acha que é importante investigar com visão semântica , qual delas se adapta melhor à singularidade do barro ou à pluralidade dos Barros.

Falso amor...

Falso Amor Sincero

Composição: Nelson Sargento

Eu não sabia quem era o autor do samba, mas o Jair Jacovós não só dá esta informação como me passa a letra completa e o nome da intérprete. Obrigado, Jair.
"O nosso amor é tão bonito
Ela finge que me ama
E eu finjo que acredito

O nosso falso amor é tão sincero
Isso me faz bem feliz
Ela faz tudo que eu quero
Eu faço tudo o que ela diz

Aqueles que se amam de verdade
Invejam a nossa felicidade"

Messias, taí a letra, foi gravada pela Claudinha Telles, entre outros.

29 de junho de 2008

Batista coça o coldre

Dr. Bastiata vai mesmo ser candidato a prefeito e segundo o Rigon, "ele disse em seu discurso que irá 'calar a boca de quem anda espalhando por aí que estou concorrendo como candidado laranja'. Dr. Batista poderia ter dito o nome do "quem", pois é o deputado federal Ricardo Barros (PP), com quem fez dobradinha nas últimas eleições, que é a pessoa que tem falado que bancará a campanha do PMN".

Mau comentário: Será que o Dr. Batista irá mesmo mandar o deputado RB calar a boca? Espero , sinceramente, que ele tenha ido pra disputa sem qualquer vinculação com o clã. Mas as evidências são muito fortes , senão pela falação do deputado RB, que mesmo em Curitiba dizia abertamente ser Dr. Batista o seu plano B, mas pela própria presença de Sidnei Teles na sua vice. E mais: quem é da área de comunicação e navega pelos bastidores da política local sabe que profissionais estarão por trás da produção do programa do Dr. Batista. O médico-deputado-palestrante vai ter muita dificuldade para provar ao eleitorado, que ele não entrou na disputa depois de meditar à sombra de um pé de mixirica.

Falso amor sincero

Até pouco antes do almoço ainda não havia definição sobre a candidatura Batista, em convenção ocorrida no escritório do presidente do PMN, Willy Taguchi. Dr. Batista anda meio irritado porque estão querendo caracterizá-lo como laranja, caso ele seja mesmo candidato. A propósito do mestre dos fantoches a que o Rigon aludiu em seu blog, estou tentando descobrir quem é o autor de um samba muito interessante para alguns aliados do deputado RB ouvirem nesta hora. O refrão é mais ou menos sim:"O nosso amor é tão bonito/ Ele finge que me ama!E eu finjo que acredito..."

27 de junho de 2008

P de Pac

"A Operação João de Barro, deflagrada pela Polícia Federal há uma semana para desarticular um grupo de empresários e servidores públicos que desviava verbas dos programas de habitação popular e saneamento do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), tem indícios fortes de que o Ministério das Cidades era um dos ninhos do esquema de corrupção".
. Do jornal Estadão

Só lembrando que o Ministro das Cidades é Márcio Fortes (PP) , o homem que num final de tarde qualquer chamou um cerrto deputado ao seu gabinete e deu a seguinte notícia:"Temos aqui R$ 20 milhões do PAC para desfavelamento". O resto da história Maringá e os moradores do Santa Felicidade já conhecem.

Laranja Madura...


Com a proximidade das eleições e tendo em vista as costuras que rolam nos bastidores da política maringaense, resolvi brindar os leitores do blog com a poesia de Ataulfo Alves.
"Voce diz que me da casa e comida
Boa vida e dinheiro prá gastar
O que é que há, minha gente o que é que há
Tanta bondade que me faz desconfiar
LARANJA MADURA na beira da estrada
Tá bichada Zé ou tem marimbondo no pé

Santo que vê muita esmola na sua sacola
Desconfia e não faz milagres não
Gosto de Maria Rosa mas quem me dá prosa é Rosa Maria
Vejam só que confusão

LARANJA MADURA na beira da estrada
Tá bichada Zé ou tem marimbondo no pé ".

Coligação queijo

" Ratinho vai de Gleisi à Prefeitura de Curitiba.
PSC indicou o ex-vereador Borges dos Reis para ser vice da petista".
. Do Hora H News

SER ou não ser, eis a questão!

"Vereador - quanto custa?". A Sociedade Eticamente Responsável, acompanha de perto a atuação da Câmara. Marca os vereadores sob pressão, o que é ótimo. Mas seria de bom alvitre a SER trabalhar também em cima das eleições deste ano, principalmente do abuso do poder econômico e das agressões constantes à legislação eleitoral. Será que esse pessoal anda assistindo alguns programas, ditos independentes, de TV?

Rasgação de seda

"Como é interessante a política… Silvio Barros e Enio Verri trocaram elogios entre si ontem a noite durante o lançamento do Centro Tecnológico de Maringá. Saber que daqui a pouco o tempo vai fechar entre os dois… Será que Freud explica?".
. Do blog do Lauro Barbosa

Ô Lauro, nem é preciso que a gente recorra ao pai da psicanálise. Você mesmo, meu amigo, pode encontrar uma explicação plausível para a resgação de seda.

26 de junho de 2008

Dia do desconforto

Será domingo, 29, data em que o SISMMAR fará sangrar uma ferida que judiou dos servidores municipais de Maringá há um ano e que na atual circunstância, queima feito espada de São João na pele do prefeito Silvio Barros II. Veja esta notícia que está no blog do sindicato:

"SISMMAR RELEMBRA A VIOLÊNCIA CONTRA OS TRABALHADORES - O dia 29 de junho ficou marcado na história de Maringá. Em 2006, durante a greve dos servidores, o prefeito decidiu retirar do paço municipal, com uso da polícia, servidores que estavam em greve, pacificamente aguardando negociação.
Ultrajados, caluniados, humilhados e violentados, 44 trabalhadores foram presos, sendo dois deles o advogado e o assessor do sindicato – todos vítimas da violência policial, injustiça e da truculência dos governos. Mas, felizmente, a luta permanente da categoria e a capacidade de não se curvar aos demandos, fez com que os governantes não fossem mais poderosos que a classe trabalhadora organizada".

O SISMMAR chama para a manifestação programada para domingo no início da noite no auditório da Biblioteca Municipal, quando o advogado Avanilson Alves, um dos 44 presos e humilhados, fará uma palestra sobre a criminalização dos movimentos sociais.

Existem fatos na vida de um político que ficam marcados para sempre. Lembro tres ocorridos em nosso estado, bem significativos para os maringaenses: a cavalaria que o governador Álvaro Dias soltou pra cima dos professores no Centro Cívico em Curitiba; a chuva de moedas nos vereadores que se recusaram a pelo menos apreciar em sessão pública um processo de cassação contra o prefeito Ricardo Barros e a fuga do mesmo Ricardo por uma janela dos fundos do gabinete. Ele corria dos servidores, revoltados com o atraso de seus salários, 13o, incluído. Se enfureceram quando descobriram que o prefeito deixou de pagar a folha para honrar compromissos com empreiteiros.

Entrega da ciclovia de ouro

O prefeito SBII, em ritimo alucinado de campanha eleitoral, inaugura domingo com grande pompa a Ciclovia da Mandacaru. Sim é a própria, a ciclovia que gerou o escândalo do superfaturamento.

Chamada

"Amanhã o prefeito anuncia 16 milhões de reais para 40 obras em Maringá".
Atenção juizes eleitorais e promotores: não percam o horário eleitoral das 7,30 no canal 6.

Esperemos sentados...


O deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) continua defendendo, de maneira enfática, o financiamento público de campanha. Diz ele que é o único meio de se evitar a corrupção eleitoral. Candidato a prefeito da capital paulista, Valente já prevê o massacre das candidaturass endinheiradas pra cima das que têm recursos parcos, como a sua.
O pior de tudo, é que haverá muito dinheiro público irrigando a disputa desigual. Será dinheiro de empreiteiras e fornecedores de prefeituras, que certamente jogarão todas as suas fichas nos candidatos interessantes para seus negócios. Ivan Valente faz uma provocação:"É hora de os candidatos darem um exemplo público agora, até para transformar a eleição em algo mais democrático e que o poder econômico não tenha o peso que tem, tem que ser mais igualitário, mais democrático".
O discurso do parlamentar encanta, mas infelizmente, vamos ter que nos acomodar e esperar sentados, porque de pé realmente cansa.

Um grande passo


Foi criado ontem à noite na Câmara Municipal de Maringá o Comitê de Apoio à Reforma Agrária no Noroeste do Estado. O público presente não foi tão grande, mas sem dúvida , era de qualidade. Alguns membros do MST fizeram relatos de violência policial e de milícias em alguns assentamentos. É consenso nos setores que defendem os movimentos sociais, de que o processo de criminalização do MST inclui até atos de delinquência por pessoas que se aproximam dos acampamentos para "aprontar" e jogar a culpa nos trabalhadores. Estive presente e acabei usando da palavra. Coloquei no debate o tema da criminalização do MST pela mídia, o que aliás fica cada vez mais claro. Acho, e defendi isso, que a sociedade deve reagir contra isso e que o próprio MST deve partir para uma política de aproximação com as comunidades urbanas, conquistando corações e mentes e tirando de si a carga de preconceito que é oxigenada pelas grandes redces de TV no dia-a-dia.
Gostei muito da carta de apoio de Dom Anuar Batisti, lida pelo padre João Caruana (foto).
Acho, sinceramente, que este comitê, que está sendo formado em todo o país, é um passo importante para o avanço da reforma agrária, que interessa ao país mas desagrada a elite, sempre preocupada com o próprio umbigo.

RB x Promotores

A Operação João de Barro , que chegou até a Câmara Federal, está deixando o deputado Ricardo Barros enfurecido. Até que ele tem razão no que diz respeito a ação dos policiais no parlamento. Isso realmente está em desacordo com a democracia , com a autonomia do Poder Legislativo. Mas ele não se limitou a criticar a interveniência, partiu pra cima também do Judiciário e do Ministério Público. Veja o que ele disse na tribuna ,conforme release da Agência Câmara:
" Segundo o deputado Ricardo Barros (PP-PR), não foram poucas vezes em que a Polícia Federal agiu com truculência contra o Legislativo. Ele lembrou que integrantes do Judiciário e do Ministério Público já foram investigados e presos pela PF, mas disse não se recordar de invasões a sedes da Justiça ou do MP. "Os integrantes desses poderes são investigados e punidos, mas sem apreensão de equipamentos e sem a presença de policiais nos fóruns", observou".

PS: Vale a lembrança de que o deputado e seu irmão prefeito têm urticária quando falam em Promotor de Justiça.

Na veia!

Gostaria de ter ido mas não fui à reunião de ontem à noite na sede da OAB para tratar do comitê de combate a corrupção. Vejo agora no blog do Rigon que o presidente do PMDB Umberto (assim mesmo sem H) Crispim de Araújo deixou meio mundo de saia justa. Criticou duramente a pasmaceira existente na cidade em relação aos abusos que vêm sendo cometidos pela administração municipal. Na presença de advogados, representantes de partidos, da igreja, do Ministério Público e da Justiça Eleitoral, deu o seu recado, bem ao estilo tonitroante de um legítimo "terra seca". Rigon escreve:"Ele disse, por exemplo, que há em Maringá um nítido abuso do poder econômico e da máquina pública por causa do período eleitoral. Basta ver que as obras do PAC (avalizadas pela OAB, inclusive, sem conhecimento do projeto) estão iniciando junto com a campanha eleitoral, sem contar o Parque do Japão, o investimento público nele e toda a badalação que isso ocasiona. Obras inconclusas estão sendo inauguradas, há um volume de gastos impressionantes com propaganda e, até agora, quem se levantou, quem reclamou? Crispim citou o caso dos programas de televisão: a gente já não sabe quem é o titular, se é o apresentador ou o prefeito. O que foi feito até agora para evitar isso?
As pessoas têm que entender que corrupção eleitoral não é só dar dentadura e cesta básica. Gastar mais de R$ 500 mil por mês com propaganda também".

Grande Crispim!

25 de junho de 2008

Manaus-Maringá


"Esta foto mostra a expulsão de famílias de um terreno em Manaus em março deste ano. Cap-tirei-a do Fabio Campana, faz um tempo. Interessante: as duas cidades começam com MÁ. Haverá coincidência?".
. Do blog da professora (UEM) Marta Bellini

Cadê o contraponto?

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu enquadrar o ministro das Cidades, Márcio Fortes, e a presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Ramos Coelho. Proibiu-os de discutir em público sobre qual órgão tem de responder pelos desvios de verbas descobertos na Operação João de Barro da Polícia Federal, realizada na sexta-feira passada. Lula teme que o caso contamine a imagem do PAC. Age para impedir tal dano. Primeiro, porque o programa é fundamental na estratégia política e eleitoral do governo. Segundo, porque tem um carinho especial pelo PAC e acredita que o programa vai colocá-lo, na história brasileira, no mesmo patamar do ex-presidente Juscelino Kubitschek".
. do blog do Rigon

Meu comentário: Se o presidente Lula quiser mesmo preservar a imagem do PAC, tem que ampliar a Operação João de Barro. Seria de bom alvitre verificar também os meios utilizados por algumas administrações municipais para chegarem à grana do Plano de Aceleração do Crescimento. No caso de Maringá, a Polícia Federal nem precisaria ouvir a voz rouca das ruas do Santa Felicidade, bastaria dar uma rápida olhada na página do Observatório das Metrópoles ou solicitar os dados dos pesquisadores da UEM, que fazem o contraponto ao projeto de desfavelamento. A reunião da última segunda-feira na Câmara Municipal, à qual tentaram dar conotação de audiência pública, serve como indicador da desfaçatez.

Debates

"A TV Maringá (Rede Bandeirantes) já definiu as datas dos debates que fará com os candidatos a prefeito.

O primeiro está perto: será dia 24 de julho. O segundo, dia 28 de agosto e o terceiro em 8 de outubro (segundo turno)".

. Do blog do Edson Lima

O tabuleiro de Maringá

Em Maringá o objeto de cubiça chama-se Dr. Batista. Mas quem tem a mão da noiva é o Willy Taguchi. O deputado Ricardo Barros e seu irmão prefeito, jogam charme pra cima da noiva ,já seduzida e do pai da noiva, ainda resistente. Mas seria um casamento diferente. Ricardo não quer Batista como vice de Silvio, não. Quer Batista candidato para que ele atrapalhe os adversários João Ivo, Ênio Verri e Wilson Quinteiro. Para isso, prometem o céu ao médico-deputado-palestrista. Batista estaria caídinho de amor, encantado pela possibilidade de ter um bom programa de TV, bancado pelo clã. Mas no meio do caminho tem uma pedra, tem uma pedra no meio do caminho. Vai ser difícil se o Willy for mesmo a pedra 90 que se imagina.

O jogo de xadrez em Sarandi

25.06.08

Esta é a semana das articulações partidárias nos municípios. Em Sarandi, há um verdadeiro jogo de xadrez em andamento. O prefeito Cido Spada articula para viabilizar a candidatura Jacovós, achando que o ex-delegado pode atrapalhar seu rival Milton Martini. Jacovós, por sua vez, luta para ser vice de Martini, mas o grupo de Martini não quer. Tanto não quer que já fechou com o vereador Carlos de Paula (PDT), que será o vice. Jacovós se aproxima agora de Valter Volpato (PSDB), para uma composição, com o presidente da Associação Comercial na cabeça de chapa. Mas há resistência do empresariado. Conforme a evolução das peças, Jacovós pode ter dificuldade de proteger seu rei. Há quem diga que ele acabará jogando a toalha. Neste caso, o prefeito Cido Spada pode ser acometido de uma longa noite de insônia.

24 de junho de 2008

Um projeto que tramita nas sombras

"A nuvem de dúvidas sobre o PAC Santa Felicidade permanece, apesar do atrasado esforço da administração em dar ares mínimos de seriedade - já que planejamento, não houve mesmo.
No "primeiro" projeto a proposta defendia a necessidade de 850 novas unidades habitacionais para resolver o problema de moradia naquela área da cidade. No "segundo", o número caiu para 665. A se considerar que de 150 a 200 famílias precisem realmente de readequar suas moradias, há uma diferença de 465.
Em Maringá quase 25 mil pessoas estão na fila da casa própria e a prefeitura, para pegar recursos oferecidos pelo ministro do PP a um deputado do PP, teve que inventar um fura-fila. O negócio é levar vantagem em tudo. Talvez as cerca de 24 mil pessoas que permanecerão na fila não concordem com a aplicação da Lei de Gerson na administração pública".
. Do blog do Rigon

Deixando pegadas



O Inconformado (Notícias da Província) manda avisar que está em férias, devendo voltar nos próximos 15 dias. Não disse para onde ia, mas deixou pegadas. Estaria andando descalço no Caminho de Santiago de Compostela?

A propósito do Arco Sul



Sobre o projeto Arco Sul a que me referi em nota anterior ("Ironia barata e inoportuna"), esta foi a reunião do ex-coordenador da Região Metropolitana de Maringá, João Ivo Caleffi com o Secretário dos Transportes, Rogério Tizot. Daqui saiu a ordem para o DER fazer os estudos preliminares, visando a elaboração do projeto.

Moacyr pode voltar

O Tribunal de Justiça do Estado decretou nulidade da deciasão de primeira instância que negou liminar ao prefeito Moacyr de Oliveira, cassado pela Câmara Municipal. O juiz Airton Vargas da Silva, da 2ª Vara Cível de Maringá, terá que fundamentar sua decisão. A desembargadora Josély Dittrich Ribas foi quem apreciou o agravo de instrumento interposto pelo ex-prefeito, afastado do cargo em janeiro último pela Câmara Municipal de Paiçandu. Moacir prova a inconsistência das dúncias, deixando claro que a sua cassação foi política. O feitiço acabará virando contra o feiticeiro.

Lá. E cá?

A Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro mandou parar as obras eleitoreiras do PAC, que beneficiavam diretamente a candidatura do senador Marcelo Crivela. Mas por essas plagas, tá todo mundo curtindo a poesia auto-crítica do Zé Geraldo..."tudo isso acontecendo e eu aqui na praça, dando milho aos pombos".

Ironia barata e inoportuna

Vi hoje no horário eleitoral das 7,30hs do Canal 6 o prefeito Silvio Barros dizer que ainda não mandara arrumar aquela erosão que corroia a pista perto do Borba Gato porque estava esperando o governo do Estado iniciar as obras do novo traçado do Contorno Sul. Cinismo puro, pois aquela ameaça alí vem de mais de um ano e o projeto a que ele se referiu é o do Arco Sul, gestionado pela Coordenação da Região Metropolitana de Maringá para execução até 2010. Após longa negociação do ex-coordenador João Ivo Caleffi com o Secretário dos Transportes, Rogério Tizot, o DER foi autorizado a iniciar os levantamentos topográficos e a levantar os problemas de desapropriação na área do novo traçado, que liga o Conjunto Cidade Alta ao contorno de Marialva, passando por trás de Sarandi.
O próprio prefeito participou de uma reunião para discutir o assunto na Prefeitura de Sarandi, onde estiveram ele, João Ivo e o prefeito Cido Spada. Mas o problema que agora está sendo solucionado, era de urgência urgentíssima fazia muito tempo. E porque será que ele só decidiu fazer a obra agora no período eleitoral? Um doce de puba para quem souber a resposta.

Tudo muito elementar!

Da professora Ana Lúcia Rodrigues, do Observatório das Metrópoles:

"Considerando que a platéia presente à Discussão Pública se compunha, majoritariamente, de pessoas que receberam casas do PAC, “furando a fila” da casa própria em Maringá, é evidente que se comportariam e se comportarão, doravante, como cabos eleitorais do atual prefeito. Assim, não consegui fazer comentários e perguntas e, menos ainda, obter respostas satisfatórias do secretário Guatassara. Não consegui dizer que a verdade é que os terrenos públicos que foram privatizados no Loteamento Batel foram obra do atual prefeito através da Lei Complementar 565, em setembro de 2007. Destaco que condeno todas as gestões que fizeram uso deste recurso tão canalha e, mais ainda a atual, porque agora as regras para a função social do crescimento da cidade estão à disposição no Plano Diretor.
Dentre as muitas questões não respondidas te dou um exemplo: perguntei como será feita a “desapropriação” do terreno do sr. Waldemar Guiomar (do outro lado do Contorno Sul) e não obtive resposta. Eu digo como será. O Executivo enviou ao Legislativo o projeto de lei 10.876 de 24/4/2008, desafetando cerca de 20 terrenos públicos como pagamento de 50% do terreno “desapropriado”.
Já tinham me falado das ações que o poder público local tem feito em favor de Waldemar Guiomar. Não deu tempo de correr atrás. Mas, nessa área, nessa administração, nada mais surpreende. E, na câmara, as vaquinhas de presépio...]

. Do blog do Rigon

Meu comentário: O Observatório das Metrópoles tem todas essas distorções devidamente mapeadas. E pelas avaliações técnicas feitas do "PAC Desfavelamento", o projeto está mesmo respaldado num festival de informações inverídicas e, além de promover um verdadeiro apartheid social compromete o futuro da cidade, na medida em que acaba com áreas públicas, reservadas no Plano Diretor para a instalação de equipamentos comunitários. Do jeito que vai, as próximas administrações só terão como construir escolas, creches e centros esportivos em muitos loteamentos novos de Maringá, se desapropriarem terrenos e pagarem muito caro o metro quadrado. Isso é, se ainda houver terreno vazio disponível para a desapropriação. O que essa administração exterminadora do passado e do futuro está fazendo é um absurdo. E tudo isso em nome de que? Está claro e evidente que é em nome de interesses econômicos. Interesses de quem? Elementar meu caro Watson!

Prefeito de período eleitoral

"O Prefeito Silvio Barros acredita na máxima que o povo tem memória curta. Conclui-se que ele assim pensa pelas ações que têm realizado, nestes últimos mês, no chamado periodo pré-eleitora. O volume de obras, de ações e de serviços até o dia do pleio parece infindável. Tem até força tarefa na saúde para calar a boca da oposição sobre as consultas especializadas. Contudo, já tem gente dizendo que vai aproveitar o momento. Sabe como é, afirmou um cidadão sobre o assunto, eles (os políticos) usam a gente durante todo o ano e a gente usa eles durante o período eleitoral".
. Do blog de Rubem Mariano

23 de junho de 2008

Dúvida cruel

O professor Elias Brandão manifesta essa dúvida cruel , que pelo menos por enquanto, eu não saberia responder. Vejam:

"Confesso que não estou entendendo os investimentos públicos no Parque do Japão. O Parque é público ou privado? Quanto já foi gasto? Quanto ainda se gastará? Caso seja público, quem o administrará? Quem poderá participar do Parque? Quanto custará aos que lá entrarem?
Quem souber, faça os comentários, possibilitando-nos subsídios para – em caso de obra privada com investimentos de dinheiro público – entrarmos com um requerimento junto ao Ministério Público solicitando investigação e, se necessário, pedindo processo contra o gestor público com a devolução integral e corrigida do dinheiro público dos contribuintes do Município de Maringá aplicados na obra".

Com ou sem colete?

"Nem na visita do príncipe Naruhito a Maringá os flanelinhas perdoaram. Demarcaram todas áreas no meio do mato perto do Parque do Japão e arrancaram o pêlo dos motoristas cobrando R$ 5,00 popr vaga. Será que isso não é caso de cadeia? Até quando a prefeitura vai permitir isso? É crime!".

. Do blog do Lauro Barbosa

Meu comentário: Será que os flanelinhas estavam uniformizados de colete verde? Não podemos esquecer que agora eles formam uma categoria profissional, devidamente reconhecida pela administração municipal.

Cadê? Cadê?

"Algo está muito errado nesse país. A Justiça Eleitoral pune jornais por fazerem séries de entrevistas (ou seja, com todos os pré-cndidatos), como foi o caso de Marta SUplicy, em São Paulo, e agora, em Curitiba, manda apreender jornais do PT, apesar de Gleisi Hoffmann já foi oficiliazada candidata pelo partido.
Aqui em Maringá, programas de rádio e principalmente de televisão fazem propaganda aberta para o prefeito Silvio II e não se faz, absolutamente, nada.

. Do blog do Rigon

Meu comentário: fico pensando se o problema aqui é a justiça ou a falta de quem acione a justiça. E aí vem a pergunta que não quer calar: Cadê os partidos de oposição e o Ministério Público?

20 de junho de 2008

Tudo é festa

"Se algum jornalista quiser levantar os custos das festas promovidas para inaugurar obras inconclusas, nos últimos tempos, vai ter certamente um bom material para trabalhar. É capaz de, somadas, as despesas custarem o mesmo tanto que algumas obras.
Só para o show da dupla Hugo Pena & Gabriel, o Receita do Samba e o grupo de taiko da Acema, na inauguração da Vila Olímpica, saíram dos cofres públicos R$ 109 mil - R$ 2 mil a mais que o a prefeitura gasta com os balões do campeonato extemporâneo que se realiza na cidade".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: e se, somados a esses valores for incluído o gasto com propaganda, principalmente com os programas ditos independentes, nas emissoras de TV que terceirizam seus espaços?

É mentira, Terta?

Quem aí viu o programa do PSDB na TV ontem à noite? Concordo com o leitor que enviou este comentário para o blog do Paulo Henrique Amorim:
"Estou estupefato!
Há minutos atrás assisti alguns instantes do programa político do PSDB.
Cheguei a conclusão que foram os tucanos que descobriram o Brasil.
Por consequência, declararam a indipendência.
Com certeza era o FHC naquele cavalo, não D. Perdro
A história está errada".

Meu comentário: uma das insistentes ênfases do tucanato é o plano real, cuja paternidade atribuem ao farol da Alexandria. Esta é uma mentira que beira o ridículo. Lembremos que FHC estava no exterior e foi chamado para assumir o Ministério da Fazenda pelo presidente Itamar Franco. Portanto, Itamar é o verdadeiro pai do plano que pôs fim à inflação.

Frente e verso



. Pincei esta montagem aí do blog do Fábio Campana

Deu Jacovós

O delegado Jacovós foi homologado candidato do PMDB a prefeito de Sarandi. O Diretório Municipal fez a coisa de um jeito tal, que impediu outros pretendentes de baterem chapa. Foi o caso do comunicador Noel Guima que, quando se deu conta, tinha pisado mum tapete em movimento. Mas há quem diga em Sarandi que Jacovós acabará se compondo com Milton Martini, numa coligação em que o ex-prefeito seria o cabeça de chapa. Se isto acontecer, Cido Spada se dará conta meio tarde, de que deu um tiro no pé. Quem viver, verá...

Pobre 9.504!

Um doce de puba pra quem adivinhar que figura esteve em destaque hoje no horário eleitoral das 7,30hs no canal 6. Ele mesmo,o comandante da "gestão cidadã". O apresentador voltou a falar do biopuster e deu mais uma cutucadinha no Ministério Público. Será que algum promotor público assistiu?

19 de junho de 2008

barreira

"O prefeito Silvio Barros II (PP) conversou agora à tarde com o presidente municipal e estadual do PMN, Willy Taguchi.
Teria ido pedir que o PMN lance a candidatura do deputado estadual dr. Batista, que disputa a indicação com o próprio Willy".

. Do blog do Rigon

Meu comentário: Silvio avalia que o Dr. Batista funcionaria como espécie de barreira que os concorrentes teriam que transpor para chegar nele. Já o irmão Ricardo vê mais longe um pouco: no cenário que imagina, Batista poderia ir para o segundo turno com Silvio, o que seria extraordinário para a família. Por uma razão simples: fica tudo em casa. Há outro detalhe a ser observado: com a dobradinha que acaba de fazer com o DEM, Quinteiro se fortalece e aí, Batista passa mesmo a ser indispensável no esquema. Mas pelo jeito, a conversa não teve a sonoridade esperada nos ouvidos do Willie Taguchi, presidente estadual do PMN e mais pré-candidato do que o próprio Batista.

Um fato e duas versões

O fato: a apresentação dos resultados da tecnologia biopuster a convidados especiais e à mídia.
As versões: o fato foi tratado na mídia eletrônica de maneira diferente. A RPC, em seu jornal estadual mostrou a reunião, ouviu representantes da administração falar das maravilhas do biopuster, mas também ouviu os dois promotores que questionam a ilegalidade do projeto.
A versão favorável ao prefeito foi apresentada por programas independentes da Band e da Rede Massa. Nas duas emissoras, as matérias só mostraram um lado da moeda. O Paraná Notícias caprichou na badalação "à oitava maravilha". Fez mais do que ouvir a voz do cliente: deu a ele, espaço para criticar a ação do Ministério Público. Infonformado com o fato do MP acionar judicialmente o município, por considerar que o projeto é revestido de ilegalidade, o apresentador Fabtretti chegou desrespeitar os promotores Ilecir e Cruz, saindo-se com esta:"Se o lixo fosse depositado na frente da casa dos promotores, eles iriam ver a situação de outra forma". Pra minimizar a besteira que fez, colocou o espaço à disposição dos promotores para que eles falem sobre o assunto. Ora,ora, desde quando o Ministério Público tem que ir à TV dar explicação sobre um ou outro procedimento?

Pedra no sapato

"A próxima reunião do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema) terá um integrante novo. Chama-se Jorge Villalobos, novo membro titular, indicado pela Universidade Estadual de Maringá".

. Do blog do Rigon

Meu comentário: Fico feliz em saber dessa indicação, porque sei que o professor Villalobos fará a diferença na postura do Comdema com relação a questões polêmicas do meio-ambiente em Maringá. Sei que ele será a voz da resistência, por exemplo, contra a terceirização do Parque do Ingá e o crime ambiental que a atual administração planeja cometer no Tarumã 2, acabando de vez com aquela Área de Preservação Permanente.

Perguntar não ofende

Aproveito a deixa do Inconformado (Notícias da Província), para perguntar: por onde andará o Vandré Fernando, que não se pronunciou sobre o caso da menina que teve dois dedos decepados numa creche de Floriano?
Só lembrando que o Vandré é presidente de um dos dois conselhos tutelares de Maringá e um dos maiores defensores de "sua majestade" SBII. Se ao lembrar daquele episódio da circular 459 você pensou em Vandré como comandate da "operação caça passe de estudante", acertou em cheio.

18 de junho de 2008

Pano pra manga

O caso André Vargas, envolvendo vigilantes da UEM, ainda vai dar muito pano pra manga. O deputado diz que houve um equívoco. Hoje, o site Hora H News publicou entrevista com o advogado dos vigilantes. Ele detona o parlamentar petista:

"O advogado Peterson Rezende Camparotto refutou ontem a justificativa do deputado federal André Vargas, do PT, que disse que foi um “equivoco” de sua assessoria a inclusão dos nomes de 80 vigilantes da Universidade Estadual de Maringá como doadores de sua campanha à Câmara Federal, em 2006. “Não foi um equívoco. Foi intencional”, sustentou o advogado em entrevista a este hora H.“ Ele acrescenta:"O deputado utilizou os nomes dos vigilantes como falsas origens do dinheiro que, na verdade, não possuía causa lícita. Em linguagem popular, “esquentou” o dinheiro".

E sobre isso o que que ele falou?

Silvio Barros II apresentou a vários convidados, entre os quais, alguns prefeitos da região, os resultados da tecnologia Biopuster. Tudo lindo, tudo maravilhoso, até que o prefeito de Paiçandu manifestou preocupação quanto ao custo disso. Segundo seus cálculos, a Prefeitura gastaria pelo menos R$ 600 mil reais por ano se aderisse ao projeto que o prefeito de Maringá defende com tanto entusiasmo. O conselho a ele dado, foi mais ou menos na lógica "do couro sai a correa". Ou seja, o prefeito que faça a população pagar pelo tratamento do lixo que produz. E pelo jeito, pagar caro.
Mas em nenhum momento foi falado sobre os questionamentos que se faz na cidade à tecnologia que a Prefeitura diz que é alemã, mas que na verdade é austríaca. Veja esta informação do blog do Rigon:

"O Ministério Público move uma outra ação, esta relacionada diretamente ao Consórcio Biopuster: nela, pede a anulação do contrato (termo de cooperação técnica) entre a prefeitura e a empresa austríaca por ferir a legislação federal, que não admite convênios, termos de parceria e outros instrumentos de natureza precária nos contratos de saneamento básico".

Problema recorrente

Edinéia Ramos da Silva, mãe da menina que teve dois dedos da mão esquerda decepados na Creche Pioneira Tereza Martins, em Floriano, disse hoje na Rádio CBN que esta foi a quarta vez que a menina chegou em casa machucada. A primeira vez foi uma mordida , que ela não revelou em que parte do corpo, mas garante que foi bem profunda. Apesar das constantes reclamações, nenhuma providência foi tomada pela direção da creche. Na mesma reportagem, Éverton Barbosa ouviu a psicóloga da Prefeitura, Elizabeth Lobato, que tentou minimizar o problema. Disse ela:"Estamos dando toda a assistência à família e, visitando a menina, pude perceber que ela está aparentemente bem. Quanto a gravidade do acidente a gente ainda não sabe qual é, e nem as causas. Mas estamos investigando".
A Secretaria de Educação investiga o acidente ou os acidentes? Será que os ferimentos que a criança teve anteriormente não serão investigados? Será que este é um caso isolado, de uma única creche? Ou há falhas no sistema, que precisam ser descobertas e corrigidas?

Quebra de protocolo



"O rígido protocolo da comitiva japonesa ficou visivelmente constrangido quando os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim, e das Comunicações, Hélio Costa, cumprimentaram com um aperto de mão o príncipe Naruito após ele ter passado em revista as tropas e subido a rampa do Palácio do Planalto. Pelo protocolo japonês, o cumprimento com contato físico caberia somente ao presidente Lula, pelo cargo de chefe de Estado e de governo".

Meu comentário: Neste caso, não haverá problema se for do príncipe a iniciativa de reverenciar o rei da Província Maringales.

É bom ficar de atalaia!

"A administração cidadã de Silvio II (PP) já gastou pelo menos R$ 358.130,00 com pesquisas encomendadas junto à Data Vox Brasil Assessoria e Pesquisas que, vejam só, pertence a Manoel Luiz Garcia, ex-assessor de seu irmão, deputado federal Ricardo Barros [aliás, ser ex-assessor do RB parece abrir as portas da prefeitura, já que Joaquim Negri, da Líder, que também assessorou o vice-líder de Lula, ganhou a maioria das licitações para cortar árvores na atual gestão].
A última licitação vencida pela Data Vox - que os adversários também chamam de Data Barros - foi no final de abril, no valor de R$ 76.350,00. Objeto: realizar pesquisas quantitativas e qualitativas de opinião pública na cidade".

. Do blog do Rigon

Meu comentário: todo mundo sabe, da torcida do Flamengo à torcida do Corinthians, a quem pertence o Data Vox. Mas muita gente suspeita que o verdadeiro dono do instituto de pesquisas seja mesmo o deputado RB. A propósito dessas informações que o Rigon publica, seria de bom alvitre o Ministério Público ficar de atalaia.

Se houver lógica...

"Só se fala nisso: quando o prefeito Silvio II (PP) recepcionar o príncipe herdeiro Naruhito, quem fará a reverência pra quem?".
. Do blog do Rigon

É bem verdade que o castelo aquí é de areia,e a nossa monarquia, de araque, mas se prevalecer a lógica protocolar, o príncipe é que reverencia o rei.

Panos quentes


"A promotora da Vara da Infância e da Juventude de Maringá, Mônica Louise de Azevedo, disse que não recebeu nenhuma notificação oficial sobre o caso. O Conselho Tutelar Zona Sul também não recebeu nenhum informação sobre o acidente. O conselheiro Ademir Passeri disse que iria se informar e manter contato com a promotora para os procedimentos possíveis".
Este parágrafo da matéria do Andye Iori publicada hoje na Gazeta do Povo deixa mais ou menos claro que tentataram colocar panos quentes no assunto. Mas graças a blogosfera, por maior que sejam os esforços para ocultação de fatos desagradáveis, as notícias sempre vazam.

Padre Roque na UTI


Recebo (via email) da Enir Warmling a notícia de que o ex-deputado e ex-secretário do Trabalho, Padre Roque Zimermann, está internado em estado grave num hospital de Ponta Grossa. É problema cardíaco e o estado dele é delicado.
Enir, do Movimento PT Nacional, diz em sua mensagem:"Estamos numa corrente de amor, de energia positiva, de orações, de confiança...para que o mais rápido possível, padre Roque esteja com sua saúde restaurada e de volta a sua casa".

Propaganda antecipada dá punição

18.06.08

Calma gente, não é em Maringá, não. A punição pelo abuso de propaganda eleitoral antecipada foi em São Paulo, conforme notícia publicada na página Globo.com:

"A pré-candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, foi multada nesta terça-feira (17) em R$ 42,5 mil por propaganda eleitoral antecipada por entrevistas concedidas ao jornal "Folha de S.Paulo", do grupo Folha da Manhã, e à revista "Veja São Paulo", da Editora Abril.
As empresas que veicularam as entrevistas foram multadas em R$ 21,2 mil cada, segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo".

Meu comentário: se isto ocorrer em Maringá, veremos programas de rádio e tv e até jornais, indo pro vinagre. A coisa aquí é feia!

17 de junho de 2008

Agregar valor


Nove entre dez administradores de empresas e gestores, que confundem a coisa pública com a privada, adoram esta expressão.Pois agora ela está novamente em voga, só que em circunstâncias pouco agráveis a políticos tradicionais e fisiológicos já condenados pela justiça. Admite o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Carlos Ayres Britto que, a movimentação da sociedade, principalmente de instituições respeitáveis como a CNBB, pode levar o Tribunal Superior Eleitoral a complicar a vida de pré-candidatos condenados. Isso devido, naturalmente , a iniciativa popular, "pois trata-se de um ato que agrega valores contra a corrupção”.

Garimpagem


Garimpando uma daquelas caixas de DVDs que ficam no Supermercado São Francisco da Av. Brasil, encontrei uma pérola: o acústico de Mercedes Sosa, em que "a voz da América Latina" interpreta canções belíssimas como Grácias a la Vida, Los Antigos Dueños de la Flexa e Cancion de La Simples Cosa. Maravilha!

Inconformado informa

"O bom de ter trabalhado em empesa áerea por um tempo, é que nessa hora você aciona os ex-colegas de trabalho. A Diva disse que entrou em contato com a direção da TAM e não tem notícia da volta dos vôos da empresa para Maringá.
P.S. Diva Bolota é a gerente local do que restou da TAM por aqui. Vende passagens para as pessoas embarcarem em Londrina".

. Do blog Notícias da Província

16 de junho de 2008

Irresponsabilidade criminosa


" Um garoto com cerca de 10 anos ou menos, conduzindo um pitbull adulto, sem focinheira, agora à tarde na rua Palmital, em Maringá. A legislação municipal, desde o final dos nos 50, obriga o uso de focinheira".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: Não sei a quem cabe providências, mas é preciso dar um paradeiro nesse absurdo. Sem estrangulador não há como segurar um pitbull enfurecido. Tem sido frequentes os ataques de cães nas ruas, onde as maiores vítimas são crianças. Como os donos não têm consciência do perigo que conduzem irresponsavelmente pelas ruas, é preciso que os braços da lei os alcancem. A obrigatoriedade no uso de fucinheira e estrangulador está no código de saúde.

Ficam 4...

...para a entrada de 7, que vão dar nova dinâmica ao time contra a Argentina. O próprio técnico se escalou. Ele e os outros seis paquerinhas da Branca de Neve vão fazer a diferença depois de amanhã no Mineirão. Júlio Cesar, Juan, Dunga, Soneca,Mestre, Athim,Zangado,Dengoso,Feliz, Imperador e Robinho, este é o time que inicia a partida, com narração de Gavião Dueno.

Laranjal


"André Vargas é acusado de usar “laranjas” como doadores de campanha"

"Trinta e um vigilantes da Universidade Estadual de Maringá estão processando o deputado federal André Vargas, do PT – ele comandou a sigla no Estado até recentemente. Acusam o parlamentar de ter usado o nome deles como doadores de sua campanha em 2006. E garantem: não deram um tostão para o petista. Segundo eles, o nome de 80 vigilantes da instituição foram utilizados indevidamente como doadores".

A notícia saiu primeiro no blog do Rigon e ganhou a mídia nacional, começando pela página do Cláudio Humberto, um dos blogs mais acessados do país. O desdobramento disso é previsível: naufrágio da candidatura do deputado a prefeito de Londrina e respingo em outras praças onde o PT disputa prefeituras, principalmente Curitiba. A partir de agora, o ex-presidente estadual do PT passa a ter seu mandato na Câmara Federal ameaçado.

Imprensa

"Já foi sinônimo de jornalismo. Hoje, basta ter um fiat, colocar um adesivo ‘imprensa’ e publicar um jornaleco ou manter programa de tevê meia boca e sair por aí. Alguns se auto-intitulam jornalistas e acham que podem dar carteiradas, isto é, entrar sem pagar nos estádios, cinemas e eventos diversos".
. Do blog Bar do Bulga (Marcelo Bulgarelli)

Meu comentário: Dar carteiradas é o de menos, meu caro Bulga. Pior é o vírus da mordeção que infecta nosso meio.

Campanha no arraiá


A festa junina foi na semana passada, promoção do neobarrista Valter Viana, em parceria com a Renovação Carismática Católica. Convidado especial, o prefeito Silvio Barros II sentiu-se à vontade perto do Vianinha. A placa no alto da barraca não tem nada a ver com o que você aí possa estar pensando...

Bronqueando no céu



Chico Buarque referiu-se à Jamelão como "o melhor do mau humor". E era um senhor cantor com muita frase "enviesada". Quando o então presidente Bill Clinton esteve no Brasil, passou por uma favela carioca, estava acompanhando tudo alegremente. Jamelão disse: " Ele está como nós, cariocas, dizemos, como um pinto no lixo!".
Quando perguntaram se ele puxava a Escola de Samba Mangueira, ele refutou: "Tem puxa-saco, puxa-corda... eu sou cantor!"
Não deixava ninguém sem uma bordoada. Perguntado se era cantor disse: "Canto música e quando dá canto as mulheres!"
Taí, uma figura que se vai aos 95 anos.

. Do blog da Marta Bellini

Meu comentário: Acho que depois de fazer pequenas malcriações com São Pedro, Jamelão foi se encontrar com Noel, Pixinguinha, Jobim, Vinícius e tantos outros grandes da MPB que se foram bem antes dele. Aposto que Jamelão pediu pro mestre Cartola fazer uma paródia celestial de "As rosas não falam". Isso depois de raiar com as gracinhas do Bezerra da Silva, que o chamou de "meu querido puxador da Mangueira!".

Contra a impunidade




Agentes Penitenciários e familiares fizeram concentração em Londrina para protestar contra a impunidade nos casos de assassinatos de agentes. A manifestação foi organizada pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná - SINDARSPEN. Esposas e filhos das vítimas foram à rua pedir providências ao Estado. O objetivo do protesto foi mostrar para as autoridades competentes que a sociedade organizada não esqueceu dessas fatalidades e que ainda cobra soluções.
Só em Londrina foram mortos três agentes no espaço de um ano. Ninguémm foi preso por esses crimes.

Caça fantasma

A notícia está no site do jornal curitibano Hora H News:

"O Ministério Público Federal e a Polícia Federal deflagraram uma operação com quebra de sigilo bancário de 400 fantasmas da Assembléia Legislativa do Paraná. Entre eles estão filhos e filhas de deputados e ex-deputados. A investigação envolve, além desses filhos e parentes, vários outros deputados e ex-deputados que recebiam depósito de devolução de salários de empregados fantasmas dos gabinetes dos parlamentares.
A filha do ex-deputado Divanir Braz Palma, Eliana Patrícia Magalhães Silva Palma, foi presa nesta sexta-feira, 13, em Maringá, pela Polícia Federal e conduzida a depor sob vara por não ter comparecido a um depoimento a respeito dos fantasmas da Assembléia, marcado para a última quarta-feira (11).
O MPF e a PF estão intimando todos os fantasmas e parentes de deputados para depor. O Tribunal Regional de Porto Alegre mandou uma força tarefa a Curitiba para desmontar o esquema, junto com a PF, pois os 73 processos estão todos documentados com extratos dos sigilos bancários quebrados, que provam o recebimento irregular e a devolução nas contas dos parentes dos deputados e ex-deputados.
Há casos de mortos que recebiam salários. O MPF e a PF não só querem a devolução, mas vai indiciar todos no crime peculato e outros tipos penais e pedir a inelegibilidade dos parlamentares".

15 de junho de 2008

Arns em dúvida quanto a Gleisi


O senador Flávio Arns, do PT, ainda não sabe se apoiará Gleisi Hoffman para prefeita de Curitiba. Ele admite que embora pertença ao PT,suas relações com o partido não são das melhores. Será que a explicação estaria no fato do senador não pertencer ao campo majoritário?

14 de junho de 2008

CNBB contra "ficha suja"

Igreja católica vai coletar assinaturas para tentar barrar candidatos em dívida com a justiça. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) começou a coletar assinaturas para um projeto de lei de iniciativa popular que proíbe o registro de candidaturas de pessoas que tenham sido condenadas por crimes graves em primeira instância. O barulho vai ser grande.

Bandeira verde

O Partido Verde está decidido a lançar candidato próprio a prefeito de Maringá. O objetivo é ancorar a chapa de vereador e conquistar pelo menos uma cadeira na Câmara Municipal. O advogado Alberto Abraão Vagner vai para o sacrifício, mas com a certeza de que a candidatura garantirá ao PV um bom palanque para questionar os crimes ambientais que a atual administração vem cometendo. Do corte indiscriminado de árvores no perímetro urbano a agressão às APPs (Áreas de Preservação Permanente),assunto é o que não vai faltar. Vagner, que é um cidadão maringaense acima de qualquer suspeita, incomodará muito o prefeito também na questão da rodoviária velha. Além de ser advogado de alguns condôminos, o presidente do Partido Verde é um defensor intransigente do nosso patrimônio histórico. Acho que ele qualifica o debate político.

Agora a fila anda

Os postos de saúde continuam funcionando aos sábados neste período eleitoral. Hoje de manhã , cerca de 20 pessoas aguardavam para serem atendidas por um ortopedista no Jardim Iguaçu. Mas todos foram atendidos por um clínico geral. E a fila andou.

Exemplo de irresponsabilidade

"Ontem no distrito Floriano uma criança de menos de 1 ano perdeu dois dedos da mão esquerda, que foram esmagados por uma porta da creche municipal. Os dedinhos precisaram ser amputados. Somente o programa Maringá Urgente divulgou a notícia. Creche, informa um leitor, não pode ter portas comuns, e foram retirada, na administração passada, justamente para evitar esse tipo de acidente.
O assunto vai render".

...Do blog do Rigon

13 de junho de 2008

PMDB confirma João Ivo dia 20


O Diretório Municipal do PMDB marcou para a próxima sexta-feira a convenção que vai confirmar a candidatura de João Ivo para prefeito, com Akemi Nishimori na vice. Estão confirmadas as presenças do vice-governador Orlando Pessuti, do presidente estadual do partido Waldir Pugliesi e do Secretário Especial de Relações com a Comunidade, Milton Buabci.

Perseguição implacável


"O prefeito de Maringá (PR), Silvio Barros II, em mais uma demonstração de autoritarismo, perseguição e retaliação política, ameaça demitir o servidor municipal Bianco, um de nossos companheiros de trabalho e de luta. O prefeito havia demitido arbitrariamente 28 servidores que participaram da greve por salários em 2006, o que foi motivo de uma campanha nacional de repúdio a esse ataque ao direito dos trabalhadores. A demissão foi julgada e através de uma liminar ordenou-se o retorno dos demitidos aos seus postos de trabalho".
. Do blog do Paulo Vidigal

Perguntinha

"O deputado federal, Ricardo Barros (PP), vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) votou a favor da aprovação do novo imposto, o CSS (Contribuição Social para Saúde), ou seja, a nova CPMF. Será que esta decisão se trata, mais uma vez, de orientação da Fiep?"
. Da revista eletrônica Documento Reservado (Curitiba)

Apanhou de cinta

A Lei 9504/97 tem sofrido agressões constantes em Maringá. Mas nesta sexta-feira 13, dia de Santo Antônio, ela apanhou de cinta no horário eleitoral das 7,30hs no canal 6.

12 de junho de 2008

Só uma cagadinha!

“Senhor presidente, quero explicar que me ausentei, porque fiquei com dor de barriga e tive que ir ao banheiro. É bom deixar bem claro para a imprensa, antes que venham falar que eu sou um deputado ausente. Bom que aqui tem público pra todo mundo ver que, no desespero, precisei usar o banheiro, que também temos necessidades fisiológicas”. Do deputado Antonio Anibelli (PMDB), ontem, ao explicar sua ausência do Plenário na sessão extraordinária".
. Do site Documento Reservado (Curitiba)

O apressado come cru e quente


"A pressa em inaugurar obras em vista da reeleição pode azedar a campanha. A pista de caminhada e a ATI, mesmo antes de inauguradas, já precisam de reparaçoes. As calçadas ja estão rachando, e isto nao é por causa da oposiçao nao ou de vândalos. Parece que foram as proprias máquinas usadas na contrução que passaram sobre a fina camada de concreto magro, mal curado.
Pressa e qualidade nunca rimaram bem, assim como falcatrua com reeleição".

. Por Valter T. Dubiela (Factorama)

Quanta desfaçatez, meu Deus!

" O prefeito Silvio Barros ao comentar a novela do Conjunto Tarumã: “Quando estava tudo certo para a recuperação do Tarumã veio a oposição e meteu o IBAMA no meio e aí a coisa enroscou. Não fui eu quem criou o problema e não fui eu quem autorizou. Está tudo embargado lá. Mas eu sou o prefeito e tenho que resolver o problema. Os recursos para a recuperação ambiental do Tarumã estão todos garantidos no PAC. E eu não posso fazer nada. Só depende de autorização da justiça para fazer. Só que eu não posso fazer. E agora?
Silvio Barros falou isso no Espaço da Cidadania do Conjunto Cidade Alta".
. do Blog do Lauro Barbosa

Meu comentário: Meu Deus, como pode alguém escamotear tanto a verdade desse jeito? Aquela parte baixa do Tarumã não se resolve com as intervenções que o prefeito pretendia fazer. Alí é uma APP - Área de Preservação Permanente e precisa ser desabitada, processo iniciado na gestão passada, que chegou a retirar 20 famílias. Existem hoje mais de 300 famílias que precisam ser indenizadas pela loteadora (e não pelo município). A parte baixa do Tarumã é um charco, onde mina água nas casas e o que se projeta fazer alí são obras de infra-estrutura que baixem o lençol freático. O Ministério Público acionou o município , a justiça embargou as obras e o IBAMA negou autorização para a execução do projeto. É preciso lembrar que quando foi autorizado o loteamento, fajutou-se laudos de impacto ambiental. O que o prefeito Silvio Barros quer é amenizar a barra da loteadora, terminar o serviço criminoso que começou lá atrás. Não é possível que a cidade feche os olhos para um absurdo desses.

11 de junho de 2008

A quem interessa a perfumaria?

Sempre fico com um pé atrás quando os salários dos legisladores, seja em que esfera for, começa a tomar conta do noticiário. Isso porque o problema mais grave das câmaras municipais, assembléias legislativas e Congresso Nacional não é o olerite, mas a falta de compromisso que os representantes do povo têm com o próprio povo. O salário é uma questão importante sim, mas não é fundamental no processo de moralização do poder legislativo. Já escrevi outras vezes que a qualidade dos vereadores de Maringá tem piorado a cada legislatura. E a cada legislatura a Câmara deixa de cumprir o seu papel de fiscalizadar o Executivo e produzir leis que beneficiem a comunidade local como um todo. Ao invés disso, perde-se na discussão de matérias irrelevantes e no comportamento inadequado da maioria dos seus componentes. A grande tragédia da política brasileira está na qualidade duvidosa dos que são votados para trabalhar em cima de interesses coletivos mas, ao contrário disso, atuam quase sempre voltados para os próprios umbigos.
É de se pensar que execrar vereadores por causa do salário é lançar cortinas de fumaça sobre a atuação predatória da maioria cooptada por interesses escusos. Isto sim é grave, isto sim merece o nosso repúdio e a nossa ação defenestradora. O resto é perfumaria.

Fora do ar,mas em Curitiba

O desembargador Jesus Sarrão retirou do ar mais um comercial do PT, em que sua presidente Gleisi Hoffmann aparece como apresentadora.
O pedido de retirada foi do PSB, de Severino, que fechou com Beto Richa, é ligado a Ricardo Barros e em Maringá incentiva Wilson Quinteiro. O desembargador acatou o argumento de desvio de finalidade, ou seja:" o tempo deve ser usado para divulgar o programa do partido e não a candidata a prefeita".
Em Maringá, são cada vez maiores os abusos cometidos por SBII, que não usa os espaços ("gentilmente" colocados à sua disposição na mídia eletrônica) para promover o governo municipal, mas sim a figura do pré-candidato à reeleição. Aqui pooooooode!

Semelhança

O escalado de hoje no horário eleitoral das 7,30hs no canal 6 foi o secretário Nardi. Ao vê-lo no vídeo, meu filho de 14 anos perguntou:"Esse não é o Ari Toledo, pai?". Aí, prestando bem àtenção, achei que a semelhança física é grande. Até a voz faz lembrar o comediante. O secretário é bem humorado e, parece também, ser bom de piada.

Moacyr vereador

O ex-prefeito de Paiçandu Moacyr de Oliveira , injustamente cassado pela Câmara Municipal, aguarda a decisão da justiça ao mandado de segurança que impetrou contra a decisão dos vereadores. O processo encontra-se na segunda instância, mas Moacyr tem seus direitos políticos preservados. Tanto que decidiu ser candidato a vereador. Será, sem sombra de dúvida, o mais votado edil da história de Paiçandu e deverá levar com sigo outros candidatos do seu partido, o PMDB. Uma vez eleito, Moacyr promete atuar no sentido de moralizar o Legislativo Municipal. "Quero abrir aquela caixa preta", disse agora há pouco. A decisão do ex-prefeito, tornada público esta manhã, provocou desarranjo intestinal em alguns políticos locais.

Contrato ilegal


Informa Lauro Barbosa em seu b log que "a vereadora Marly Martin falou ontem a noite durante a sessão da Câmara de Vereadores que o transporte coletivo em Maringá é ilegal e inconstitucional. Ela disse isso ao lamentar o recente reajuste no valor da tarifa em Maringá. Na opinião da vereadora, o valor justo da passagem em Maringá seria R$ 1,50, e sem essa de estipular dois preços: um para cartão e outro sem o cartão (R$ 2,00 e R$2,30 respectivamente). Marly denunciou que por conta desse excedente, estaria sendo arrecadado indevidamente por mês em Maringá, mais de R$ 1 milhão. Ela utilizou uma expressão recente numa matéria de “O Diário” para questionar: Até quando?".

Meu comentário: a Marly está correta neste aspecto. O contrato do município com a TCCC é de 1951, com um aditivo feito na calada da noite em 1999 pelo então prefeito Jairo Gianoto. Claro, com a devida aprovação da Câmara. O contraro é ilegal porque nunca foi licitado, conforme manda a lei. Nada contra a empresa, mas o fato é que Maringá não pode continuar convivendo com esta ilegalidade. A quebra do monopólio, feito na gestão passada continua sub judice.
Com relação ao preço das passagens, volto a concordar com a vereadora. Não tenho dúvida de que uma análise bem detalhada de planilha de custos, mostrará que a empresa tem muita gordura pra queimar.

Lá tem ventilador

E certamente, muito cocô pra ser jogado. E o vereador Orlando Bonilha fez isso em depoimento no Ministério Público. Falou da relação da edilidade com a empresa de transportes coletivos Grande Londrina. Um escândalo com status de escárnio.Como perguntar não ofende, aonde estão os nossos ventiladores? Ou estaria faltando m(*) pra ser jogada?

10 de junho de 2008

A Unimed e as ATIs

"Não é fácil pagar um plano de saúde, como em nosso caso à Unimed e ver que indiretamente estamos contribuindo com as politicagens do prefeito por meio das Academias da Terceira Idade (ATIs) doadas pela Unimed. Direta e indiretamente as doações saem do bolso de quem tem planos. A Unimed deveria investir na saúde de seus associados ou, fazer desconto das mensalidades ou, aumentar o número de credenciados(as) ou, pagar melhor seus prestadores de serviços e não ficar financiando "indiretamente" campanhas eleitorais".

. Do blog do Elias Brandão

Meu comentário: Elias, é você e a torcida do corinthians reclamando da queda de qualidade dos serviços desse convênio médico em Maringá. Uma cunhada minha tem plano da Unimed desde 1987. Ela me disse hoje de manhã, quase não ter acreditado quando a Unimed se recusou a autorizar um exame de glicose que o médico lhe pedira.A propósito, corre na 5a. Vara Civel, um processo envolvendo a Unimed e a administração cidadã. É referente a uma dívida de quase R4 30 milhões, que foi reduzida para algo em torno de R$ 4 milhóes. A ação é do Ministério Público e tem a assinatura de dois promotores. Isso ainda vai feder, meu caro.

Atuação parlamentar

" Contenha, se for capaz, as lágrimas ao ler a seguinte informação que consta do portal da Assembléia:
"Cida Borghetti (PP) apresentou dois requerimentos na Assembléia Legislativa nesta terça-feira (10). Um deles envia voto de congratulações a Dra. Edna Almodin, premiada em Congresso Internacional de Oftalmologia. “O trabalho da Dra. Edna é reconhecido em Maringá, onde também atua no voluntariado, levando à população informação e atendimento de qualidade’, justificou a deputada.
Outro requerimento envia voto de pesar à família da Dra. Iorfinda Mora, pioneira e fundadora do Hospital Santa Rita, faleceu aos 91 anos em Maringá."
Com todo o respeito à memória da senhora Iorfinda, que nos deixou no auge de sua juventude, vá lá que a Assembléia registre, a pedido da deputada, votos de pesar por seu passamento e de louvor à dra. Edna por seu prêmio. Mas usar a assessoria de imprensa para divulgar esta ação meramente protocolar...
. Do blog do JOSÉ ANTONIO PEDRIALI (Londrina)

Cidadania . A gente vê por aquí



Este parágrafo do texto de apresentação do projeto de desfavelamento da Maringá sem favelas, expressa bem o pensamento do alcaide sobre os moradores do Santa Felicidade. Será que na denúncia feita por uma ong ao mnistério Público Federal tem uma cópia do documento?

A grande mancada

"O prefeito Silvio II (PP) ontem, na inauguração do CDP, parecia ator de novela mexicana e mudou até a entonação de voz para o conhecido blá-blá-blá de palestrante. Só que desta vez foi buscar uma notícia de quase 10 anos trás, a história da Pepezinha, cachorrinha da socialite Vera Loyola, que ganhou uma festa de aniversário no Rio de Janeiro.
A história é antiga e já não causa a revolta que causou na época. Vera Loyola usou dinheiro dela para fazer a festa. O prefeito poderia ter falado dos políticos que gastam mal e porcamente o dinheiro do povo - e não precisava buscar exemplo em terras cariocas, não".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: SBII abriu o referido discurso lembrando a história que lhe havia sido contada por um assessor do prefeito do Rio de Janeiro, o Dr. Factóide Cesar Maia. Mas a narrativa deixava a impressão de que tratava-se de fato atual. Ainda bem que o Rigon está com a memória a mil e foi buscar a notícia da Pepezinha nos arquivos da revista Isto É, de outubro de 1999.

No fio do bigode

Final dos anos 60 - deve ter sido alí por 69 - o presidente da Codemar, Marco Antônio Correa, chega ao escritório de uma fábrica de tubos de ferro fundido no Rio de Janeiro para falar com o diretor da empresa, sr. Oscar Ventura. " Preciso de 37 jamantas de tubo para iniciar as obras da rede de água em Maringá, mas preciso com urgência". O empresário tirou o pedido e fez a clássica pergunta: "E que garantia o sr. me dá?" . Marco Antônio respondeu: "A garantia que posso lhe dar neste momento é a minha palavra". A empresa mandou as primeiras 37 jamantas, depois mais 37 e mais 37. A Codemar implantou naqueles quatro anos da administração Adriano Valente, mais de 400 quilômetros de rede. Todas as faturas foram pagas religiosamente em dia.
Sete anos depois, já como superintendente regional da Previdência, Marco Antônio Correa foi ao Rio e lá resolveu fazer uma visita de cortesia para o sr. Oscar. Conversa vai, conversa vem, o ex-presidente da Codemar perguntou:"Mas seu Oscar, até hoje não entendi como o senhor confiou na minha palavra e mandou as carretas de cano, sem me conhecer?" Respondeu Oscar Ventura:" Simples, meu caro, você não me pediu 10%, concluí logo que era um homem honesto". O empresário tinha razão.
Só pra lembrar: Marco Antônio foi um dos homens fortes da administração Adriano Valente, um prefeito acima de qualquer suspeita.

No ar, a Rádio Peão!

" Neste final de semana ouvi de um senhor aposentado da prefeitura que passa dos 70 anos de idade, dois questionamentos curiosos que soube dentro da circular da TCCC, possivelmente divulgados por meio de rádio peão.
O primeiro: que Ana Pagamunici estaria deixando o Sindicato para ser CC de Sílvio Barros II.
O segundo: que João Ivo não mais seria candidato a prefeito.
Ainda brinquei com o senhor. Perguntei: “acreditou no que disseram?”
Ele ficou me olhando e respondeu: “Não sei. Neste mundo tudo pode acontecer”.
* Confesso que fiquei preocupado com o que devem estar fazendo com a consciência do povo simples nos ônibus e nos bairros".
. Do blog do Elias Brandão

Presentão


Lamento ter perdido a oportunidade de ouvir a palestra de Laurentino Gomes no "Luz Amor" e de ter perdido também a presença dele na Bom Livro Mega Storn. Mas o meu irmão de fé Antônio Moscardi, que foi amigo do Laurentino nos tempos da burquinha, esteve presente aos dois eventos e ontem me fez uma surpresa: me deu de presente um exemplar de 1808, autografado pelo próprio autor.
Vale a lembrança de que 1808 já é um best seller. Vendeu mais de 300 mil exemplares no Brasil e 60 mil em Portugal. O livro, que tem um texto primoroso e é fruto de uma pesquisa de 10 anos, ficou 35 semanas na lista dos mais vendidos da revista Veja. Obrigado pela obra, Laurentino; obrigado pelo livro, Moscardão.

9 de junho de 2008

Requião em dois tempos

Em dois momentos de sua passagem por Maringá hoje o governador Requião deixou o prefeito Silvio Barros de saia justa. O primeiro foi na inauguração da Penitenciária Provisória, quando lascou o pau na terceirização de serviços públicos. Ao lado de um emérito apaixonado pela terceirização, o governador lembrou do descalabro provocado pelo governo Lerner, com a tentativa de privatizar o sistama carcerário paranaense. Requião lembrou que "construir e manter presídios é um dever constitucional do Estado, e que portanto, entregar esta responsabilidade à iniciativa privada, que só trabalha em cima do lucro, é uma irresponsabilidade". Aí lembrou o caso americano, onde há presídios que tem até ações na bolsa de valres.

O segundo momento da saia justa foi na Ceasa onde ao discursar na posse de Marco Aurélio na presidencia da Paraná Esportes, o prefeito Silvio Barros brincou:"O gogvernador tem realmente prestigiado Maringá. Mas poderia prestigiar um pouco mais, governador, deixando o Ênio e o João Ivo no seu primeiro escalão".
A brincadeira, que é reveladora de um certo desejo do prefeito, provocou risos na platéia, que gargalhou quando o governador, ao pegar o microfone, devolveu o xiste:"Vou atender seu pedido, Silvio, mas apenas parcialmente: um dos dois volta para o meu governo, o outro vai assumir a prefeitura de Maringá" . E antes antes de encerrar a sua fala, Requião disse que o Silvio poderá até ter um cargo no governo do Estado, "quando um desses dois meninos assumir a prefeitura".

Até sábado

O PMN define até sábado quem será o candidato a prefeito pelo partido. O Dr. Batista diz a todo momento que será ele o candidato. Willie, presidente das executivas estadual e municipal, também quer ir pra disputa. O deputado era até dia desses o plano B de Ricardo Barros. Mas informações de bastidores dão conta de que já deixou de ser. Isso devido a possibilidade concreta de que, com Batista na parada, Silvio passa a correr o risco, inclusive, de ficar fora do segundo turno. Aliás, esta semana é decisiva para a formação das coligações partidárias. Está tudo igualzinho um jogo de xadrez.

Esperteza

"É comum os motoristas de Maringá se depararem com a placa "Permitido por 15 minutos" de frente as farmácias. A Lei que regulamentava o tempo máximo de estacionar em frente as farmácias em "15 minutos" não mais existe e qualquer veículo pode ficar estacionado o tempo que desejar. As farmácias são comércios tanto quanto qualquer outro comércio e não mais fazem serviços unicamente voltados para atendimento à saúde como se fazia tempos atrás, a exemplo de medir pressão. Os proprietários das farmácias e redes colocam as placas com a intenção de confundir os motoristas e manterem as vagas livres para ganhar clientes. É esperteza pura".

. Do blog do Elias Brandão

8 de junho de 2008

Que Deus tenha piedade de nós

"Neste ano serão repassados R$ 40 milhões à mídia do interior, através da campanha Mais Brasil para Mais Brasileiros que é veiculada nacionalmente, desde outubro do ano passado".
"Foram empossados os novos coordenadores por meio de comunicação, dentro da Frente. São eles: o deputado Ricardo Barros (PP/PR) coordenará os jornais diários; o deputado mineiro Odair Cunha (PT) assumirá as rádios; o deputado gaúcho Beto Albuquerque (PSB) será responsável pelas televisões; o deputado Vital Rêgo Filho (PMDB/PB) coordenará os meios de Internet e o senador catarinense Neuto de Conto (PMDB) que assume os jornais semanais".

Meu comentário: Se o tráfego de influência já era de amargar por aqui, imagine agora com essa dinheirama toda. Mais do que nunca, os partidos de oposição ao donatário dessa capitania hereditária e o Ministério Público precisam ficar atentos ao processo eleitoral. Como recordar é viver, lembremos a manchete do jornal O Diário na véspera do segundo turno de 2004. O comunicador Pinga-Fogo havia sido punido pela Justiça Eleitoral por desrespeitar a legislação em vigor. O repórter Marcelo Frazão (hoje trabalhando em Londrina) fez a matéria com a seguinte chamada de capa:"Pinga-Fogo desobedece lei eleitoral e sai do ar". Ao pegar o jornal no dia seguinte pela manhã, Frazão levou um susto com a alteração que fizeram do seu texto. A manchete que saiu foi esta:"João Ivo tira Pinga-Fogo do ar". No sábado, véspera do pleito, o jornal foi distribuído de graça nas esquinas mais movimentadas de Maringá. Aquilo foi uma indignidade.
Será que vamos ver o mesmo filme em 2008? Espero que não. O próprio jornal publicou editorial na primeira página dia desses, definindo a sua postura nessas eleições. Será, segundo seu editor-chefe, um comportamento ético, fundamentado na imparcialidade do verdadeiro jornalismo. Maringá está apostando nisso, a democracia exige que assim seja. Se não for, que Deus tenha piedade de nós.

7 de junho de 2008

A novela da trimestralidade

"Minutos atrás encontrei um servidor na Avenida Brasil que havia participado da assembléia dos servidores municipais e o mesmo relatou sua impressão sobre a proposta do prefeito aos trabalhadores no que se refere ao pagamento da famosa trimestralidade. Disse que "o prefeito promoveu um regaço em sua campanha política ao fazer uma proposta indecente aos servidores. Foram mais de 99% de votos contrários à proposta", arrematou.
De acordo com outro servidor, Eliel Gonçalves, a assembléia deliberou por formar uma comissão que encaminhará as propostas da assembléia junta a administração, principalmente pedindo esclarecimentos sobre os pontos obscuros e a falta de dados na proposta para acordo.
Assim, este blogueiro fica a pensar: A proposta é prova de imobilidade política do prefeito ou falta de respeito aos servidores municipais?".
. Do blog do Elias Brandão

Meu comentário: É mais do que falta de respeito, é um show de cinismo nunca antes visto por aquí. Será que vamos reviver em dezembro de 2008 o episódio da fuga pela janela de 92?

Será?

"O médico e deputado estadual dr. Batista definiu a pré-candidatura a prefeito de Maringá, pelo PMN, durante reunião realizada ontem à noite. Ele se comprometeu a articular uma aliança com outros partidos.
Até agora, apenas o presidente estadual do partido, Willy Taguchi, trabalhava como virtual cndidato à prefeitura de Maringá. Com a decisão de dr. Batista, o quadro muda dentro do PMN.
Se for efetivamente escolhido, esta será a terceira candidatura a prefeito de dr. Batista, que foi vereador por dois mandatos e cumpre o primeiro mandato como deputado".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: A aliança que o Dr. Batista pensa em articular pode esbarrar na nova resoluçao do TSE, que impõe limites às coligações partidárias para este ano. As interpretações iniciais da decisão do Superior Tribunal Eleitoral, anunciada sexta-feira a noite, é de que só poderão se coligar nas proporcionais, os partidos que se coligarem nas majoritárias. E parece que isso só será possível entre dois partidos, um entrando com a cabeça de chapa e o outro, com a vice. Neste caso, Dr. Batista só viabilizaria sua candidatura se conseguisse unir o PMN a um partido grande, que tenha muito tempo de tv. Caso contrário, ele iria para a disputa apenas para dizer:"Meu nome é Dr. Batista!". Como perguntar não ofende, seria o caso de perguntar ao deputado:"O sr. já combinou isso com o presidente do PMN, Willie Taguchi, que até ontem não abria mão da sua candidatura?".

Alguém acreditou?

"A assembléia dos servidores municipais para discutir se aceitam ou não a proposta de pagamento da trimestralidade foi transferida da Biblioteca Municipal Bento Munhoz para o Auditório Dona Guilhermina, na manhã de hoje. O prefeito durante toda a semana mobilizou seus CCs para colaborar no convencimento dos servidores em aceitar a tal proposta que não oferece muita coisa: para quem tem até R$ 1.000,00 receberiam de imediato os valores, os demais passariam a receber em 48 parcelas mensais a partir de 2009 e somente dos dois primeiros anos, ou seja, de 1991/93, desprezando os outros 15 anos de débito e ainda a não incorporação dos 36% no salário a que tem direito. Se aprovada a proposta deverá assinar termo de acordo o que anularia a futura decisão em terceira instância do processo em andamento. A proposta é péssima para os servidores e não deverá passar pelo pessoal de bom senso porém a mobilização foi grande entre os, digamos, ¨simpatizantes¨ do prefeito".

. Do blog do Angelo Rigon

Meu comentário: será que em algum momento os servidores pensaram que o prefeito SBII faria alguma proposta decente a eles? Tá mais do que na cara que é tudo jogada de marketing, tendo em vista a proximidade das eleições. Até outubro, ainda vamos ver coisas do arco da velha!



PAC e TCCC

Mera coincidência

O personagem do talentoso Milton Gonçalves na nova novela das oito se parece muito com alguém bem próximo da gente. Quem é de Maringá e conhece um pouco da política local sabe do que estou falando. Mas, lembrem-se, qualquer semelhança é mera coincidência.

6 de junho de 2008

A Norma fere a norma


Com perdão do trocadilho, tem muita gente ferindo a norma eleitoral em Maringá. A lei é clara, mas ela só tem efeito se for acionada. E a quem cabe fazer isso? Cabe a qualquer pessoa que se julgue prejudicada pelo abuso, aí no caso, a propaganda extemporânea. Aliás, propaganda extemporânea, captura de sufrágio e tudo mais que agride a legislação eleitoral em vigor é o que não tem faltado em Maringá, onde as três zonas eleitorais existentes já devem estar aparelhadas, inclusive com a presença de promotores.
. A foto foi pinçada do blog do Rigon

Aí não dá!

"O prefeito Silvio Barros concluiu que só existe uma forma de atender bem na saúde: a terceirização. Eu acho que o prefeito está coberto de razão. A inciativa privada é enxuta, sob todos os pontos de vista, principalmente na prestação de serviços. E por visar lucro, capricha cada vez mais no que faz. O serviço público é a contramão disso: pesado, lerdo, ineficiente, coorporativista, deficitário, incapaz, e por aí afora. Enquanto houver paladinos do serviço público, certamente existirão dor e sofrimento nos bancos dos postos de saúde".
. Do b log do Lauro Barbosa

Meu comentário: Lauro, Lauro, que coisa mais absurda , meu irmão! Saúde pública é responsabilidade do poder público e essas amarras a que vc se refere só existem para gestores incompetentes e mal intencionados. Um bom gestor coloca o sistema para funcionar com muita eficiência, como já aconteceu por aqui. Esse discurso do "estado paquiderme" é coisa do neoliberalismo, que defende o estado mínimo como forma da iniciativa privada se apoderar do erário em troca de serviços de qualidade duvidosa. Experiências recentes mostram que a terceirização de serviços públicos tem servido para esquemas de apadrinhamento e de exploração de mão de obra, de maneira vil. Sem contar os calotes que ocorrem nas tres esferas de poder. Não faz muito tempo uma empresa que terceirizava serviços de manutenção do Ministério da Previdência quebrou e seus donos desapareceram, deixando os empregados a ver navio. Nosso coloega jornalista Montezuma Cruz, por exemplo, foi uma das vítimas, quando esteve em Brasília assessorando o ministro Amir Lando, contratado por uma dessas arapucas. Eu mesmo "dancei" em outra arapuca,chamada Mercado, que terceirizava serviços na Sanepar durante o governo Lerner. Ou será que Maringá já esqueceu do fiasco das escolas cooperativas do prefeito Ricardo Barros (89/92)? Me poupe, amigo Lauro!

Vão tirar o bode

" Na coluna Dia-a-Dia, de o Diário impresso, domingo, informo que a empresa aérea TAM voltará a operar em Maringá no dia 2 de julho.
Está praticamente tudo certo".

. Do blog do Edson Lima

Meu comentário: a administração municipal havia perdido a TAM. Foi um bode que colocaram na sala para que, às vésperas da eleição, o dito cujo fosse retirado.

Laranja madura...

... na beira da estrada, está bichada, Zé, ou tem marimbondo no pé".

Os articuladores de condomínios partidários precisam ficar atentos à bomba que o TSE soltou ontem no pomar da política brasileira. Informa a Folha de São Paulo (online):

"TSE restringe coligações partidárias nas eleições municipais" .

"O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) restringiu as coligações partidárias para as eleições municipais de outubro. Por maioria, os ministros do TSE aprovaram em sessão administrativa ontem à noite mudança no critério das coligações.
Os partidos só poderão fechar coligações proporcionais (para vereadores) com as legendas que participam da coligação para a disputa majoritária (para prefeitos). Pela regra anterior, havia liberdade irrestrita para formação de coligações.
Exemplo disso é a coligação entre PSDB e PTB em torno da pré-candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin à Prefeitura de São Paulo.
O julgamento sobre o tema havia sido interrompido na sessão de 27 de maio, quando o ministro Eros Grau pediu mais um tempo para analisar a instrução. Grau votou ontem a a favor da mudança. A proposta de alteração foi feita pelo ministro Marcelo Ribeiro".

PS:portanto, meus amigos, as tais siglas de aluguel, que só tinham o tempo de televisão como moeda de troca, estão no bico do urubu. Foi um belo golpe na cultura cítrica da nossa política tradicional, fisiológica e desavergonhada.
O articulador esperto que costuma cair matando nos pés de laranja à beira da estrada, pode estar na mira de marimbondos.

O PAC está chegando

O prefeito SBII está em Brasília para tratar do PAC. O presidente Lula deve começar a liberar a grana e dar as primeiras ordens de serviço.No Paço Municipal, os assessores diretos vibram e fazem troça de quem ousou questionar o projeto de desfavelamento do Santa Felicidade sem favelas. Ironizam:"Agora a oposição vai se remoer. É dor de cotovelo pra todo lado".
Será mesmo? Imagine a Igreja Católica, o Ministério Público Federal e tantas outras instituições respeitáveis que detectaram o espírito 171 do projeto, morrendo de dor de cotovelo. É pra acabar, né?

Pra não dizer que não falei das flores, antes de viajar o prefeito da cidadania deixou mais um presentão para o povo: um aumento no preço da passagem da circular.
A passagem passará de R$ 2,20 para R$ 2,30 quando for paga em dinheiro; no cartão, sobe de R$ 1,85 para R$ 2,00.

5 de junho de 2008

Mui amigo!


Quem tem um aliado como José Serra não precisa mesmo de adversário. Geraldo Alckmin que o diga. Candidato a presidente em 2006, ele foi sapecado pelo fogo amigo (o isqueiro não saia das mãos do então candidato a governador de São Paulo). Agora, Serra está novamente puxando o tapete de Alckmim, que se depender do tucanato paulista não será candidato a prefeito de São Paulo. Serra trama uma aliança com Kassab.

Sois rei?


Achei genial esta montagem de um leitor do blog do Rigon.Vendo a foto, me veio uma paúra: será que ele não vai querer aproveitar a visita do príncipe Naruihto para iniciar processo de implantação de uma monarquia em Maringá?

4 de junho de 2008

Mais titica no ventilador...

A Folha de São Paulo abriu espaço na sua página online (UOL)para uma discussão sobre o PAC. E lá estão dezenas de pitacos, entre os quais alguns de Maringá. Vale a pena ler o comentário feito pela maringaense que se identifica apenas como Jacheline:

"As obras do PAC em minha cidade está a todo vapor, com a prefeitura desapropriando uma área que não é favela,tentando remanejar as famílias para outras localidades. Inclusive, para construção de casas para essas famílias do Conjunto Santa Felicidade, a prefeitura está desapropriando áreas em outros bairros consideradas pelo plano diretor como áreas públicas voltadas aos aparelhos públicos (escolas, creches,posto de saúde etc.)Enfim o dinheiro do PAC em minha cidade é usado para suprir a ganância e a fome do mercado imobiliário local, visto que a área onde está o Santa Felicidade irá se tornar super valorizada, por causa dos condominios de luxo que estão sendo edificados nas proximidades, somando-se aos fora projetos para shopping's e outros. Aliás, para o prefeito conseguir a bagatela de 25 milhões usou até de fraude, usando fotos de casas de favelas, que reconhecidamente não são do Santa Felicidade. O Ministério Público Estadual e Federal tem conhecimento desse detalhe" .

"Esqueceram de mim..."


Elenilson Silva foi medalha de ouro no Pan de 99 e um super-camppeão dos Jogos Abertos do Paraná, sempre representando Maringá. Mesmo assim, foi esquecido pela gestão cidadã para o showmício da Vila Olómpica. Sobre isso escreve o Rigon em seu blog: " o campeão pan-americano não figurou entre os que teriam recebido cachê (dizem que foram cerca de R$ 150 mil) para o showmício em que se transformou o evento. Ele está muito chateado, especialmente também porque é vice-presidente da Associação de Atletismo de Maringá. As pessoas que conhecem o real valor de Elenilson para o esporte maringaense, paranaense e brasileiro estão perguntando por que ele não foi convidado. Magoado, ele não sabe nem como responder".

Meu comentário: Vanderlei Cordeiro foi homenageado porque ainda surfa na onda das Olimpíadas de Atenas e portanto, reforça o marketing da campanha à reeleição. Elenilson é, como Vanderlei, merecedor de todas homenagens. Mas já não atrai tantos holofotes. Esta é a lógica de um governo cuja prioridade é a propaganda.

Maravilha!

Fazia algum tempo que eu não entrava no posto de saúde do Iguaçu. Fui lá hoje de manhã para carimbar um pedido de exame da minha mulher, depois de dois anos na fila da Ortopedia. O posto está bem cuidado, os atentendes se esmeram em gentilezas, o agendamento de consultas e raio-x está sendo feito com rapidez que não se via desde 2004.Estão atendendo inclusive aos sábados. Puxei conversa com uma senhora que respirava aliviada por ter seu pedido atendido depois de um ano e 8 meses. Ela exclamou:"Que bom se a gente tivesse eleição todo ano!".

Em tempo: outra senhora aparece no balcão perguntando pelo Dr. Murassaka. O servidor responde que o médico não estava alí hoje, porque é dia dele ir para Iguatemi, onde está escalado para atender duas vezes por semana.

Mudou de posição

O quadro "Missão", com aquela mensagem de neurolinguística , continua em todas as repartições públicas municipais , embora no posto de saúde do Jardim Iguaçu tenha mudado de lado. Antes estava afixado na parede direita de quem entra. Agora está na parede esquerda, bem mais visível. Valei-me , "Dr" Lair Ribeiro!

Tempo de pressionar

nforma Rigon: " O Tribunal de Contas do Paraná aprovou as contas de Silvio II (PP) referentes a 2006 - uma rapidez que o tribunal não teve até hoje com as contas de Jairo Gianoto - e reprovou as de João Ivo Caleffi (PMDB) referentes a 2003. Na verdade, conforme esclareceu, as contas estão sob recurso rescisório, ainda em trâmite no TCE, que reenviou a documentação certamente por engano".

Meu comentário: Sobre as contas de 2003, o TC tinha mesmo recomendado rejeição, devido a erros formais, ou seja , falta de alguns documentos. Mas João Ivo entrou com recurso de revista, fez a defesa e o último parecer do técnico que analisou o processo é pela aprovação.
A propósito desse assunto, lembro-me agora de uma conversa que tive com um jornalista amigo no restaurante da Assembléia Legislativa há cerca de um mês. Ele perguntou: "Por que será que o deputado Ricardo Barros não sai do Tribunal de Contas? Ultimamente ele tem sido visto com muita frequência correndo os gabinetes dos conselheiros".
Vejam que estrtanho: um passarinho que andou pousando na janela de um conselheiro do TC , onde RB entra e sai sempre que vai a Curitiba, me contou : o deputado tem feito das tripas coração para ver se o Tribunal reprova logo as contas do ex-prefeito, referentes a 2003. Alguém é capaz de adivinhar a razão de tanto empenho?

3 de junho de 2008

Número do golpe do siga-me

Um advogado amigo pede para eu passar o número que está sendo usado por golpistas do siga-me. Anotem aí: *520458842 tendo como número de protocolo o 741-8. A voz que aparece do outro lado da linha quando você atende, sugere que você digite esses números, que seriam para oferta de serviços da GVT. Mas na verdade, o dono do linha fixa que cai na cilada, tem seu telefone colocado no siga-me de celular contido nesses números aí. As consequências virão depois na conta telefônica. A própria GVT vem alertando seus clientes para este tipo de golpe, que deve ser aplicado também por meio de outras operadoras.

Bajulação e porrada

Hoje cedo no horário eleitoral das 7,30hs de um canal local, o apresentador mostrou a nova estratégia da campanha do alcaide nos chamados propgramas independentes, que vivem à soldo do erário.Antes era só bajulação. Agora, segue a puxação de saco, mas acrescida de cacetadas no principal adversário do candidato à reeleição. Quem sabe o Ministério Público local não copia a boa idéia de São Paulo!

E aqui, nada?

Depois de um curto período sem postar ,volto hoje à lida blogueira. E sem muitas novidades no imborná, vou logo colando um texto do site da Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo, aproveitando a boa dica do Rigon:
"A Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo (PRE-SP) passou a receber em sua página na internet denúncias online nas quais podem ser anexados arquivos de fotos. A novidade é pioneira no âmbito eleitoral e permite à Procuradoria receber maiores elementos que comprovem as irregularidades denunciadas.
Desde a reformulação do sítio da PRE-SP em 2006, já se encontrava disponibilizado um formulário para denúncias online, tendo em vista qualquer irregularidade ou ilicitude relacionada com a área eleitoral: desde práticas de propaganda eleitoral irregular até condutas mais graves, como corrupção eleitoral e abuso de poder político ou econômico. Todas as notícias de irregularidades recebidas são encaminhadas aos órgãos competentes do Ministério Público Eleitoral, para as providências cabíveis.
Com o novo recurso que permite o envio de fotos pelos denunciantes, o Ministério Público Federal espera receber denúncias ainda mais detalhadas. Na área eleitoral, várias ilicitudes, como propaganda antecipada ou irregular, podem ser documentadas por meio de registros fotográficos, inclusive aqueles feitos por meio de celulares".

Meu comentário: um mecanismo desse em Maringá cairia como uma luva. A coisa aqui tá feia, andam passando dos limites.